quinta-feira, dezembro 30, 2010

Livro de Márcio Aquino pode virar filme


Wesley Machado / Secom PMCG

O livro "Chicletes e Prazer", de Márcio de Aquino, lançado pela Fundação Cultural Jornalista Oswaldo Lima na 6a Bienal do Livro de Campos, pode virar filme. A produtora executiva Ana Paula Mendes se interessou pela história do casal de adolescentes Alex e Layla e pretende adaptá-la para o cinema.

A ideia é que seja formada uma equipe da cidade para produzir o filme e seja chamada uma diretora renomada para dirigi-lo. Um dos nomes cotados para a direção é o da cineasta norte-americana radicada no Brasil, Rosane Svartman, diretora de "Como ser Solteiro", entre outros filmes.

Ana Paula pretende apresentar o projeto do longametragem "Chicletes e Prazer" em janeiro longametragem ao presidente da Fundação Oswaldo Lima, Avelino Ferreira, para saber do interesse da Prefeitura em ser parceira da produção. O planejamento é para que as filmagens comecem em março e o filme seja lançado no Festival de Cinema do Rio, em setembro.

O autor de "Chicletes e Prazer", Márcio de Aquino, explica como surgiu a ideia do filme. "Quem me deu a ideia do filme foi a Ana Paula. Apresentei o livro a ela para ver se ela conseguia uma editora viável e ela deu esta ideia. Ela disse que a história era muito boa e cabia muito bem num filme. Acabou que a Fundação lançou o livro. Foi ótimo, principalmente porque foi lançado na Bienal, um evento que teve grande visibilidade. Foi importante porque o livro alcançou pessoas que têm interesse por literatura", ressalta Aquino.

Chicletes e Prazer é o primeiro romance do escritor campista Márcio de Aquino, de 51 anos. A história se passa no ano de 1976 tendo como no pano de fundo a ditadura militar no Brasil e como fio condutor a música (em especial o rock e a MPB), o cinema e a literatura. A história é narrada em primeira pessoa pelo personagem principal Alex, adolescente de 17 anos, filho de um ativista político e que vive em busca de aventuras com seus amigos.

Num show de rock, Alex se apaixona por Layla, garota um ano mais velha que ele e filha de um militar. Eles se conhecem e começam a namorar. Descobrem juntos o amor, vivem momentos inesquecíveis, mas acabam separados por um golpe do destino.

Márcio de Aquino

O escritor Márcio de Aquino nasceu em Campos dos Goytacazes em 1959. Fez os 1º e 2º graus no Liceu de Humanidades de Campos, onde descobriu o rock, uma de suas grandes paixões. Trabalhou de 1989 a 1997 na Rede Ferroviária Federal como agente de estação. Ainda na década de 90, fez parte

do movimento de fanzines, publicando os zines Ligações On'Pidididíri, Tarati Taraguá e Sobrado, além de colaborar no zine Mão Única?

Em 2003. Márcio de Aquino passou no concurso da Secretaria Municipal de Educação, onde trabalha atualmente como auxiliar de secretaria. Formado em Economia pela universidade Cândido Mendes, Aquino é contista, um dos autores do livro "Contos da Terra Plana", organizado pelos jornalistas

Jorge Rocha e Vitor Menezes e publicado em 2007 pela FCJOL. Blogueiro - escreve no Blog "Tarati Taraguá". Também é colecionador de revistas e vinis e desenhista aficicionado por pop art e quadrinhos.

Espelho d`água

O bravo Elisael Barros caminhava hoje à margem do Paraíba e fez as fotos abaixo. Mesmo com suas águas turvas, o rio continua a ser um espelho de nós.





quinta-feira, dezembro 23, 2010

[coluna gente esquisita]

Fotógrafo Wellington Cordeiro com grupo de amigos no Bar do Neivaldo, no Pontal de Atafona
[Foto: Leonardo Pessanha Cordeiro]
 

O próprio Neivaldo, proprietário do estabelecimento, a segunda maior atração turística do Pontal, só perdendo, por muito pouco, para as ruínas
[Foto: Wellington Cordeiro]

quarta-feira, dezembro 22, 2010

Oito anos de urgente!

Há oito anos nascia, já pedindo férias, o urgente!. Até onde sei, é o blog mais antigo da região, seja lá o que isso signifique.

sábado, dezembro 18, 2010

The Guardian lança site dedicado ao jornalismo de dados


O jornal inglês The Guardian, lançou o site Data Store, totalmente dedicado ao jornalismo de dados. O site investe pesado nos gráficos, números, e uma visualização que traduza toda a cacetada de números e dígitos contidos nas matérias. De acordo com o editor, Simon Rogers "O jornalismo de dados tem tido grande papel no nosso trabalho aqui no Guardian - desde Wikileaks a gastos do governo, é nosso trabalho tornar estes dados acessíveis e de fácil visualização".


O site permite a busca de base de dados governamentais de todo o mundo, além de infográficos que foram publicados pelo jornal e ainda o datacenter do editor, que destaca aplicações utilizadas na visualização de dados.

Para acessar o site, clique aqui.

Disponibilizada a nova edição do boletim Petróleo, Royalties & Região

Está disponível aqui a edição de dezembro do boletim Petróleo, Royalties & Região, do Mestrado em Planejamento Regional e Gestão de Cidades da UCAM. Confira os destaques:

Tentativa de mudança fica para 2011: Comitê ligado à Presidência da República estuda proposta conciliadora para os royalties.

Matéria registra momento da disputa pela divisão dos royalties do petróleo, com a tendência de continuidade do debate em 2011, assentado em novo projeto. Perspectiva é de construção de um modelo que amenize as perdas, politicamente irreversíveis, de estados como o Rio de Janeiro e o Espírito Santo.

O petróleo segundo os empresários do setor

Artigo traz informações de pesquisa sobre o perfil do empresariado do petróleo na região Norte Fluminense, a maior produtora do País. Estudo identifica a presença de novas organizações de empresários e o crescimento da demanda por programas públicos de qualificação profissional.

Mercado de trabalho formal no Norte do Rio de Janeiro: Impacto da implantação do Complexo Portuário do Açu

Impactos da construção do Complexo Portuário do Açu, em São João da Barra (RJ), são analisados em artigo que tem como base dados do emprego formal. Há grande demanda de investimentos em áreas como saneamento, escolas e hospitais.

quinta-feira, dezembro 16, 2010

Ano novo promissor

Rosinha está de volta. Feijó e Garotinho assumirão mandatos. Estimulante, não?

Conferência hoje na Uenf discute impactos do Porto do Açu

A III Conferencia Local de Controle Social, que a UENF promove hoje no auditório 4 do Centro de Convenções (Apitão), discute o tema "Complexo do Açu: os impactos e as oportunidades.

Confira a programação:
III Conferência Local de Controle Social: O Complexo do Açu, os Impactos e as Oportunidades

DATA: 16/12 5ªfeira,

Horário: 17: 30
Local: UENF (auditório IV do Centro de Convenções)
MESA DE ABERTURA:
Almy Junior Carvalho (Reitor da UENF),
Hélio Gomes (Pró-Reitora de Pesquisa/IFF),
Rogério Matoso (Presidente da Câmara de Vereadores de Campos) e
Aurélio Lorenz (MNC/OCSP).

MESA DE PALESTRANTES:
Paulo Monteiro (Diretor de Sustentabilidade do Grupo EBX) Romeu Neto (Diretor de Pesquisa e Pós Graduação/IFF- Campos)Eraldo Bacelar (Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Petróleo/PMCG)Alcimar Chagas (Economista/UENF)Aristides Soffiati (Historiador/UFF- Campos)

DEBATEDORES NO PÚLPITO:

Luiz Concebida (Gerente Regional da FIRJAN/NF)
Roberto Moraes (Pró-Reitor de Desenvolvimento Institucional/IFF- Campos)

MANIFESTAÇÃO ESPECIAL DO PLENÁRIO:
Nilza Franco (Coordenadora do ITEP/UENF)
Sérgio Rangel (Empresário do ramo hoteleiro/SJB) Davi Nascimento (Líder do Assentamento Marrecas) Rodolfo Ribeiro (Líder da Colônia de Pescadores Z19/Farol de São Tomé) Lerieste Silva (Presidente da Associação de Moradores da Instancia da Penha)

Promoção: MNC, ITEP-PROEX/UENF, OCSP.

Apoio: UENF, IFF, CEPECAM/UCAM.

Coordenação:
Hamilton Garcia (Coordenador de Extensão - CCH/UENF),
Nilza Franco (ITEP-PROEX/UENF).

terça-feira, dezembro 14, 2010

Macaé e Rio das Ostras refletem crescimento do litoral do País

Thais Leitão / Da Agência Brasil

Rio de Janeiro - A expansão das cadeias produtivas de carne, grãos e algodão em direção às regiões Centro-Oeste e Norte vem aprofundando o processo de interiorização do país na última década. Por outro lado, as cidades do litoral sofrem processo semelhante, graças aos investimentos em atividades ligadas ao turismo, à exploração do petróleo e à logística portuária e aérea.

A constatação é da nova edição do Atlas Nacional do Brasil Milton Santos, lançado hoje (14) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A publicação, composta por 548 mapas, 76 gráficos, oito tabelas, seis fotos e 14 imagens de satélite, atualiza informações geográficas sobre o território brasileiro na última década.

De acordo com a geógrafa Adma Hamam de Figueiredo, coordenadora do projeto do IBGE, esses dois movimentos refletem uma redefinição de funções do território, com novas especializações.

