segunda-feira, junho 08, 2009

Ô inveja! Aos campistas, só resta um suspiro profundo

Olha o release que acaba de chegar da Prefeitura de Quissamã:

Foto: Genilson Pessanha / Secom PMQ
"08/06/2009
Release para Imprensa

Estação Ferroviária da Freguesia é o presente de 20 anos

No ritmo de comemorações pelo 20º aniversário da emancipação político-administrativa de Quissamã, será inaugurada a réplica da antiga Estação Ferroviária da Freguesia, restaurando a história e a memória domunicípio. Ao lado do Centro Cultural Sobradinho, a estrutura estará completando o Centro Histórico, transformando o local num espaço que leva as pessoas ao passado.

Remontando uma época em que a o trem a vapor era o transporte mais rápido e moderno, capaz de interligar os principais pontos da cidade, a réplica da Estação será um espaço cultural de visitação. A estrutura abrigará um pequeno acervo, aonde antes era a bilheteria, contendo algumas peças referentes à ferrovia. Estes objetos ainda estão sendo escolhidos pela Fundação Municipal de Cultura e Lazer, responsável pela construção da réplica.

O símbolo arquitetônico será representado por uma maquete, onde aparecerá o trem percorrendo algumas casas de fazenda, sonorização eiluminação pontual. Também haverá textos contando a história e a importância da Estação da Freguesia, que foi construída no final do século XIX.

As obras começaram no final de 2008. Segundo a arquiteta da Fundação Cultural, Mariana Barcellos, foram utilizados materiais contemporâneos para execução da fundação, da alvenaria e de parte da estrutura, como concreto, blocos de concreto e tijolos. Toda estrutura aparente foi refeita com trilhos antigos, que foram dobrados para ficarem com o efeito original. “Existe um fragmento desta estrutura no local, que ficará protegido por uma caixa de vidro, evidenciando o marco pertencente à primeira Estação”, destacou.

A estrutura arquitetônica não perde nenhum detalhe nesta viagem ao passado. “Os lambrequins e as rendas foram reproduzidos conforme aparece em fotografias da época, assim como o telhado com suas telhas em zinco ondulado”, afirmou, ressaltando, também, que os trilhos já estão instalados sobre dormentes e pedras britas.

História — Construída ao lado do Sobradinho, a Estação da Freguesia serviu para interligar os 40km de via férrea que passava pelas fazendas locais e pela Cia Engenho Central de Quissamã, a área central do então distrito de Macaé — onde estavam o comércio, as instituições públicas e a Igreja Matriz de Nossa Senhora do Desterro.

A Estação entrou em funcionamento após a inauguração do Engenho Central, com a locomotiva a vapor escoando a produção canavieira proveniente das principais fazendas quissamaenses. Porém, perdeu sua função em meados dadécada de 30, não resistindo à concorrência crescente e ao avanço tecnológico, no início do século XX."

4 comentários:

Wellington Cordeiro disse...

Que inveja! nada mais...

Angeline disse...

Ô Inveja também aos inúmeros municípios do estado... Parabéns, Quissamã!

Rodrigo Rosselini disse...

Pois é.

Provisano disse...

Enquanto em Quissamã, a memória é preservada, aqui na nossa Campos dos Goytacazes, há quem queira acabar com ela, propondo a cobertura do canal Campos/Macaé, que constraste...

users online