sexta-feira, junho 05, 2009

Diploma de jornalismo volta à pauta do STF

Marcado para a próxima quarta, 10, o julgamento no Supremo Tribunal Federal do Recurso Extraordinário RE 511961, sobre a obrigatoriedade da formação universitária em jornalismo para o exercício da profissão.

A Fenaj, no entanto, avalia que a abordagem do tema pode ser novamente adiada pelos ministros, em razão de ter sido pautado também para esta sessão o julgamento sobre a guarda de um menino brasileiro, requerida pelo pai norte-amerticano (caso Goldman), assunto que tem prioridade.

O professor de jornalismo Rogerio Christofoletti diz aqui que também crê em adiamento, lembrando que o episódio do mensalão igualmente estará na pauta.

5 comentários:

Anônimo disse...

Mundo Violência Blogs Cultura Você Tendência Memória youRiso youPrensa Sexta-feira, 05 de Junho de 2009 Bovespa: +0.17 Dólar: R$ 1.94 Euro R$ 2.76 Login Cadastre-se Fale Conosco Busca: 10.03.09

15H38M
Cultura
Agora só falta você
// Postado por youPode
O youpode.com.br, o novo site de notícias que está entrando no ar, não está sendo pensado, produzido e desenvolvido para você. É muito mais do que isso. Ele está sendo feito por você.

Ao desenvolverem este projeto ao longo dos últimos 10 meses, os jornalistas Dacio Malta (ex-Jornal do Brasil, Veja, O Dia, e O Globo) e Eucimar Oliveira (ex-O Dia, Extra, Jornal do Brasil, Globo e TV Globo) tiveram uma preocupação e dela não abriram mão. Ou o site é participativo de verdade, ou ele tem que trocar de nome.

Se é para ser youPode, a via de mão dupla deve ser garantida: quem lê, quem mostra, quem divulga, também deve ser lido e visto.

Num movimento recente, vários sites abrigados em portais dos grandes grupos de comunicação partiram para o ‘marketing’ da interatividade. Em muitos casos, uma coisa apenas cosmética:

-Estamos convidando a todos para serem jornalistas, cinegrafistas, ilustradores, etc. É um convite em que vamos receber nossos colaboradores na sala de visitas e não no quartinho acanhado e escondido dos fundos da casa. Nada impede que uma notícia de relevância ou um comentário bem fundamentado seja a manchete do site. Aqui, quem participa terá peso e importância - diz Eucimar.

Dacio acrescenta:

-Claro que pensamos num jornalismo responsável. Temos regras de uso bem definidas de acordo com as leis do país, mas não é um camisa de força. Nosso cadastro é simples e chamo a todos para que entrem lá. Vamos tentar montar uma grande rede de colaboradores, seja no envio de notícias, vídeos, fotos ou mesmo com participações mais regulares, nos nossos blogs. Somos plurais, sem qualquer matiz ideológico e, mais do que isso, como não temos qualquer compromisso como outras plataformas, como o jornal impresso, a nossa intenção é divulgar a informação da forma mais instantânea possível e não guardá-la para o dia seguinte na versão impressa.

Youpode.com.br, enfim, é um site para todos, de todos e feito por todos. Um aviso importante: até que haja uma adequação maior por parte das editoras na difusão maior de livros com as novas normas ortográficas, o site usará as regras que são válidas até 2012 pelo acordo Brasil-Portugal.

Entrem que a casa é sua.

Anônimo disse...

Mundo Violência Blogs Cultura Você Tendência Memória youRiso youPrensa Sexta-feira, 05 de Junho de 2009 Bovespa: +0.17 Dólar: R$ 1.94 Euro R$ 2.76 Login Cadastre-se Fale Conosco Busca: 10.03.09

15H38M
Cultura
Agora só falta você
// Postado por youPode
O youpode.com.br, o novo site de notícias que está entrando no ar, não está sendo pensado, produzido e desenvolvido para você. É muito mais do que isso. Ele está sendo feito por você.