“O Brasil tem um território imenso, que está crescendo em termos de distribuição da população e de atividades no território, tanto com a interiorização quanto com novas atividades na região costeira, muito em função da geografia do petróleo, do turismo e da revalorização das exportação e da logística de portos e aeroportos. Isso reflete uma refuncionalização do território, com novas especializações”, explicou.

O documento destaca, ainda, como consequência da interiorização (caracterizada pela expansão da agropecuária com emprego de máquinas e insumos), um processo de urbanização em reforço à atividade em municípios como Sorriso e Lucas do Rio Verde, ambos em Mato Grosso.

Já como exemplos que evidenciam a litoralização, o Atlas aponta o crescimento de cidades como Macaé e Rio das Ostras, no norte do Rio de Janeiro, onde há extração de petróleo; a explosão demográfica do litoral do Espírito Santo, em função do aumento das atividades industriais e portuárias; e do litoral de Santa Catarina, puxada pelo turismo.

A coordenadora do IBGE destacou que os fluxos de migração interestaduais também servem de exemplo da força das grandes cidades e áreas próximas ao litoral na comparação com os fluxos destinados ao interior do país. A grande exceção, segundo ela, constitui a área no Entorno do Distrito Federal, que continua a apresentar enorme capacidade de atração migratória.

A publicação reforça, ainda, que as desigualdades regionais de desenvolvimento não foram plenamente vencidas. A organização do território nacional, implementada pelas corporações e orientada para as exportações, revigorou a diferenciação entre o litoral e o interior e entre o Sul e o Norte-Nordeste do país. População, atividades, portos e companhias exportadoras de minérios localizam-se na faixa costeira e na porção Sul, enquanto no interior da metade Norte as redes e os serviços se tornam cada vez mais escassos.

segunda-feira, dezembro 13, 2010

Arquivo Público promove cursos de pequenos reparos e de paleografia

Wesley Machado / Da Assessoria da FCJOL

A Associação Cultural do Arquivo Público Municipal vai realizar nos dias 17, 18 e 19 de dezembro de 2010, os cursos de pequenos reparos em livros e documentos e de paleografia (leitura e transcrição de documentos), no Solar do Colégio (Estrada Sérgio Viana Barroso, 3060, Goitacazes).

-Vamos receber alguns alunos do curso de Arquivologia da Universidsade Federal do Espírito Santo (UFES) e também já têm algumas pessoas da cidade inscritas. Se alguém quiser ainda há algumas poucas vagas, informa o diretor do Arquivo Público, Carlos Freitas.

Os cursos serão realizados de 8h às 17h, com direito a almoço. O investimento é de 60 reais. Outras informações podem ser obtidas pelo telefone (22) 2733-9999. Falar com Dilciane ou Rafaela.

Livro para iPad mostra como a Internet salvará a civilização

Como já diz o título, o novo livro de David Eagleman, Why the Net Matters (Por que a Internet importa), traz um apanhado de como a Internet salvará a humanidade. Bem, é mais ou menos isso, já que o cerne do livro é mostrar de que maneira a Internet resolverá problemas que levaram à destruição de sociedades antigas ao longo de nossa história. Segundo o cara, a net resolverá vários desses problemas e viveremos felizes para sempre (que o diga o Júlio Assange).

Mas o grande barato do livro é que ele foi lançado diretamente para um app do iPad, prometendo inovações na navegação e investindo em uma leitura não-linear. O vídeo abaixo mostra um pouco da visualização do livro no tablet, que é de dar água na boca.

Assista a leitura de trecho de "Usina elevatória de traição"



Lançamento de "Usina Elevatória de Traição", segundo ebook de Jorge Rocha, acontece hoje, às 19h, na Livraria Quixote, em Belo Horizonte. Dowload estará disponível no site da Mojo.

sábado, dezembro 11, 2010

Os maiores orçamentos municipais para 2011

Posição - Orçamento 

1°-São Paulo/SP - R$ 34.600.000.000 bilhões

2°-Rio de Janeiro/RJ - R$ 18.900.000.000 bilhões

3°-Belo Horizonte/MG - R$ 7.500.000.000 bilhões

4°-Curitiba/PR - R$ 4.660.000.000 bilhões

5°-Fortaleza/CE - R$ 4.483.314.000 bilhões

6°-Porto Alegre/RS - R$ 4.100.000.000 bilhões

7°-São Bernardo do Campo/SP - R$ 3.600.000 bilhões

8°-Campinas/SP - R$ 3.200.000.000 bilhões

9°-Manaus/AM - R$ R$ 2.440.000.000 bilhões

10°-Santo André/SP - R$ 2.200.000.000 bilhões

11°-Campo Grande/MS - R$ 2.046.297.000 bilhões

12°-Cuiabá/MT - R$ 2.000.000.000 bilhões

13°-Campos dos Goytacazes/RJ - R$ 1.876.789.985 bilhão 

14°-Joinville/SC - R$1.590.000.000 bilhão

15°-Sorocaba/SP - R$ 1.500.000.000 bilhão

16°-Barueri/SP - R$ 1.472.000.000 bilhão

17°-Ribeirão Preto/SP -R$ 1.420.000.000 bilhão

18°-Santos/SP -R$ 1.400.000.000 bilhão

19°-Maceió/AL -R$ 1.400.000.000 bilhão*

20°-Uberlândia/MG - R$ 1.322.684.000 bilhão

21°-Blumenau/SC - R$ 1.318.000.000 bilhão

22°-Jundiaí/SP - R$ 1.156.175.058 bilhão

23°-Cubatão/SP - R$ 1.120.000.000 bilhão

24°-Juiz de Fora/MG -R$ 1.108.094.870 bilhão

25°-Londrina/PR - R$ 1.014.725.000 bilhão

26°-Caxias do Sul/RS - R$ 994.000.000 milhões

27°-Paulínia/SP - R$ 892.100.000 milhões

28°-Porto Velho/RO - R$ 842.330.306 milhões

29°-Uberaba/MG - R$ 829.884.454 milhões

30°-São José do Rio Preto/SP - R$ 822.000.000 milhões

31°-Bauru/SP - R$ 650.000.000 milhões

32°-Dourados/MS - R$ 642.000.000 milhões

33°-Mauá/SP - R$ 560.000.000 milhões

34°-Marília/SP - R$ 535.000.000 milhões

35°-Hortolândia/SP - R$ 505.000.000 milhões

36°-Sumaré/SP - R$ 498.400.000 milhões.

37°-Americana/SP - R$ 457.000.000 milhões

38°-São Vicente/SP - R$ 400.000.000 milhões

39°-Mogi Guaçu/SP - R$ 316.000.000 milhões

40°-Vinhedo/SP - R$ 262.500.000 milhões

41°-Resende/RJ - R$ 222.000.000 milhões


Ranking per capita

1°-Paulínia/SP - R$ 10.547,78/hab

2°-Cubatão/SP - R$ 8.818,89/hab

3°-Barueri/SP - R$ 5.448,00/hab

4°-São Bernardo do Campo/SP - R$ 4439,00/hab

5°-Blumenau/SC - R$ 4.403,01/hab

6°-Campos dos Goytacazes/RJ - R$ 4.324,32/hab

7°-Vinhedo/SP - R$ 4.119,00/hab

8°-Cuiabá/MT - R$ 3.632,65/hab

9°-Dourados/MS - R$ 3.379,00/hab

10°-Santos/SP - R$ 3.357,00/hab

11°-Jundiaí/SP - R$ R$ 3.312,82/hab

12°-Santo André/SP - R$ 3.267,02/hab

13°-Joinville/SC - R$3.197,06/hab

14°-São Paulo/SP - R$ 3.134,75/hab

15°-Belo Horizonte/MG - R$3.057,96/hab

16°-Rio de Janeiro/RJ - R$ 3.054,93/hab

17°-Campinas/SP - R$ 3.005,62/hab

18°-Porto Alegre/RS - R$ 2.853,17/hab

19°-Uberaba/MG - R$ 2.720,93/hab

20°-Campo Grande/MS - R$ 2.709,94/hab

21°-Sorocaba/SP - R$ 2.567,11/hab

22°-Ribeirão Preto/SP - R$ 2.521,72/hab

23°-Curitiba/PR - R$ 2.517,27/hab

24°-Hortolândia/SP - R$ 2.453,17/hab

25°-Caxias do Sul/RS - R$ 2.424,39/hab

26°-Marília/SP - R$2.367,90/hab

27°-Mogi Guaçu/SP - R$ 2.259,79/hab

28°-Americana/SP - R$ 2.226,78/hab

29°-Porto Velho/RO - R$ 2.196,86/hab

30°-Juiz de Fora/MG - R$ 2.103,82/hab

31°-Uberlândia/MG - R$2.085,12/hab

32°-Sumaré/SP - R$2.067,38/hab

33°-Londrina/PR - R$ 1.986,90/hab

34°-São José do Rio Preto/SP - R$ 1.958,85/hab

35°-Bauru/SP - R$ 1.808,42/hab

36°-Fortaleza/CE - R$ 1.789,35/hab

37°-Resende/RJ - R$ 1.710,45/hab

38°-Maceió/AL - R$ 1.495,22/hab

39°-Manaus/AM - R$ 1.403,00/hab

40°-Mauá/SP - R$ 1.341,00/hab

41°-São Vicente/SP - R$ 1.212,12/hab


Fonte: http://www.skyscrapercity.com/showthread.php?t=1226173

Texto de Julian Assange escrito horas antes de sua prisão

Em 1958 um jovem Rupert Murdoch, então proprietário e editor do “The News” de Adelaide(Austrália), escreveu: “Na corrida entre o segredo e a verdade, parece inevitável que a verdade sempre vença.”

