quarta-feira, fevereiro 24, 2010

Paula Virgínia nos deixou




Corrigido:

O jornalismo está de luto. A colunista Paula Virgínia, que atuou por anos no Monitor Campista e no Sindicato dos Bancários de Campos faleceu na manhã de hoje, por volta das 9h. Paula estava internada desde 3h da madrugada na UTI do Hospital Álvaro Alvim e não resistiu. Os médicos atestaram choque séptico e pneumonia como causas da morte.O enterro acontece hoje, às 17h, no Cemitério Campo da Paz, em Campos.

8 comentários:

Rosângela, uma das danielas timóteas disse...

Que o Espírito Santo Consolador esteja presente neste instante confortando os familiares e amigos neste momento de dor.

Vania Cruz disse...

Saudades, Paulinha, saudades das nossas raras /fortes conversas sobre a vida, sobre pessoas. Saudades de vê-la com coragem enfrentando os momentos difíceis, como exemplo pra todos nós. Saudades de você, amiga querida, que se foi nessa manhã ensolarada de fevereiro de 2010. Que a paz celestial seja a sua nova morada.

Vitor Menezes disse...

Quando pouco se falava em Fenaj e em sindicato dos jornalistas em Campos, lá pelos anos 90, a colega Paula Virgínia topou ser a segunda presidente da curta e conturbada história do Sincom, uma guerreira tentativa local de criar um sindicato para os trabalhadores da comunicação.
Com todas as dificuldades conhecidas — em uma categoria acentuadamente individualista e acuada sob o jugo de um patronato conservador — ela deu a sua contribuição para manter, ainda que tímida, uma iniciativa que viria a gerar frutos como os encontros de Quissamã e a presença de jornalistas da cidade no Sindicato Estadual.
Sabemos que o que foi feito até aqui ainda é muito pouco, diante das gigantescas mazelas da categoria, mas registre-se que Paulinha esteve entre os que não se omitiram e a ela todo jornalista da cidade deve homenagens. A situação dos coleguinhas seria melhor se houvesse mais exemplos como o dela.

Rosângela, uma das danielas timóteas disse...

Que bonito, Vitor! Você sempre antenado!
Legal saber isso da Jornalista. Todos que estamos nesta vida estamos com um propósito de espalhar vida. Que bom quando cada um descobre o seu e não se omite.

Luiza Botelho disse...

Paulinha: PRESENTE!

Cristina Lima disse...

Neste momento em que a querida Paula Virgínia nos antecede na Grande Transformação, coloco as mãos dos seus familiares e amigos dentro das minhas e
balbucio, diante das lágrimas que umedecem as faces já saudosas, uma prece que, apesar da tristeza e da angústia que tingem este dia, nos acaricia com a luz da esperança no coração, caminhando, em rumo certo, para o reencontro feliz com a nossa brava guerreira, nas bênçãos de JESUS, em plena imortalidade.
Maria Cristina Torres Lima, em nome da família do Jornalista Oswaldo Lima.

Neusa disse...

Paulinha
"Aquele que amamos nunca morre, apenas parte antes de nós..."
Você me deu a oportunidade de escrever a primeira coluna social em Campos.Fazia suas férias no Monitor, para poder fazer a festinha de aniversário da minha filha em fevereiro... Nossa quanta generosidade a sua! quanto carinho! quanta gratidão eu tenho! quanto amor por você, aqui e na eternidade!!!!!
Esteja com Deus!
um beijo bem grande
Neusinha

Fátima Nascimento disse...

DESPEDIDA
Ao cair da tarde,
enquanto o sol descia,
lágrimas em sintonia.
Olhar no horizonte
uma amiga ia.
Seu corpo a terra recebia.
Cantos de conforto e fé,
àrvores como testemunhas.
Verde folha, verdes vidas que permanecem; esperança
Lembranças passadas presentes
Certeza d´uma saudade.

(24/02/2010)

users online