segunda-feira, março 30, 2009

Prova Estranha

Realizada ontem (29/03), a prova do Concurso Público de Macaé criou muita polêmica entre os candidatos, sobretudo com os coleguinhas que tentavam a sorte. Questões mal formuladas, erros ortográficos e até diferenças entre as questões e o cartão-resposta foram observados pelos candidatos, que consideraram, por unanimidade, que a prova estava "meio estranha".

Um exemplo foi o fato de que, para cada questão, existiam quatro alternativas, com as letras de 'A' a 'D'. Já no cartão-resposta, as alternativas se apresentavam das letras de 'A' a 'E', o que levou alguns participantes a marcarem a letra 'E' no cartão pensando que fosse a letra 'D'.

Outro exemplo é a questão de número 38 da prova específica de jornalismo, que perguntava: "São profissionais indispensáveis numa Assessoria de Imprensa:
A- analista e marqueteiro
B- programador visual e contato publicitário
C- diagramador e jornalista
D- relações-públicas e ilustrador

Para essa questão, nenhuma resposta parece ser correta, pois todas as alternativas apresentam algum cargo não-indispensável.

A prova, elaborada pelo IBAP-RJ, ainda vai dar muita reclamação, podem esperar.

3 comentários:

Carla Cardoso disse...

Para se ter noção, outra questão foi para marcar qual a medida do papel A4... Quem fez jornalismo para fugir da matemática (dizem que somos péssimos em continhas, rs) não gostou nada da questão...

Vitor Menezes disse...

Prova estranha com gente esquisita rs rs rs.

Flávio Mussa Tavares disse...

Vítor, eu fiz prova para médico homeopata. Apesar de ter acertado 75% da prova, achei que as questões foram mal formuladas e cabem recursos, pelo que pude ver, com base na própria bibliografia indicada.

users online