Sua observação talvez tenha sido um reflexo da revelação de seu pai, Keith Murdoch, sobre o sacrifício desnecessário de tropas australianas nas costas de Gallipoli, por parte de comandantes britânicos incompetentes. Os britânicos tentaram calá-lo, mas Keith Murdoch não seria silenciado e seus esforços levaram ao termino da desastrosa campanha de Gallipoli.

Quase um século depois, o Wikileaks também publica sem medo fatos que precisam ser tornados públicos.

Eu cresci numa cidade do interior do estado de Queensland, onde as pessoas falavam de maneira curta e grossa aquilo que pensavam. Eles desconfiavam do governo (‘big government’) como algo que poderia ser corrompido caso não fosse vigiados cuidadosamente. Os dias sombrios de corrupção no governo de Queensland, que antecederam a investigação Fitzgerald, são testemunhos do que acontece quando políticos impedem a mídia de reportar a verdade.


Essas coisas ficaram comigo. O Wikileaks foi criado em torno desses valores centrais. A ideia concebida na Austrália era usar as tecnologias da internet de maneira a reportar a verdade. O Wikileaks cunhou um novo tipo de jornalismo: o jornalismo científico. Nós trabalhamos com outros suportes de mídia para trazer as notícias para as pessoas, mas também para provar que essas notícias são verdadeiras. O jornalismo científico permite que você leia as notícias, e então clique num link para ver o documento original no qual a notícia foi baseada. Desta maneira você mesmo pode julgar: Esta notícia é verdadeira? Os jornalistas a reportaram de maneira precisa?

Sociedades democráticas precisam de uma mídia forte e o Wikileaks faz parte dessa mídia. A mídia ajuda a manter um governo honesto. Wikileaks revelou algumas duras verdades sobre as guerras do Iraque e do Afeganistão, e notícias defeituosas (‘broken stories’) sobre corrupção corporativa.

As pessoas afirmaram que sou anti-guerra: que fique registrado, eu não sou. Algumas vezes, nações precisam ir à guerra, e simplesmente há guerras. Mas não há nada mais errado do que um governo mentir à sua população sobre estas guerras, e então pedir a estes mesmos cidadãos que coloquem suas vidas e o dinheiro de seus impostos a serviço destas mentiras. Se uma guerra é justificável, então diga a verdade e a população dirá se deve apoiá-la ou não.
Se você leu qualquer um dos relatórios de guerra sobre o Afeganistão e o Iraque, qualquer um dos telegramas das embaixadas estadunidense ou qualquer uma das notícias sobre as coisas que o Wikileaks tem reportado, considere quão importante é que toda a mídia possa reportar tais fatos livremente.

O Wikileaks não é o único que publicou os telegramas das embaixadas dos Estados Unidos. Outros suportes de mídia, incluindo o britânico The Guardian, o The New York Times, o El País e o Der Spiegel na Alemanha publicaram os mesmos telegramas. Porém é o Wikileaks como coordenador destes outros grupos, que tem sido alvo dos mais virulentos ataques e acusações por parte do governo estadunidense e seus acólitos. Eu tenho sido acusado de traição, mesmo sendo cidadão australiano e não estadunidense. Tem havido inúmeros sérios clamores nos EUA para que eu seja capturado por forças especiais estadunidenses. Sarah Palin diz que eu deveria ser “caçado como Osama Bin Laden”. Uma lei republicana tramita no senado norte-americano buscando declarar-me uma “ameaça transnacional” e tratar-me correspondentemente. Um assessor do gabinete do primeiro-ministro canadense clamou em rede nacional de televisão que eu fosse assassinado. Um blogueiro americano clamou para que o meu filho de 20 anos de idade aqui na Austrália fosse sequestrado e ferido por nenhum outro motivo além de um meio de chegar até mim.

E os australianos devem observar sem orgulho a desgraçada anuência a estes sentimentos por parte da Primeira ministra australiana Guillard e a secretária do Estado dos EUA Hillary Clinton, as quais não emitiram sequer uma palavra de crítica às demais organizações midiáticas. Isto por que o The Guardian, The New York Times e Der Spiegel são velhos e grandes, enquanto o Wikileaks é ainda jovem e pequeno.

Nós somos os vira-latas. O governo Guillard está tentanto atirar no mensageiro porque não quer que a verdade seja revelada, incluindo informações sobre as suas próprias negociações diplomáticas e políticas.

Houve alguma resposta por parte do governo australiano às inúmeras ameaças públicas de violência contra mim e outros colaboradores do Wikileaks? Não me parece absurdo supor que a primeira ministra australiana deveria estar defendendo os seus cidadãos de ações dessa natureza, porém, de sua parte, tem havido apenas alegações infundadas de ilegalidade. A Primeira ministra e especialmente o Procurador-Geral deveriam levar a cabo suas obrigações com dignidade e acima das disputas. Que fique claro que esses dois pretendem salvar a própria pele. Eles não conseguirão.

Toda vez que o Wikileaks publica a verdade sobre abusos cometidos pelas agências dos EUA, políticos australianos entoam o coro provavelmente falso com o Departamento de Estado: “Você colocará vidas em risco! Segurança nacional! Você colocará em perigo as nossas tropas!” E então eles dizem que não há nada de importante no que o Wikileaks publica.
Mas as nossas publicações  estão longe de serem desimportantes.  Os telegramas diplomáticos dos EUA revelam alguns fatos inquietantes:

Os EUA pediram a sua diplomacia para que roubassem material humano (“personal human material”) e informações de oficiais da ONU e grupos de direitos humanos, incluindo DNA, impressões digital, scans de íris, números de cartão de crédito, senhas da internet e fotos de identificação, em violação a tratados internacionais. É provável que diplomatas australianos da ONU também sejam alvos.

O Rei Abdullah da Arabia Saudita pediu aos oficiais dos EUA na Jordânia e Bahrein que interrompam o programa nuclear iraniano a qualquer custo.

A investigação britânica sobre o Iraque foi adulterada para proteger “interesses dos EUA”
A Suécia é um membro secreto da OTAN e a Inteligência dos EUA não divulga suas informações ao parlamento.

Os EUA está forçando a barra para tentar fazer com que outros países recebam detentos libertados de Guantanamo. Barack Obama concordou em encontrar o presidente esloveno apenas se a Eslovênia recebesse um prisioneiro. A nosso vizinho do Pacífico, Kiribati, foi oferecido milhões de dólares para receber detentos.

Em sua decisão histórica no caso dos Documentos do Pentágono, a Suprema Corte Americana disse: “ apenas uma impresa livre e sem amarras pode eficientemente expor fraudes no governo”. A tempestade turbulenta em torno do Wikileaks hoje reforça a necessidade de defender o direito de toda a mídia de revelar a verdade.

Julian Assange é o editor-chefe do Wikileaks

Jorge Rocha lança Usina Elevatória de Traição

Urgentista in memoriam, o jornalista e escritor Jorge Rocha lança nesta segunda, 13, seu segundo ebook pela Mojo. Trata-se de "Usina Elevatória de Traição", que já frequenta alguns hds amigos. O lançamento será na livraria Quixote, às 19h, em BH, cidade que lhe concedeu asilo político. Dowloads serão liberados a partir da segunda.

segunda-feira, dezembro 06, 2010

Blog traz o som da Planície

O coleguinha Paulo Roberto meteu as caras e lançou O Som na Planície, um blog que tem por objetivo mostrar as bandas de Campos, além de tratar de música em geral. Para conferir as primeiras impressões do cara e ver quem faz o som na cidade, clique aqui.

domingo, dezembro 05, 2010

Atenção Rede Blog: chamada para coletiva de blogueiros

Pessoal, segue abaixo reprodução de convite do Observatório de Controle do Setor Público, em Campos, para uma coletiva de blogueiros no Dia Internacional de Combate à Corrupção, na quinta, 9, quando será realizado evento sobre o tema na CDL.

A Rossana Florencio, organizadora do evento, precisa com urgência da confirmação dos interessados em participar. Seus contatos estão no final do convite:

"Assunto CONVITE

Prezado Blogueiro

O OBSERVATÓRIO DE CONTROLE DO SETOR PÚBLICO - OCSP e a UENF estão organizando um evento para dia 09 próximo, "Dia Internacional de Combate à Corrupção", cuja programação segue em arquivo anexo.

Ocorre que entendemos que qualquer evento que pretenda tratar do tema em tela, na nossa cidade, necessita de máximo de publicidade e a Rede de Blogs representa este canal de comunicação eficaz, capaz de divulgar e estimular a participação da nossa sociedade.

Nesta perspectiva, estamos pensando numa coletiva com a Rede de Blogs, às 18 horas, antes do inicio da segunda mesa. Contudo, solicitamos que confirme sua intenção de participar.

Contamos com sua presença e também com a divulgação da programação neste blog.

No aguardo de sua resposta, atenciosamente agradecemos

Aurélio Lorenz Ribeiro de Castro
Diretor Geral do OCSP - Observatório de Controle do Setor Público - Campos dos Goytacazes

Rossana Florencio
Voluntária do OCSP
(22) 81 11 2011
skype
googleTalk
rossanaflorencio@gmail.com "

sexta-feira, dezembro 03, 2010

Censura da Mult TV faz Mercearia Campista fechar suas portas definitivamente

Foi bom, muito bom mesmo, enquanto durou. Mas a Mult TV não cumpriu o acordo firmado à moda dos homens decentes: apenas na palavra. E o acordo continha somente uma cláusula, a de que o programa não seria censurado.

