sábado, setembro 26, 2009

Sócios da Mercearia discutem diploma de jornalismo



6 comentários:

Rosângela disse...

Concordo plenamente com Vitor que o Jornalista precisa ser formado sim. O diploma é consequência de uma vida de estudo, pesquisa, informações, trocas.

Eu mesma percebo bem a diferença da postura do jornalista formado para o não formado. O Jornalista formado deixa uma "presença de profissionalismo que muitas vezes não vemos no "jornalista paralelo". Digo "paralelo, porque o que não é formado não consegue trilhar aquele caminho que foi percorrido anteriormente pelo que passou por uma Universidade.
A não obrigatoriedade nos parece uma imposição dos que querem tirar proveito do informador.
Discordo do Oviedo quando o mesmo diz que estar a favor da Formação é posição corporativista. Pois eu digo que não estar é não respeitar uma profissão importantíssima como qualquer outra.
Vi uma posição bem contundente de um jurista ( que não me lembro agora o nome )defendendo a questão do não diploma. Os argumentos dele eram que muitos dos formados não tem capacidade que pessoas não formadas tem.

Mas aí eu pergunto: Escrever bem e ter capacidade de fazer entrevistas e fotografar é tudo?
Claro que não. Toda formação coloca diante dos estudantes uma gama de situações que levarão a pesquisas e busca de conhecimentos e aprimoramento.

Anônimo disse...

esse programa é bom paca!

Rosângela disse...

Não precisa postar

Vitor mandei um comentário, mas acho que não foi. Foi muito bom. Mas também... fui contra o Oviedo...rsrsrs

Se voce não postar é porque não foi mesmo e aí escrevo outro.

Rosângela disse...

Penso que esta Mercearia foi uma excelente oportunidade para nos mostrar um pano de Fundo...

Parabéns para Vitor, se mostrou excelente professor.Lucidez e segurança!

Parabéns a André pela leveza,segurança e busca de exemplos para deixar claro seu posicionamento.

Parabens a Álvaro também pela segurança no que diz e pela tranquilidade diante das confirmações.

E Parabéns a Oviedo por nos proporcionar este momento de podermos conheer de perto os Jornalistas formados que fazem grande diferença!

Rosângela disse...

Eu acho que Oviedo fez a comparação do cozinheiro por causa das panelas, tampas, essas coisas...

O Bom Cozinheiro, não precisa de passar por grandes discussões em relação a natureza humana, e pode até fazer boas reportagens enquanto cozinha em programas de Tv.

Mas o Bom Jornalista, apesar de poder fazer "ricos pratos", não deve estar distante de boas prosas ali nos bastidores da universidade, e assim fazer bonito como Vitor fez ao relatar sobre a sua Profissão! E o fez com dignidade e humildade, tendo o respaldo dos coleguinhas.

Um abraço para todos!

Rosângela

Anônimo disse...

A audiência desse programa se resume a Rosângela e a mim?

Jorge

users online