sábado, julho 04, 2009

O teatro dos fantasmas lapeanos

Fotos: Vitor Menezes

No final da tarde de ontem foi possível dar uma fugida rápida do assentamento para conhecer a área urbana da cidade da Lapa (PR), a 20 km. Com aproximadamente 45 mil habitantes, o município possui um centro histórico muito bem conservado e a cada esquina há alguma referência aos heróis que resistiram às tropas do movimento federalista do Sul e contribuíram para a consolidação da República.

Deu apenas para percorrer algumas ruas aconchegantes, conhecer o Pantheon dos Heróis (abaixo), a Igreja Matriz, a rádio Legendária, a Prefeitura, e, mais interessante de todos, o Teatro São João (acima).
O prédio, do final do século XIX, foi erguido pela Sociedade Literária Lapeana e está muito bem preservado, após restauração da década de 50 e tombamento em 1969. Impressiona também o bom tratamento receptivo, com uma simpática e educada guia e as suas informações sobre o camarote onde esteve Dom Pedro II (a propósito, onde não esteve Dom Pedro?), os estilos arquitetônicos de camarotes, fachada e teto, e a horripilante história de que, durante o cerco federalista à cidade, o teatro funcionou como enfermaria.

Como muita gente morreu no local, e não havia como retirar os corpos, eles foram enterrados no poço sob o palco, de onde vem a lenda dos fantasmas do local – que se juntam aos dos fundadores.

4 comentários:

Angeline disse...

A região Sul e tb MG tem essa peculiaridade de preservação de centros históricos.

Quando vejo essas manifestações me vem á memória, que na minha pequena e pacata cidade, Princesinha do Norte Fluminense, Miracema, que tem um belíssimo c histórico, a população ainda carece de educação patrimonial.

Bom trabalho Vítor, Parabéns!

Anônimo disse...

TUDO POR CONTA DOS PETROLEIROS QUE SÃO PUNIDOS A CUSTA DE BARGANHAS.

Anônimo disse...

Querido companheiro, gostaria de convida-lo a participar do meu BLOG.
http://oidosotemvozevez.blog.sport.com
Ficarei muito feliz em recebe-lo.
Um grande abraço da eterna amiga.
Fátima Beyruth

Yuri Amaral disse...

Dom Pedro II não foi á Alcântara, no Maranhão (onde tem a base de lançamentos de foguetes da Aeronáutica), mesmo o império tendo iniciado a construção de um palácio para ele lá... ingrato, não?

users online