Então chegou o dia em que veio a censura, justamente na edição que marcava a volta depois de algumas semanas fora do ar (período em que a TV perdeu todos os equipamentos e teve que obter recursos para comprar novos).

Do programa veiculado nesta semana foi cortado, por decisão da Mult TV, uma referência jocosa que fiz em relação a outro programa da casa, o Edimelo Apresenta. A situação é incrivelmente cândida, e é até difícil supor que seja ela mesmo a razão para a censura ao programa. Álvaro faz uma daquelas cenas brincalhonas de costume e eu comento algo como "desse jeito você vai acabar no Edimelo". Digo "algo como" porque realmente não me lembro da citação exata, e nem mesmo lembrava que ela havia sido feita.

Na edição, veio a ordem para cortar a minha brincadeira com o Edimelo (que não conheço, até me parece boa gente, e creio até que, pelo bom humor que demonstra no programa, não teria se importado, assim como nós na Mercearia sempre rimos dos nossos próprios defeitos, falhas e limitações, tendo até mesmo lido no ar e-mails que esculhambavam com a gente).

O comentário é tão sem importância que, não fosse o Gustavo nos chamar a atenção para o corte, sinceramente eu não teria percebido.

Mesmo assim, decidimos (eu, Álvaro Marcos e Ricardo André) que não poderíamos aceitar o precedente de ter as nossas opiniões controladas por censuras idiossincráticas. Sem falsa modéstia, não precisamos disso e não concordamos com isso [como, a propósito, preconiza o inciso III do artigo VII do Código de Ética dos Jornalistas Brasileiros]. Diferentemente de nós, o Gustavo Oviedo, único da Mercearia que é funcionário da Mult TV, e único de nós que não é jornalista, disse ter "entendido" as razões da emissora.

Lamento muito a necessidade dessa decisão. Gostava muito, repito, de fazer o programa. Passamos nele ótimos momentos e eu até mesmo cheguei a ter esperanças de que algo poderia ser diferente numa TV Comunitária. Nos enganamos. Mas, enfim, fizemos a nossa parte, enquanto foi possível.

Observatório promove Forum de Combate à Corrupção no próximo dia 9

O Observatório de Controle do Setor Público, de Campos, promove na próxima quinta, 9, o Forum de Combate a Corrupção, com palestras e mesas na CDL Campos, nos períodos da manhã e da noite.

Confira a programação:

PROGRAMAÇÃO

Dia: 09 de dezembro de 2010 (quinta-feira)

Local: CDL Av. 7 de setembro, 280, Centro

08:00 – coffe breack
08:30 – Abertura - Diretor do OCSP Aurélio Lorenz com a presença das diretorias do Câmara dos Dirigentes Lojistas-CDL, Associação Comercial e Industrial de Campos- ACIC, Pólo de Empresários do Centro- PEC, Lojas Maçônicas e demais empresários locais.
08:45 – Palestra do Diretor Institucional do OSB senhor Sir Carvalho
Tema: Observatório Social, Metodologia e Inovação Tecnológica
Debatedores:
•Geraldo Coutinho Representante da Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro - FIRJAN
•Dr. Almy Junior de Carvalho magnífico Reitor da Universidade Estadual Norte Fluminense Darcy Ribeiro- UENF
19:00 - Local : CDL
Tema: Os Efeitos Nocivos da Corrupção nos Municípios
Debatedores:
•Sir Carvalho (Diretor Institucional do OSB)
•Empresário Francisco Rony (Conselheiro da Firjan)
•Roberto Moraes (Pró-Reitor de Desenvolvimento Institucional do Instituto Federal Fluminense-IFF)
•Hamilton Garcia (Coordenador de Extensão do Centro de Ciências do Homem - CCH/UENF)

ORGANIZAÇAO: OCSP e UENF
APOIO: IFF, UCAM, CDL, PEC,ACIC, Pedro Paulo Imóveis, Instituto Bem Estar Brasil, PURAC, SINDIPETRO-NF, ANOREG e Loja Maçônica Fraternidade Campista.

quinta-feira, dezembro 02, 2010

Eleitor usa mais internet que impressos para se informar sobre política e eleições

Pesquisa do instituto Sensus, encomendada pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral), revela que a internet é mais procurada do que jornais impressos por eleitores que querem ser informados sobre política e eleições. A rede obteve 9,9% das citações dos entrevistados, superando os jornais impressos, lembrados por 6,4%.

Mas a grande influência ainda vem da televisão. O veículo foi citado por 56,6% dos entrevistados como referência para obter informações sobre política e eleições. Em seguida veio "conversa com amigos, colegas de trabalho e parentes", com 18,4%. O rádio aparece com 4,2%. Revista obteve 0,7% das citações.


Sobre a frequencia da audiência de TV, 79,6% disseram sempre assistir a TV Globo, que foi seguida por Record (60,4%), SBT: 37,8% e Band (25,6%).

A pesquisa também perguntou qual fonte de informação o eleitor utilizou para decidir o voto no segundo turno. A maioria, 44,2%, afirmou que já estava decidido. Outros 18,8% disseram que se decidiram por meio de debates no rádio e na TV. Leitura de jornais ficou com 1,7%, empatado com internet, e atrás de Programas eleitorais (15,5%), Opinião de amigos, colegas de trabalho e parentes (6,2%) e programas dos candidatos no rádio (3,0%).

Foram realizadas 2.000 Entrevistas, em cinco regiões e 24 estados, com o sorteio aleatório de 136 municípios. As entrevistas foram feitas entre os dias 7 e 10 de novembro passado.

Veja abaixo os quadros com mais dados acerca da relação entre o eleitor e a imprensa. O relatório completo da pesquisa está disponível aqui.




[Clique nos quadros para ampliá-los]

Monitor poderá voltar pelas mãos de Garotinho

Fonte ligada ao ex-governador Anthony Garotinho, que esteve com ele na semana passada, garante que está em seus planos reativar o Monitor Campista. A intenção não é nova, mas, pelo visto, será acionado algum plano B, uma vez que esse aqui foi abortado.

terça-feira, novembro 30, 2010

Artigos e crônicas lembram um ano do assassinato do Monitor Campista

Vários coleguinhas atenderam ao chamado da Patrícia Bueno e publicaram artigos para marcar a passagem, em novembro, de um ano do assassinato do Monitor Campista. Confira:

Nunca vou esquecer! - Luísa Ritter


Monitor: uma grande escola - Jô Siqueira

Lembranças de um "menino" - Elton Nunes

No "arraiá" das lembranças - Flávia Ribeiro

Aberto - João Ventura

Saudade, revolta e boas lembranças - Jane Nunes

Ê saudade... - Danielle Brandão

Cada um no seu lugar - Silvana Rust

Ninguém matou o Monitor - Raul Marques

Morte sem autópsia - Walnize Carvalho

A difícil e última edição... - Patrícia Bueno

Guerreiro de papel -  Fátima Nascimento

Queria que não fosse um texto triste - Carla Cardoso

Ainda dói... -  Alicinéia Gama

Um ano de saudades - Mariane Pessanha

Tudo mudou de cor - Nagyla Correa

Túnel do tempo - Hélvio Cordeiro

Ainda não passou... - Cilênio Tavares

Tempo bom! - Valquíria Azevedo

O que a morte do Monitor diz sobre nós - Vitor Menezes

Programação do Sesc Campos em dezembro

Clique na imagem para ver a programação de dezembro do Sesc Campos.

Campos procura por 34 peças sacras tombadas

Do jornal O Globo:


RIO e OURO PRETO (MG) - Enquanto a morosidade da liberação de verbas do PAC das Cidades Históricas emperra projetos, problemas antigos se arrastam nos municípios: vão desde a falta de conservação de fachadas a furtos em igrejas e museus. O Rio de Janeiro lidera o número de desaparecimentos de peças tombadas. Levantamento sobre o acervo de arte sacra do estado promovido pelo Instituto Estadual de Patrimônio Cultural (Inepac) nas cidades das regiões Norte, Noroeste e Baixadas Litorâneas apontou Campos dos Goytacazes como a cidade com o maior número de bens procurados: 34. O número de furtos também é grande em Cabo Frio.


O levantamento deu origem ao Inventário da Arte Sacra Fluminense, disponibilizado desde setembro na Internet e que já rendeu a recuperação de peças. Durante a catalogação, foram descobertas peças guardadas em sacristias e esquecidas em armários. Os responsáveis não tinham conhecimento do valor histórico dos bens.

Integra aqui.

Rede Blog atenta para acordão na Câmara

Do Blog do Cléber Tinoco:

"É duro ouvir que um acordo foi firmado para aprovar as contas de Mocaiber e Henriques, mas a população certamente se lembrará nas próximas eleições se os ex-prefeitos de fato tiverem suas contas aprovadas. A rede blog está atenta e contribuirá para que este fato não seja esquecido".

Veja o parecer do TCE no post original.

Bisogno lança "Vertigem" nesta quarta, no Sesi

O cineasta Carlos Alberto Bisogno lança nesta quarta, 1°, às 20h, no Teatro do Sesi-Campos, o curta “Vertigem”, segundo filme da trilogia iniciada com “Efígie” (2009) [veja abaixo].

Encenado por Elias Mendonça e Luiza Rangel, “Vertigem” conta a história de "duas mentes apaixonadas e atormentadas pela responsabilidade de suas opções".

O Sesi Campos fica na Av. Deputado Bartolomeu Lysandro, 862 Jardim Carioca. O telefone é o (22) 2101-9000. Mais informações no blog do cineasta: http://cinemabisogno.blogspot.com/


Efígie (2009) - Ficção - 19' - Dir. Carlos Alberto Bisogno
Enviado por CarlosAlbertoBisogno. - Temporadas completas e episódios inteiros online.