Ao desenvolverem este projeto ao longo dos últimos 10 meses, os jornalistas Dacio Malta (ex-Jornal do Brasil, Veja, O Dia, e O Globo) e Eucimar Oliveira (ex-O Dia, Extra, Jornal do Brasil, Globo e TV Globo) tiveram uma preocupação e dela não abriram mão. Ou o site é participativo de verdade, ou ele tem que trocar de nome.

Se é para ser youPode, a via de mão dupla deve ser garantida: quem lê, quem mostra, quem divulga, também deve ser lido e visto.

Num movimento recente, vários sites abrigados em portais dos grandes grupos de comunicação partiram para o ‘marketing’ da interatividade. Em muitos casos, uma coisa apenas cosmética:

-Estamos convidando a todos para serem jornalistas, cinegrafistas, ilustradores, etc. É um convite em que vamos receber nossos colaboradores na sala de visitas e não no quartinho acanhado e escondido dos fundos da casa. Nada impede que uma notícia de relevância ou um comentário bem fundamentado seja a manchete do site. Aqui, quem participa terá peso e importância - diz Eucimar.

Dacio acrescenta:

-Claro que pensamos num jornalismo responsável. Temos regras de uso bem definidas de acordo com as leis do país, mas não é um camisa de força. Nosso cadastro é simples e chamo a todos para que entrem lá. Vamos tentar montar uma grande rede de colaboradores, seja no envio de notícias, vídeos, fotos ou mesmo com participações mais regulares, nos nossos blogs. Somos plurais, sem qualquer matiz ideológico e, mais do que isso, como não temos qualquer compromisso como outras plataformas, como o jornal impresso, a nossa intenção é divulgar a informação da forma mais instantânea possível e não guardá-la para o dia seguinte na versão impressa.

Youpode.com.br, enfim, é um site para todos, de todos e feito por todos. Um aviso importante: até que haja uma adequação maior por parte das editoras na difusão maior de livros com as novas normas ortográficas, o site usará as regras que são válidas até 2012 pelo acordo Brasil-Portugal.

Entrem que a casa é sua.

Leia também:

Anônimo disse...

Não tem cabimento o Jornalismo não ter como atributo ao seu exercício, o profissional sem graduação e, até outros níveis de conhecimento.Não se tem como deixar passar por uma profissão qualquer, exercida por qualquer pessoa que se julgue capaz de expressar suas idéias. Confesso, não acredito que as autoridades competentes venham cometer tamanho absurdo em se tratando de uma atividade de relevância, já que como responsável pela divulgação de fatos e, muitas vezes, como porta-voz de que não a tem, assim como inúmeras outras atribuições, o jornalista depende de uma formação acadêmica que lhe outorgue o direito de trabalhar com ética e dignidade( sabemos entretanto ,que há muitos profissionais desqualificados nessa e como em todas as demais profissões).

Débora da Vitória de Jesus. disse...

Depois que conversei com uma professora de Jornalismo é que entendi que há razões para os "interessados" não estarem nem aí para o Jornalista Formado.

A gente sabe que Instituição Nenhuma, "por si só" ( expressão esquisita, né?) dá "gabarito" a ninguém. O estudante tem que ser leitor crítico, estudar comparando e revendo seus conceitos. Tem que ser leal, e buscar o conhecimento com vontade e paixão. Mas a gente sabe que nem sempre é assim.

As empresas querem lucro. Os profissionais querem fama e dinheiro.
A verdade? A integridade? A Humildade? Nem os blogs querem...

Se nas Universidades onde tem os caminhos a serem percorridos pelo estudante, esses caminhos nem sempre são buscados...

Agora imagine aquele profissional que não leu nada, não buscou nada, não ouviu nada, não pesquisou nada... e só quer "o seu"... Já pensou?

Pois é.
Jornalismo: Diploma ou não?
Eu diria: "Jornalismo: Caráter ou não?"

^^ J:)

Débora da Vitória de Jesus. disse...

Será que jumentinha pode no Youpode?
Eu acho que vou entrar, levar um coice e sair.
^^

users online