sexta-feira, março 05, 2010

Ato do Dia da Mulher vai denunciar trabalho escravo

Um ato público vai marcar em Ururaí, nesta segunda-feira, às 9h, o Dia Internacional da Mulher. Os manifestantes pretendem lembrar o caso de Dona Nolinha, a trabalhadora rural que morreu queimada em um canavial em Tocos, no ano passado.

"Diante da morte trágica da trabalhadora rural, que morreu queimada no canavial no final do ano passado, o ato terá como tema a erradicação do trabalho escravo e do agronegócio, especialmente contra o monocultivo da cana de açucar e eucalipto, com suas nefastas consequencias para a classe trabalhadora", explicam os organizadores.

3 comentários:

Na Luta pela Educação/Campos disse...

Caros companheiros da blogosfera,

Confiram o novo blog:
http://nalutapelaeducacaocampos.blogspot.com/

Composto por professores sindicalistas que lutam por uma educação de qualidade.
O BLOG NA LUTA PELA EDUCAÇÃO nasce da necessidade de um espaço democrático onde os profissionais de educação possam debater e refletir acerca de assuntos relevantes que fazem parte do cotidiano dos profissionais da educação.
A luta por uma educação pública de qualidade é de todos!
Abraços.

Anônimo disse...

O jornal O Diário fechou o seu editorial de aniversário hoje com a frase "Justiça para quem produz!", só que o problema desta instituição é que no jornal não há justiça para quem trabalha pois o salário de fevereiro está atrasado e até agora não há previsão de quando será pago e ainda pedem justiça para quem produz? E para quem trabalha?

Rosângela Maria disse...

Vocês falam mal do jornal, amaldiçoam depois querem que haja retorno????

Abençoa e serás abençoados com as mesmas bênçãos com que abençoastes.

users online