Encenação teatral no Cantinho do Poeta

Recado do bravo Artur Gomes:

"Cantinho do Poeta Quartas Culturais


Pontal

Dia 1 dezembro 21 horas
Encenação teatral com poemas de Aluysio Abreu Barbosa, Adriana Medeiros, Antônio Roberto(Kapi) e Artur Gomes. Com Artur Gomes, Yvi Carvalho e Sidney Navarro. Direção: Kapi

Local: Cantinho do Poeta (Rua Cardoso de Melo, 42 – Campos dos Goytacazes-RJ)

SESC comemora Dia do Samba com homenagem a Eli Miranda

Recado do bravo Wellington Cordeiro:

"Nesta quinta-feira, dia 2 de dezembro às 19h o SESC Campos, comemora o Dia Nacional do Samba com um tributo em homenagem ao saudoso sambista campista Eli Miranda. O show contará com a exibição de um documentário sobre o sambista e apresentação musical com Jardel do Cavaco e sua banda, além de diversos músicos convidados, como o filho do sambista, Rogério Miranda e do sambista da velha guarda campista Geraldo Gamboa. A entrada é gratuita."

segunda-feira, novembro 29, 2010

Estamos de volta: assista a Mercearia Campista desta semana

BLOCO 1




BLOCO 2



BLOCO 3



BLOCO 4

Morador da Vila Cruzeiro acusa polícia de levar R$ 31 mil da sua casa



Ronai Braga, morador da Vila Cruzeiro, acusa a polícia do Rio de ter arrombado sua casa e levado R$ 31 mil - Imagens: Iano Andrade - Originalmente aqui no Correio Braziliense.

domingo, novembro 28, 2010

Luiz Eduardo Soares: JN trata telespectador como idiota

"O Jornal Nacional, nesta quinta, 25 de novembro, definiu o caos no Rio de Janeiro, salpicado de cenas de guerra e morte, pânico e desespero, como um dia histórico de vitória: o dia em que as polícias ocuparam a Vila Cruzeiro. Ou eu sofri um súbito apagão mental e me tornei um idiota contumaz e incorrigível ou os editores do JN sentiram-se autorizados a tratar milhões de telespectadores como contumazes e incorrigíveis idiotas.
Ou se começa a falar sério e levar a sério a tragédia da insegurança pública no Brasil, ou será pelo menos mais digno furtar-se a fazer coro à farsa."



De Luiz Eduardo Soares, ex-secretário nacional de Segurança Pública, íntegra aqui.

sábado, novembro 27, 2010

Jornalista analisa participação das redes sociais no "Caos no Rio"

A jornalista e diretora da FSB Comunicações, Risoletta Miranda faz uma análise da contribuição das redes sociais na cobertura da invasão da Vila Cruzeiro, no Rio.

Do Blog do Noblat:

O publicitário Carlito Maia disse um dia que nós não precisamos de muito, apenas um dos outros. E nas redes sociais esse lema é o próprio conceito e uma das razões de sua existência. Trocando dados e informações criamos causas que nos tornam melhores como pessoas e como sociedade. E foi isso que aconteceu nestes dias recentes de guerra entre os traficantes e a polícia no Rio de Janeiro.

Leia a íntegra do texto aqui.

PS: Dei um Crtl C + Crtl V para dar a dica da leitura e abriu um box na tela informando que não é autorizado o uso do seguinte texto para fins comerciais e/ou profissionais. Também dão a "dica" para que se entre em contato por e-mail para a compra do material. É engraçado quando um blog, que seria uma ferramenta mais democrática de uso das informações, faz esse tipo de coisa. Enfim... copiei e colei mesmo assim!

Perfil do BOPE no Twitter, que criticou emissoras era falso



O portal Comunique-se divulgou que o perfil do Twitter que havia feito críticas às emissoras Globo e Record era falso. O portal disse ainda que, a Assessoria da PM-RJ, havia acreditado na veracidade do perfil @BOPE_RJ, cuja legitimidade ainda havia sido confirmada pela Secretaria de Segurança Pública do Estado na última quinta-feira.

Porém, nesta sexta-feira (26/11), o cabo PM Toledo, que acompanha o coronel Lima Castro, Relações Públicas do Bope, disse que o perfil é falso. O perfil já havia conseguido, até a tarde desta sexta-feira, cerca de 16 mil seguidores e no início da tarde deste sábado, o número de seguidores já era de pouco mais de 18 mil. Até o período, o perfil havia postado apenas 15 mensagens.

Vale lembrar que a conta não possui o selo de perfis verdadeiros concedido pela administração do Twitter e que é muito comum em celebridades. Leia o caso completo aqui.

sexta-feira, novembro 26, 2010

Jornalista pede que problema das alergias alimentares seja pautado pela imprensa

A colega jornalista Flávia Ribeiro chama a atenção para os problemas enfrentados pelos pais de crianças vítimas de alergia alimentar. Veja o seu relato:

Desespero de mães e pais


Caros colegas, sou jornalista, em Campos, interior do Estado do Rio, e preciso muito que vocês me ajudem a tornar de conhecimento público o problema cada vez mais frenquente que atinge crianças em todos os cantos do Brasil: a alergia alimentar, severa e múltipla. Crianças morrem pelo Brasil afora sem tratamento adequado, sem o leite especial e com muitas outras dificuldades de atendimento no sistema de saúde nacional. É um problema impressionante, mas ainda muito pouco conhecido pela população em geral. Crianças que podem morrer porque comeram um simples e inofensivo chuchu, um tomate, uma banana.

Nem os médicos sabem como agir com crianças assim. São poucos os especialistas que conseguem entender os sintomas da alergia alimentar, que pode até matar as crianças. A maioria dos pediatras não consegue pensar que os sintomas são alergia e aí as crianças e os pais, em geral, enfrentam um calvário até que tenham um diagnóstico e o tratamento adequado.

As alergias crescem a cada dia. Eu tenho dois filhos alérgicos múltiplos que assim como milhares de crianças tomam Neocate, um hidrolizado especial de aminoácidos livres, que custa caríssimo, R$ 600,00 a lata, isso no Brasil, porque nos EUA a mesma lata é vendida em qualquer farmácia por U$ 25,00. As prefeituras do país inteiro e os governos estaduais têm programas para fornecer esse leite e outros especiais para as crianças que precisam, mas o problema é que em quase todas as cidades brasileiras os pais não estão conseguindo o leite, ou quando conseguem não é liberada a quantidade adequada.

Por sorte, a empresa que distribuiu o Neocate está fazendo uma promoção e quem pode está conseguindo comprar duas latas por 350 reais. Mesmo assim é muito dinheiro. Tem relato de mãe que deu dipirona pro filho com fome dormir. Porque existem crianças que só podem tomar Neocate, que correm risco real de morte se ingerirem outros alimentos. É desesperador. Tem gente que mesmo com processo ganho na Justiça continua sem receber o bendito leite, que salva a vida da criança e quase mata os pais.

Gostaría muito que vocês nos ajudassem a divulgar que este problema existe e que na maior parte do país o governo não está fornecendo o leite como deveria. Faço parte de um grupo de discussão de mães e pais que pode dar entrevistas pelo país afora. Também temos contatos de especialistas que são considerados os melhores do país, que podemos dar caso vocês queiram fazer entrevistas. Nos ajudem a tornar o problema mais conhecido e com isso aumentar o acesso aos tratamentos e ao leite, além de sensibilizar juizes, promotores e defensores públicos para a urgência desses processos que se acumulam nos juizados brasileiros.

Em nome de mães e pais desses pequenos agradeço a ajuda de vocês que enviarem a todos os jornalistas conhecidos.

Muito obrigada, Flávia Ribeiro Nunes Pizelli, mãe de Joaquim e Pedro Nunes Pizelli, alérgicos alimentares, múltiplos e severos. Pedro tem três anos e cinco meses e Joaquim um ano e cinco meses.

Cine Jornalismo AIC neste sábado com “A Caçada”

A Associação de Imprensa Campista (AIC) promove neste sábado, 27 de novembro, às 16h, a última edição do ano do projeto Cine Jornalismo AIC, com a exibição do filme “A Caçada” (Bósnia-Herzegovina/Croácia/EUA, 2007) e comentários do jornalista e mestrando em Tecnologia e Cultura pela UERJ, João Ventura.

No filme, Richard Gere interpreta um jornalista que realizou grandes coberturas de conflitos internacionais e está diante de uma nova missão: localizar um criminoso da guerra da Bósnia, que tem recompensa anunciada de US$ 5 milhões.

O Cine Jornalismo AIC acontece todo último sábado do mês, de março a novembro, sempre às 16h, e está em seu segundo ano. A proposta é a de que, por meio da exibição de um filme e dos comentários de um jornalista convidado, os interessados em jornalismo possam discutir aspectos ligados à profissão. A entrada é gratuita.

Coletivo Audiovisual

Neste sábado, a entidade estará aberta desde as 15h para receber os interessados em integrar o Coletivo de Produção Audiovisual, iniciativa que tem como objetivo organizar e qualificar produtores de cinema independente no município.

quinta-feira, novembro 25, 2010

Bope reclama de helicópteros da Globo e da Record

O Bope (Batalhão de Operações Policiais Especiais) reclamou há pouco, no twitter oficial da corporação, da interferência de helicópteros das emissoras de TV Globo e Record na cobertura da onda de violência no Rio.

