domingo, setembro 28, 2008

Justiça condena 64 funcionários de Aperibé

A revista jurídica Última Instância publicou hoje matéria sobre o caso de 64 pessoas condenadas por terem continuado a receber o seguro-desemprego mesmo após recontratadas pela Prefeitura de Aperibé, no Noroeste Fluminense, por meio da Fesp (Fundação Escola de Serviço Público). Elas terão que devolver R$ 86,5 mil à União. A ação foi movida pela PSU (Procuradoria-Seccional da União), em Campos.

Íntegra da matéria aqui.

Um comentário:

Iran Lopes disse...

A corrupção chegou tb a essas bandas do interior. É lamentável, mas é necessário que os verdadeiros responsáveis sejam responsabilizados; não alguns pobres coitados que foram enganados.

users online