terça-feira, agosto 25, 2009

Audiência pública na Câmara discute diploma de jornalista nesta quinta, 27

Da Agência Câmara

A exigência do diploma universitário para o exercício da profissão de jornalista será debatida na próxima quinta-feira (27) em audiência pública conjunta das comissões de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática; e de Educação e Cultura.

O debate será realizado por iniciativa da deputada Professora Raquel Teixeira (PSDB-GO), que teve seus requerimentos de audiência pública subscrito por vários deputados nas duas comissões.

Além da discussão sobre a necessidade ou não de regulamentar a profissão de jornalista, a audiência também pretende avaliar as consequências da decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), que dispensou o diploma de curso superior de jornalismo para o exercício profissional na área.

"Há posicionamentos divergentes entre os diversos segmentos da nossa sociedade quanto à conveniência desse diploma. Por isso, julgo importante que se possa debater a exigência ou não de graduação para o exercício dessa profissão de grande relevância. Creio que chegaremos a uma decisão satisfatória para os profissionais, para os meios de comunicação e para a sociedade brasileira", argumentou Raquel Teixeira em seu requerimento.

Foram convidados para o debate:
- o ministro do STF Marco Aurélio de Mello;
- o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Cezar Britto;
- o presidente da Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj), Sérgio Murillo de Andrade;
- o presidente do Fórum Nacional de Professores de Jornalismo (FNPJ), Edson Spenthof;
- a presidente da Associação Nacional de Jornais (ANJ), Judith Brito;
- o presidente do Conselho de Reitores das Universidades Brasileiras (Crub), Gilberto Selber;
- o presidente da Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão (Abert), Daniel Pimentel Slaviero.

A audiência está marcada para as 9h30, no plenário 13.

5 comentários:

zebulom disse...

Sei que minhas palavras e meu voto não valem nada para muitos.
Mas isso não impede que me manifeste.
Não vejo outra alternativa HOJE, que não seja: "DIPLOMA PARA JORNALISTA SIM".
Estava aqui observando a entrevista ( já morri de rir... tô para lá de "marraquéxi" nesta entrevista.kkk ) que fiz com uma professora de Jornalismo. Ali a gente pode ver a importância de se estar estudando todas as implicações de um profissional desta magnitude ( pena que não sei colocar no Youtube pois "tem que ser feito não sei o quê, que não sei..." mas logo,logo, vou colocar)
gente! Não dá para dar diplomas sem um curso. Eu jamais gostaria de me aproveitar de uma "benesse" desta. Puxa vida, o curso de Jornalismo é posição "sine qua non". Não dá para sair irresponsavelmente por aí, entrevistando, fotografando, ouvindo deturpadores, que mais fazem da profissão meio de se promoverem que um serviço aos cidadãos!
Quê isso?

Achei muito oportuna a palavra da Professora que disse: "Jornalismo não é medicina ,mas Mata as pessoas." e eu digo: Se não fosse os milagres de ressurreição, muitos á estavam enterrados! Haja humildade, não?

Ou as pessoas fazem o curso e se aprofundam na "dignidade de um profissional que devam ser, ou vão te que ler a Biblia cheios de Jesus, para cheios do caráter dEle, serem anunciadores de Boas Novas ou denunciadores das injustiças. Não se promovendo em meio aos sofrimentos de ninguém. Pelo contrário, tendo espírito de misericórdia!

Que se levantem esses!

Rafael disse...

De nada adianta a mobilização dos profissionais da área de jornalismo em prol da obrigatoriedade do diploma, enquanto a classe permanece completamente desunida.

O ego, inflado de profissionais "meia-boca" que prostituem a profissão, aliado ao departamento de marketing, que pauta a linha editorial da grande parte das mídias, constroem uma realidade muito mais complicada do que a obrigatoriedade do diploma ou não.

Além disso, o que significa um diploma perante a comercialização do ensino? Na Fafic, por exemplo, um calouro de Comunicação Social que pretende cursar jornalismo afirmou, em êxtase, que passou no vestibular sem nem mesmo fazer a redação.

O buraco é muito mais embaixo.

zebulom disse...

Bom, depois de ouvir esta palavra oportuníssima do Rafael ( nome de meu filho...). Não tem jeito. Ou JESUS ENTRA NAS PESSOAS E TRANSFORMA o caráter, gente...

Ou não vejo outra alternativa a não ser todo o Brasil colocar vesimentas de sacos, e juntamente com os animais, buscar arrependimento com jejum.

AGORA... Rafael...( nom de anjo: O Senhor sara)... Ta coisa pegou.

MEU DEUS
ANOTEMOS
GUARDEMOS
AGUARDEMOS

PoOr favor, Vitor... ( eu sei que vc posta todos...mas... ) POsta este URGENTE

ESTAMOS NUM BURACO...

Olha a palavrinha...
prounme

Dá tantos desdobramentos, que daria um texto.
Que cada um busque...
HUmildade seja bem vinda a todos nós.
Obrigada, Rafael.
Deus nos abençoe a todos.

zebulom disse...

Quanto mais imagem mais alienação. Não sei quem teve a idéia de colocar aquela imagem em frente a Faculdade de Filosofia.
Não adianta nada. Só serve para deixar as pessoas mais alienadas ainda. Salmos 115. Leia só.
Será que é por isso?

Puxa vida...

E não venham falar qu e stou discriminando católicos não, porque no Tempo do Padre Eurico no Salesiano( toquei muito violão ali, nos anos70. Qualquer hora vou colocar umas canções daquele tempo... )Lá não tinha nem uma imagem. Fiz Cursilho ali e tuo. Nada de imagem. Mas não sei o que acontece que s imagens estão voltando. Será que querem as pessoas cegas? Será que querem as pessoas do Brasil cegas?
Só pode ser.
E o pior é que esse povo não lê a Biblia... e aí... fica tudo nas mãos dos também ceguetas...
Fala a verdade?
Ah... por onde andam Padre Eurico e Padre Olpimpio? Tinhamos altos papos. Gente boa e simples... Padres qu queriam que a Gente visse Jesus. Saudade deles.

zebulom disse...

Quanto mais imagem mais alienação. Não sei quem teve a idéia de colocar aquela imagem em frente a Faculdade de Filosofia.
Não adianta nada. Só serve para deixar as pessoas mais alienadas ainda. Salmos 115. Leia só.
Será que é por isso?

Puxa vida...

E não venham falar qu e stou discriminando católicos não, porque no Tempo do Padre Eurico no Salesiano( toquei muito violão ali, nos anos70. Qualquer hora vou colocar umas canções daquele tempo... )Lá não tinha nem uma imagem. Fiz Cursilho ali e tuo. Nada de imagem. Mas não sei o que acontece que s imagens estão voltando. Será que querem as pessoas cegas? Será que querem as pessoas do Brasil cegas?
Só pode ser.
E o pior é que esse povo não lê a Biblia... e aí... fica tudo nas mãos dos também ceguetas...
Fala a verdade?
Ah... por onde andam Padre Eurico e Padre Olpimpio? Tinhamos altos papos. Gente boa e simples... Padres qu queriam que a Gente visse Jesus. Saudade deles.

olha a palavrinha:
troinch

seria "tõõõinn!!!^^~~;)" ?

users online