"Um desserviço prestado pelas aeronaves da Record e Globo", registrou o Batalhão, como mostrado aqui pelo site de O Dia.

quarta-feira, novembro 24, 2010

G1: Censurar a internet é 'estupidez', diz Lula em entrevista a blogueiros

Débora Santos / Do Portal G1, em Brasília

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou nesta quarta-feira (24), em entrevista a blogueiros, que considera “estupidez” qualquer projeto de lei que busque censurar a internet. Ele ressaltou a preocupação do governo com a liberdade de imprensa.

“Eu acho importante que as pessoas que estão acompanhando percebam claramente que nesse período do governo toda vez que falamos com alguém demos total liberdade para as pessoas perguntarem o que quiserem”, disse o presidente.

Esta é a primeira vez em quase oito anos de mandato o presidente Lula concede entrevista exclusiva a blogueiros. Participam do encontro, no Palácio do Planalto, os blogueiros Altamiro Borges, Altino Machado, Rodrigo Viana, Renato Rovai, Eduardo Guimarães, W. Barros, Pierre Lucena, Túlio Viana, José Augusto, Leandro Fortes.

[Íntegra aqui]

terça-feira, novembro 23, 2010

Secretaria da Desinformação e Propaganda

E a sociedade continua sem saber o que de fato está acontecendo com as obras do Canal Campos-Macaé. O advogado Cléber Tinoco volta ao assunto aqui.

segunda-feira, novembro 22, 2010

Polícia retira famílias de terras de Barbosa Lemos em Macaé







Confira relato de Marcel Silvano, assessor da Comissão de Direitos Humanos da Câmara Municipal de Macaé:

Reintegração de posse em latifúndio de Macaé-RJ deixa centenas de famílias na chuva

Marcel Silvano [texto e fotos]


Na última quinta feira (18.11) o acampamento do MST na Fazenda Bom Jardim no distrito de Córrego do Ouro, município de Macaé-RJ passou por um dia tenso e de desrespeito aos direitos humanos por parte do poder público. As polícias Federal e Militar, a Justiça e a Prefeitura de Macaé demonstraram a pior face da criminalização da pobreza e dos movimentos sociais por parte do poder público. As famílias não emitiram nenhum tipo de resistência e foram obrigadas a passar uma noite chuvosa desabrigadas.

Cerca de 180 famílias (250 pessoas) que estavam acampadas na área que tem cerca de 1650 hectares entre mulheres, grávidas, senhoras, homens, jovens, idosos e crianças cumpriram ordem de despejo emitida pela Juíza Federal de Macaé Angelina de Siqueira Costa. A orientação da Juíza a Polícia Federal era que as famílias fossem retiradas imediatamente e seus pertences descartados. O impasse só foi resolvido quando uma Igreja Católica de Macaé se propôs a receber as famílias por alguns dias. Já a prefeitura da cidade não permitiu, sequer, que mulheres e crianças dormissem no Parque de Exposições da localidade aquela noite.

Representantes da Comissão de Direitos Humanos da Câmara Municipal de Macaé foram destratados pelo Delegado da Polícia Federal que chefiava a operação. Após se apresentarem, assessores Marcel Silvano e Magnum Tavares ouviram do Policial alguns desrespeitos que configuram um exagerado abuso de poder. Uma das falas foi da seguinte forma a seguinte: “Ah, vocês estão aqui, então vamos ajudar, vamos trabalhar. Bota as coisas em cima do carro e vamos deixar todo mundo lá na Câmara, vocês querem?”. Um deles, inclusive quase foi retirado à força da área pelos polícias pelo fato de estar fotografando e filmando, sob acusação de que usaria as imagens contra os agentes da PF. A forma ríspida de tratamento e o humor alterado se repetiu com assessores do Incra e da Comissão de Direitos Humanos da Alerj – Assembléia Legislativa do Rio de Janeiro.

Já com as famílias o tratamento foi ainda mais grave. Os mais de 250 agentes da PF e PM davam de 10 a 30 minutos para as famílias retirarem todos os seus pertences e desmontarem suas moradias, sob ameaça de uma retroescavadeira destruir as moradias ou de incendiarem os pertences. Os moradores, inclusive as crianças, foram colocadas na carroceria das caminhonetes e transportadas até a saída da fazenda, sem saber para onde seriam encaminhados. Alguns moradores foram atacados por gás de pimenta.

A área já foi avaliada pelo Incra e, há mais de 2 anos é considerada improdutiva e, de acordo com a Constituição Federal, deve ser encaminhada para fins de Reforma Agrária. No dia 2 de setembro, o Presidente Lula assinou o decreto de interesse na desapropriação, respaldando a decisão do INCRA e a posição do MST em cobrar a reforma agrária daquelas terras. “Existe a avaliação do Incra, existe o decreto do Presidente da República e agora vem a juíza descumprir, e tomar uma decisão a favor do fazendeiro. Mas não vamos resistir, não queremos conflito”, declarou um coordenador do acampamento.

Terras da Campos Difusora

O latifúndio improdutivo é de propriedade da Campos Difusora LTDA empresa de Rádio e TV do Norte Fluminense que tem como um dos sócios o arrendatário da fazenda José Antônio Barbosa Lemos. Ex-prefeito em município do Norte Fluminense, ex-parlamentar estadual e político influente.

No início da noite, a chuva chegou de vez. Mais um impasse foi criado. Os pertences das famílias foram encaminhados para o Parque de Exposições de Córrego do Ouro. O espaço, de responsabilidade da Prefeitura de Macaé foi inaugurado em 2010 e somente utilizado por uma semana no mês de setembro. Após a chegada da Guarda Municipal, apenas as pessoas que estavam no interior do parque junto aos pertences puderam permanecer enquanto as negociações desenrolavam.

O Presidente da Comissão de Direitos Humanos da Câmara Municipal, vereador Danilo Funke (PT) tentava uma autorização do Prefeito ou de algum responsável pelo parque para que as famílias pernoitassem junto a suas coisas. “Esgotamos todas as tentativas. A prefeitura pode até ser contra o movimento, mas é obrigação zelar pela vida e o bem estar das pessoas. A proposta era apenas uma noite e foi negada com veemência”, declarou o único vereador de oposição da cidade.

No avançar da hora (23h), e sem conquistas por parte das famílias, a Polícia Federal deu 30 minutos para que todas as famílias saíssem do parque e levassem tudo. O clima ficava cada vez mais tenso e as famílias desesperadas, não haviam comido nada durante o dia e o cansaço era evidente. O choro das crianças e a angústia dos mais velhos eram assustadores. Após articulação do vereador e sua assessoria, da comissão de Direitos Humanos da Alerj e da coordenação do MST, o Padre Mauro, que também acompanhou toda a ocupação ofereceu um espaço na localidade de Virgem Santa. O local, apesar de pequeno, foi a única saída para que o desfecho não fosse pior para as pessoas.

Na noite de sexta feira (19.11) as famílias se encaminharam para outra localidade e desocuparam o pátio e as dependências da Igreja, após uma faxina final. “Fizemos a nossa parte de acolher aquelas famílias que foram negadas por todas as estruturas de governo. Crianças, idosos e gestantes não poderiam dormir na rua de forma alguma. Não temos o melhor espaço, mas somos solidários ao desespero e a luta das famílias por terra e justiça social” declarou Padre Mauro.

Lanche para os policiais

A única mídia presente foi o Jornal O Diário de Macaé. A Rádio e a TV Difusora contavam com a presença de uma caminhonete Toyota Hillux que servia lanche com Coca Cola aos Policiais Federais, Militares e ao Conselho Tutelar de Macaé.

Murdoch e Jobs lançam primeiro jornal exclusivo para o iPad

Os manda-chuvas Steve Jobs e Rupert Murdoch estão se preparando para viabilizar o primeiro jornal completamente concebido para o iPad. Trata-se do Daily, que estará disponível ao final deste mês. A colaboração dos dois foi mantida em segredo por meses e foi recém anunciada na mídia norte-americana.

De acordo com os relatos, o Daily combinará "uma sensibilidade tablóide com a inteligência de uma página da internet", a publicação representa a determinação de Murdoch para pressionar as empresas de jornal para além da esfera da cópia. A grande novidade será a falta de uma edição impressa ou edição para a web, mas sim um formato diretamente para o iPad e outros aplicativos similares.

O preço do jornal será de US$ 0,99 por semana e a idéia foi colocada em prática após uma pesquisa que sugere que os leitores passam mais tempo imersos em seus iPads do que eles fizeram, comparativamente falando, com a Internet, onde a "navegação sem rumo"
é típica.

Ainda sobre o iPad, alguns jornais brasileiros já estão lançando seus aplicativos para o tablet, como a Folha de São Paulo.


Editor do The Guardian afirma que Twitter é "uma grande ferramenta de reportagem"

O editor do jornal londrino The Guardian, Alan Rusbridger, declarou no site do jornal que o Twitter é uma "espetacular forma de distribuição" e uma "grande ferramenta de reportagem". As afirmações entraram numa lista de 15 itens elaborada por Rusbridger e que mostra a importância do Twitter para as empresas de mídia.

Outras importantes características do microblog apontadas por ele foram que ele ajuda a criar comunidades em torno de um veículo; e, além disso, muda a noção de autoridade. A lista completa das características importantes do Twitter com os comentários pode ser lida, em inglês, aqui. Abaixo, as características resumidas.

