sexta-feira, setembro 21, 2012

Histórico turbulento justifica Exército nas eleições de Campos


Vitor Abdala /  Da Agência Brasil

Rio de Janeiro – O município de Campos dos Goytacazes, no norte fluminense, é uma das oito cidades do Rio que terão participação do Exército no esquema de segurança das eleições municipais do dia 7 de outubro. A cidade tem histórico de campanhas e eleições turbulentas, com cassação de políticos e indeferimento de candidaturas.

Em 2006, uma eleição suplementar teve de ser feita depois que o prefeito e o vice foram cassados por abuso de poder político e econômico. Dois anos depois, o prefeito eleito na eleição suplementar foi retirado do cargo por decisão da Justiça.

No último pleito, em 2008, a eleição foi vencida, depois que um dos principais candidatos teve sua candidatura indeferida pela Justiça Eleitoral, o que provocou a anulação dos mais de 100 mil votos recebidos por ele.

Além da atual prefeita Rosinha Garotinho (PR), enfrentam a eleição Arnaldo Vianna (PDT), Erick Schunk (PSOL), José Geraldo (PRP) e Makhoul (PT). Na disputa para as 25 vagas da Câmara Municipal, estão 654 candidatos.

Com 463 mil habitantes e 344 mil eleitores, Campos é um dos centros nacionais de produção de petróleo. A cidade é também o município que recebe o maior volume de royalties e participações especiais da produção de petróleo. No ano passado, Campos recebeu R$ 1,2 bilhão em royalties e participações especiais.

[Clique aqui para ler outras notícias sobre Campos dos Goytacazes na Agência Brasil]

Um comentário:

Roberto Manhães disse...

ROSINHA FOGE DO FUNDEB NO PQ STO AMARO

Ao fazer caminhada hoje no Parque Santo Amaro, eis que uma pessoa chega a uma casa onde estão duas senhoras a porta e pergunta se cumprimentariam a Prefeita Rosinha. Ao que uma delas respondeu ela não vai me cumprimentar. Passo seguinte, Rosinha atravessa a rua em direção a esta casa e a professora logo pergunta:

- que é de o meu FUNDEB?

- da última vez que fui perguntar a Fábio Ribeiro quando era Secretário de Administração ele me respondeu: " eu não gosto de Arnaldo Vianna". Eu, não entendi esta resposta.

Ao que Rosinha respondeu:

->todos os professores estão comigo!! (será?)

- Não estão não, respondeu a professora.

Chicão chegou abraçando a professora que repetiu a ele a mesma pergunta feita anteriormente e, Rosinha foi se afastando e a professora chamando por ela, e, ela voltou?

Óbvio que não, ela não tem resposta a esta pergunta.

Obs: cadê, kd, kadê são formas populares de O QUE É DE

http://pensamentossubjetivos.blogspot.com.br/2012/09/rosinha-foge-do-fundeb-no-pq-sto-amaro.html

users online