segunda-feira, maio 18, 2009

Jornalistas também para ver o que há de bom

Os colegas da secretaria de comunicação de Quissamã enviaram hoje para a imprensa regional release que registra a visita de alguns jornalistas da imprensa nacional ao município. A convite da Prefeitura e de uma rede de hotéis, eles conheceram o potencial turístico da cidade. Além de dar exemplo em preservação do patrimônio histórico, Quissamã dá exemplo em política de relações públicas. Outros municípios, como Campos, atraem a imprensa nacional apenas para cobrir escândalos.

Veja abaixo o release:

18/05/2009 - Release para Imprensa
Jornalistas da imprensa nacional visitam Quissamã

Quissamã recebeu jornalistas da imprensa nacional neste sábado (16/05),confirmando que o município faz parte obrigatória do roteiro turísticoda região, com muita história para contar. Os casarões do século XIX, arestauração do patrimônio histórico e a natureza característica dacidade foram apresentados aos visitantes, que iniciaram o passeio emMacaé.

Organizado por uma rede de hotéis de Macaé, em parceria com a Prefeiturade Quissamã e com o Macaé Convention Bureau, o passeio teve o objetivode mostrar aos jornalistas que a região tem muito mais a apresentar doque a exploração de petróleo na Bacia de Campos. “Quisemos mostrar aogrupo de jornalistas do Rio e de São Paulo que a região tem toda umahistória que vai além do petróleo”, afirmou o gerente-geral do HotelMercure, Márcio Delgado.

Os cinco jornalistas - do Jornal do Brasil (RJ), Diário do Comércio (SP)e Brasilturis (SP) — não esconderam a admiração pela culturaquissamaense. Guiado pela agência local Norte Fluminense, o passeiocomeçou no Alambique João de Nilo, na localidade de Canto de SantoAntônio, onde conheceram todo processo de fabricação de cachaça, meladoe rapadura.

A visita seguiu em direção ao Centro de Visitantes do Parque Nacional daRestinga de Jurubatiba, Centro Cultural Sobradinho, Centro histórico,Museu Casa Quissamã e, finalmente, o Complexo Histórico Cultural FazendaMachadinha, com almoço na Casa de Artes Machadinha.

“Quissamã é uma bela surpresa a cada momento”, afirmou Dirceu Ezequiel,diretor da sucursal carioca do Jornal Brasilturis – Informativo daIndústria Turística Brasileira, com sede em São Paulo. Com cerca de 60anos de profissão, o jornalista ressaltou como um dos aspectos maisinteressantes do passeio foi a preservação do patrimônio histórico.

Já o jornalista Ivan Vertura, do Diário do Comércio, disse que acomunidade quilombola de Machadinha e o Museu foram alguns dos pontosturísticos que mais chamaram sua atenção. “Quissamã é uma cidade muitocharmosa, onde eu poderia morar para sair da bagunça dos grandescentros”, confessou.

Táia Rocha, do Jornal do Brasil, disse ter ficado surpresa com oprocesso de preservação dos casarões do século XIX, que conservou ahistória da cidade. Acompanhada por um fotógrafo, ela afirmou que o focoturístico de Quissamã deverá se tornar uma grande reportagem,provavelmente na edição do próximo domingo (24/05).


[Foto 1: Visita dos jornalistas ao Museu Casa de Quissamã / Genilson Pessanha-Secom PMQ]
[Foto 2: Casa Mato de Pipa, a mais antiga do município, de 1777 / Secom PMQ ]

3 comentários:

Yuri Amaral disse...

Se existe algum motivo pra uma região lutar pela emancipação é a indignação com a capital municipal e sua política. Ainda bem que Quissamã e seu povo sabem o que querem.

Belíssimo exemplo de Quissamã!

___________________________________
E o velho insano, cansado da pouca-vergonha, subiu no alto do morro do Itaoca e provocou:

- Distritos de Campos: Emancipem-se!

Anônimo disse...

Muito bom o exemplo...exemplo de profissionalismo de uma cidade que busca alternativas. Pena que cituações como essa passam tão desapercebidas...

Parabéns Quissamã!

angeline disse...

Parabéns, Quissamã! É um exemplo a ser seguido pelo Norte e Noroeste Fluminense.

users online