ATRIBUTOS QUE TORNAM O TWITTER EFICIENTE PARA A MÍDIA

01. É uma espetacular forma de distribuição
02. É onde as coisas acontecem primeiro
03. Como ferramenta de pesquisa, rivaliza com o Google
04. É uma formidável ferramenta de agregação
05. É uma grande ferramenta de reportagem
06. É uma fantástica forma de marketing
07. É uma série de conversas naturais. Ou pode ser
08. É mais diversificado (qualquer um tem voz)
09. Muda o tom da escrita
10. É um ambiente nivelado pela relevância
11. Traz novos valores
12. Possui longo alcance em termos de atenção
13. Cria comunidades
14. Muda a noção de autoridade
15. É um agente de mudanças

domingo, novembro 21, 2010

Petição online contra o AI5 Digital

Tá rolando na Internet uma petição online contra o projeto de lei do Senador Eduardo Azeredo que visa restringir de várias maneiras o acesso à Internet no Brasil. O projeto fala em considerar como crime, "obter ou transferir dados informação disponível em rede de computadores, dispositivo de comunicação ou sistema informatizado, sem autorização ou em desconformidade à autorização, do legítimo titular, quando exigida".

O projeto, que está sendo conhecido na net como o AI5 Digital, visa também bloquear o uso de redes P2P, liquidar com o avanço das redes de conexão abertas (Wi-Fi) e quer exigir que todos os provedores de acesso à Internet se tornem delatores de seus usuários, colocando cada um como provável criminoso.

Neste link aqui você pode conhecer o texto do abaixo-assinado que será enviado ao Senado Brasileiro e ainda colocar seu nome no manifesto. Vale lembrar que o Senado Americano adotou uma medida parecida, que está prestes a virar lei. Relembre aqui.

sábado, novembro 20, 2010

Roberto Moraes ajuda a lembrar que a Folha da Manhã ainda existe

Nesta última semana, o professor e blogueiro Roberto Moraes tem feito, como aqui, enfrentamentos diretos ao jornal Folha da Manhã, em razão de matérias que, segundo ele, conteriam mentiras sobre o IFF. Suponho tratar-se de um caso curioso, onde a resposta à matéria de um jornal provavelmente tem mais leitores que o próprio jornal. Eu mesmo só soube da história agora, lendo o Roberto.

Vídeo inspirado em Ilha das Flores mostra concentração de mídia no Brasil

Feito há um ano, mas ainda desconhecido por muitos, o vídeo "Levante sua voz", produzido pelo Coletivo Intervozes, utiliza a linguagem do clássico "Ilha das Flores" para falar da concentração de mídia no Brasil. Confira:


Parte 1



Parte 2

Construtora ganha mais 120 dias para concluir obras do Canal Campos-Macaé

O Diário Oficial de Campos publicou no último dia 12 extrato de termo aditivo de contrato que prevê mais 120 dias para execução da obra do Canal Campos-Macaé. Veja:


A publicação aconteceu um dia após o site da Prefeitura de Campos ter publicado este release aqui onde afirma que as obras foram "intensificadas".

A construtora Imbeg foi contratada em 23 de fevereiro passado para realizar a obra no trecho entre a rua Formosa e a Av. Nilo Peçanha, no prazo de 240 dias (esgotado em outubro), ao custo de R$ 18,6 milhões, como mostra o extrato abaixo.



Depois, em uma confusão de informações até hoje não esclarecida, como mostrado aqui, a Prefeitura reduziu o trecho abrangido pelo valor de R$ 18,6 milhões. Voltou atrás em seguida, mas não admitiu qualquer erro. O secretário César Romero também nunca retificou as informações prestadas.

Espera-se a publicação da íntegra do contrato e dos seus aditivos, para que a sociedade fique devidamente informada sobre valores e prazos da obra.

Senado americano aprova lei contra Internet Livre


O Senado americano aprovou, na último dia 18, a COICA, Combating Online Infringements and Counterfeits Act (Ato de Combate à Infrações e Falsificações Online). A COICA é colocada por alguns grupos como "o fim da Internet como a conhecemos", pois atua radicalmente contra o caráter libertário da rede no que diz respeito à downloads de arquivos MP3 e divulgação de conteúdo considerado "pirata".

O projeto de lei foi passou no Senado pelo placar de 19 votos a 0. Após aprovado, ele irá criar "listas negras" de sites que violam os direitos de Copyright e de propriedade intelectual. O negócio é tão sério que dá ao Departamento de Justiça Americano o poder de, inclusive, desligar domínios que estajam hospedados fora dos Estados Unidos. O caráter arbitrário da lei fica evidente ainda em alguns pontos do projeto, que dá poder ao Procurador-Geral de censurar os sites mesmo que alguma Corte não tenha entendido que o site em questão não tenha infringido alguma lei ou copyright.

Ou, como publicado por David Seagal, do Huffington Post:

A COICA cria duas listas negras de nomes de domínios da Internet. Tribunais podem adicionar sites à primeira lista, e o procurador-geral teria controle sobre a segunda. Provedores de serviços de Internet e outros (como Comcast, PayPal ou o Google AdSense) seriam obrigados a bloquear quaisquer domínios da primeira lista. Eles também poderiam receber imunidade (e presumivelmente o bom favor do governo), se eles bloquearem domínios da segunda lista.

As listas são para os sites “dedicados à atividade ilícita”, mas que é definido de forma muito ampla – qualquer nome de domínio onde as mercadorias ilegais ou materiais com direitos autorais são “fundamentais para a atividade do site de Internet” poderá ser bloqueado.

Resumindo novamente: adeus downloads de MP3, de filmes, sites de mashup e até mesmo blogs que, caso o Procurador entenda, estejam violando leis ao exporem sua opinião e fazerem comentários sobre política, por exemplo. É casca-grossa ou não é? Pra se ter uma idéia, se essa lei fosse aprovada há uns cinco ou dez anos atrás, o You Tube não existiria.

Alguns sites como o Electronic Frontier Foundation e Anti Nova Ordem Mundial, publicaram manifesto contra a aprovação e explicaram o caso. Vale apenas lembrar que, aqui no Brasil, também temos a proposição de lei que obrigaria o fim no anonimato na Internet.

sexta-feira, novembro 19, 2010

Eike quer trazer fábrica da Apple para o Açu

Da Redação do Adnews, aqui.


Eike Batista cansou dos altos preços e de ter de esperar muito pelo lançamento dos produtos da Apple (como o iPad, por exemplo). Então ele decidiu que quer montar uma fábrica dos produtos da empresa aqui no Brasil, segundo O Estado de S.Paulo.

A informação foi confirmada pelo próprio empresário que, em entrevista ao jornal, questionou: "Por que a gente tem de pagar duas vezes e meia o preço de um iPad?" Batista já conversa com dois grupos que montam as invenções de Steve Jobs na Ásia para trazer uma unidade e instalá-la em São João da Barra, litoral do Rio de Janeiro. Mais especificamente, a empresa ficaria no complexo do Porto do Açu, da LLX - braço de logística do Grupo EBX, pertencente a ele. "Estou abordando as empresas que fazem essa montagem na Ásia. Não é a Apple, a Apple tem de aprovar depois. Você fala com as empresas que montam esses aparelhos para a Apple. Então, a conversa é com dois grupos. Estamos procedendo nessas conversas", disse.

O dono da EBX quer a montadora da Apple como espécie de cartão postal do Superporto do Açu, que por causa de R$ 4,3 bilhões se tornou o maior investimento de infraestrutura portuária da América Latina. Com estreia prevista para 2012, o empreendimento deve atrair cerca de R$ 36 bilhões em investimentos.

"O importante é que o Açu, na área que a gente chama de Vale do Silício do Açu, comporta trazer esse tipo de empresa. Até porque o porto também vai ter um aeroporto alfandegário. Esses componentes eletrônicos podem vir de avião, não necessariamente de navio", comentou. "O aeroporto alfandegário vai permitir fazer a parte de maior valor agregado, tecnológica, para o complexo do Açu. É o creme da cereja aí."

Abaixai vossos bloquinhos para a hora da tietagem

Sim, há momentos em que os jornalistas abaixam o bloquinho e manifestam os mais puros sentimentos de tietagem. Pedem autógrafos, dão sorrisos nervosos e posam para fotos junto àqueles que, por uns instantes, são bem mais que fontes. Na Bienal de Campos não foi diferente. Veja alguns flagrantes de jornalístico-tietagem feitos pelo astuto e encabelado César Ferreira:

Coleguinhas da Secom de Campos com Laura Muller

Aloisio Balbi com Mauro Santa Cecília

Avelino Ferreira com Gabriel, o Pensador

Rodrigo Florencio com André Trigueiro

Wesley Machado com Ruy Castro

Maurício Xexéu com Luiz Fernando Veríssimo

Luciana Fonseca com Luiz Fernando Veríssimo (numa surpreendente mudança de fisionomia)

[Fotos: César Ferreira / Sec. Cultura - PMCG]

TSE admite analisar recurso de Garotinho contra decisão que o declarou inelegível

Da Assessoria do TSE

Por decisão do ministro Marcelo Ribeiro, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) vai analisar o recurso interposto por Anthony Garotinho contra a decisão do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) do Rio de Janeiro que o declarou inelegível para as eleições de 2010. O candidato a deputado federal pelo Rio foi condenado por abuso de poder econômico e uso indevido dos meios de comunicação social no pleito de 2008, quando sua esposa foi eleita prefeita de Campos dos Goytacazes.

Depois que o TRE negou a subida do recurso para o TSE, a defesa de Garotinho ajuizou Agravo de Instrumento, pedindo que a própria Corte Superior analisasse a admissibilidade do recurso especial. Ao admitir o recurso, o ministro Marcelo Ribeiro sustentou que “tendo sido informados os fundamentos da decisão agravada, e estando os autos suficientemente instruídos para a apreciação da controvérsia, entendo que o presente agravo merece ser provido, para melhor exame do recurso especial”.

Mais votado

Garotinho concorreu este ano com o registro deferido com base em liminar concedida pelo ministro Marcelo Ribeiro, sendo o candidato a deputado federal mais votado no estado e um dos mais votados em todo país. Recebeu 694.862 votos.

Inelegibilidade

A decisão do TRE, tomada em maio de 2010, portanto antes da edição da chamada Lei da Ficha Limpa, tornou Garotinho inelegível por três anos a contar da data do pleito, com base na Lei das Inelegibilidades (Lei Complementar 64/90).

O TRE entendeu que Garotinho teria praticado abuso do poder econômico e o uso indevido dos meios de comunicação, em decorrência de entrevista que ele, como radialista, fez com sua esposa Rosinha Garotinho, em junho de 2008, quando ela anunciou sua intenção de disputar as eleições para a prefeitura de Campos dos Goytacazes (RJ).

TSE mantém eleições suplementares em Campos... de Júlio, no Mato Grosso

Da Assessoria do TSE

A ministra Cármen Lúcia, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), manteve eleição suplementar a ser realizada no município de Campos de Júlio, no Mato Grosso, no próximo dia 5 de dezembro. As eleições foram determinadas pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MT) tendo em vista que os prefeitos eleitos em 2008 tiveram os mandatos cassados.

A relatora negou seguimento a uma ação cautelar em que a coligação Certeza de Progresso (PMDB/PT), a ex-prefeita Claídes Lazaretti Masutti e seu vice, Francisco José Caldas Dutra, solicitavam a suspensão da eleição suplementar no município a fim de que fosse feita somente após a análise, pelo TSE, de recursos interpostos por eles com base no princípio constitucional da ampla defesa e do contraditório, do duplo grau de jurisdição e presunção de inocência. Em conseqüência, pediam que fosse determinada a recondução a seus cargos, dos quais estão atualmente afastados.

Conforme os autos, a ex-prefeita e o vice teriam realizado uma grande festa em data próxima ao pleito, patrocinada por empresa de propriedade da candidata, em que se distribuíram gratuitamente alimentação e bebida, com referência pública às suas virtudes e críticas ao adversário político, o que caracterizaria abuso do poder econômico.
Oferecimento de alimentação e bebidas seguido de apelo por votos consubstanciaria captação ilícita de sufrágio.

Na ação cautelar, os advogados alegavam fato novo tendo em vista a designação de eleições suplementares para o dia 5 de dezembro de 2010. Sustentavam que "a realização do pleito suplementar antes da apreciação dos recursos interpostos pela ex-prefeita fere a própria Constituição Federal, já que a legislação assegura o direito à ampla defesa e o princípio do contraditório, incluindo-se nestes, por óbvio, a reapreciação pelas instâncias superiores, bem como até mesmo um gasto desnecessário aos cofres públicos".

quinta-feira, novembro 18, 2010

Sem internet não haveria segundo turno, diz Caio Túlio

Papel da internet nas eleições foi subestimada pela mídia

Lia Segre /  Do Observatório do Direito à Comunicação

Especialistas em internet que estiveram à frente das campanhas presidenciais mais votadas acreditam que a internet foi essencial para o desenrolar das eleições. Sem ela não teria acontecido segundo turno, acredita Caio Túlio Costa, jornalista, consultor de novas mídias e coordenador de campanha de Marina Silva (PV). A internet possibilitou a criação de novo polo formador de opinião, Marcelo Branco, ativista pela liberdade do conhecimento – como se define - e coordenador da campanha de Dilma Roussef (PT) nas mídias sociais. “Pela primeira vez temos um terceiro bloco formador de opinião. Os blocos tradicionais sempre foram os partidos e candidatos, e do outro lado a imprensa. Eles formavam a impressão do leitor”, contou no 4º Seminário Internacional de Jornalismo Online (MediaOn), que aconteceu dias 9, 10 e 11 na capital paulista. Também participou da mesa a coordenadora da campanha online de José Serra (PSDB), ex-vereadora da cidade Soninha Francine.

Caio Túlio acredita que foi a internet que fez Marina Silva atingir 20 milhões de votos – algo que apontou como inédito no país em se tratando de um 3º colocado no pleito. Inicialmente com um desconhecimento de 60% por parte dos eleitores e com apenas 1 min e 23 s na TV contra 12 min de Dilma e 9 min de Serra, montaram estratégia eficiente na internet, com uso intenso de redes sociais dividida em 12 frentes como Blog, Twitter, sistema de arrecadação online entre outros. Esse trabalho levaou a condidatura a arrecadar 170 mil reais, doados por 2 mil pessoas, em 58 dos 242 dias que duraram sua campanha na internet. Caio segmentou os eleitores por rede social: “no Orkut a gente falava com os evangélicos, Facebook falávamos com classe média intelecutalizada, no twitter falamos com vanguarda da internet”.

Marcelo, coordenador de mídias sociais da campanha petista, acredita que a internet dá possibilidade aos eleitores se expressarem pelas redes sociais, “ possibilidade que milhões de pessoas tenham sua expressão e postem isso na internet”, e passaram a influenciar os candidatos. Soninha mencionou que a propaganda eleitoral tem apenas dez minutos, que um panfleto de debates televisivos não conseguem aprofundar temas tanto quanto a internet, onde se pode oferecer mais conteúdo. Para Marcelo, tratou-se de democratização da campanha, ainda que a base social de apoio ao governo do PT sejam os desconectados.

Ao contrário do candidato José Serra, que Marcelo acredita ter tido o apoio da mídia de massas em vozes como as de Reinaldo Azevedo e Ricardo Noblat, na campanha de Dilma as redes sociais pautaram a “mass media”, e não a mídia pautou as redes, como acontecia com o adversário.

Citou como os melhores momentos da campanha online o caso da publicidade da Globo que fazia apologia ao slogan do candidato tucano “O Brasil pode mais”, e quando Lula foi entrevistado no Jornal Nacional. Esses fatos que a princípio pareciam negativos para a campanha, ajudaram quando a emissora se desculpou por insinuar preferência. A capa da Época que “pretendia ser negativa acabou sendo positiva”, e virou material de campanha em camisetas e canecas. Marcelo também lembrou a repercussão no Twitter do “Dilma facts by folha” e o “bola de papel facts”, que ficou pouco mais de um dia no Twitter mundial.

Uma das principais características da campanha que o PT fez online contou com engajamento de militantes ou simpatizantes em blogs e redes sociais diversas. Para Soninha, que controlava o conteúdo do site da campanha tucana ao plantalto, a internet permite o engajamento voluntário, um aspecto da campanha que faz diferença pois “é cada vez é mais dificil as pessoas fazerem campanha de graça”. Na campanha de Serra, doação por internet não foi substancial. A coordenadora esperava pouco da internet, mas se empolgou ao longo da campanha com o feedback de militantes online inesperados, como donas de casa e idosos.

Campanha online

“Visitamos os estados, consultamos sete mil pessoas, conhecemos pessoas que seriam motores da campanha da Dilma na internet”, explica Marcelo, contratado em abril. Foi essa experiência que o permitiu conhecer a base social que daria sustentação para a campanha, que define como descentralizada e feita principalmente por voluntários, acrescenta.

Marcelo acredita que campanha na internet é diferente, e a construção do coletivo tem que se dar de forma colaborativa. “O que funciona na rede é imprevisivel ainda. Temos que aproveitar qualidade da contrução colaborativa. Não centramos a campanha no dilma.com.br, e blog”. Foram milhares de ativistas e blogueiros que se somaram à campanha oficial - “a melhor cobertura não foi feita por nós, foi feita pelos outros”. Considera a melhor atuação a feita na blogosfera, e a pior no Facebook.

A campanha de Serra, assim como a de Dilma, separava internet de outras mídias. “A nossa configuração de internet era diferente. A gente não tinha coordenador de mídias sociais, eu era responsável pelo site oficial”, afirmou a ex-vereadora que se integrou a campanha em julho. A data avançada impediu a equipe de ter um formato definido para tocar a rede desde o começo, afirmou.

“O que imaginamos de internauta tipico se mostrou uma minoria na campanha”, disse Soninha. Ela se surpreendeu por mensagens com sugestões, críticas à campanha, e elogios de pessoas inesperadas, como “agricultores do interior do Espírito Santo”, idosos, donas de casa. Para ela, o site e a rede acabaram por ser não só oferta de conteúdo, mas ponto de encontro para militantes dos perfis mais diversificados, cujo encontro físico jamais se daria.

Ameaça

O fórum mais democrático da internet, onde a construção de conteúdo é colaborativa e as pessoas podem se expressar com certa amplitude está ameaçado pela tramitação do Projeto de Lei (PL) 84/99, do senador Eduardo Azeredo (PSDB), lembrou Marcelo e Caio durante o debate do MediaOn. O PL se caracteriza por criminalizar ações da internet como download e compartilhamento de mp3, entre outros.

“Internet é sempre criminalizada”, afirmou Marcelo quanto à pergunta sobre baixaria nas eleições. “Não foi na internet, foi nas campanhas políticas”. O coordenador da campanha digital petista afirmou a baixaria se deu com acusações falsas, fraudes e declarações suspeitas, que apenas foram reproduzidas na internet e ganharam uma repercussão diferente.

Marcelo e Caio foram a favor de um pacto, no próprio ato do debate, de combate à lei de cibercrimes. “Não passarão”, disse um e repetiu o outro. Soninha não se manifestou.
 
16/11/2010

users online