segunda-feira, junho 14, 2010

O governo Rosinha acabou

Não tenho o menor apetite para fofocas palacianas. Leio com certo fastio um ou outro post em blogs como Estou Procurando o que Fazer e Cama de Gato que dão conta das rusgas no governo municipal. Quase sempre bocejo e parto para outra. Então encontro no blog do Avelino Ferreira um patético chamado para uma manifestação contra uma decisão do TRE (Tribunal Regional Eleitoral), com o argumento de que não houve o que todo mundo, inclusive ele, sabe que houve: utilização da mídia em favor de uma candidatura.

O fato é que o governo Rosinha acabou. Ensaiou um começo tímido, no primeiro semestre do ano passado, embalado pela magra vitória eleitoral, mas agora acabou.

E isso não se dá apenas por incompetência do próprio governo, mas pelo esgotamento de qualquer contribuição que Oliveiras e Viannas (não confundir com Oliveira Viana), assim como demais integrantes deste grupo que disputam internamente nacos de poder no município há 20 anos, podem dar.

Agora mesmo vê-se que grupos ligados ao presidente da Câmara, Nelson Nahin, irmão do ex-governador Garotinho, exultam a fragilidade do governo da própria cunhada e proclamam a possibilidade de apropriar-se do cargo de prefeito.

Secretários brigam entre si, em discórdia tradicionalmente alimentada pela velha receita garotista do dividir para governar. Enquanto isso nenhum passo é dado sem que o líder máximo da seita dê o seu aval. A Cultura parou, a Saúde idem, a Educação também, a área de Meio Ambiente não existe, e o que se vê são apenas um ou outro anúncio de obras para alegria dos empreiteiros.

A imprensa, tão patética quanto o nível da política local, alimenta também o fofocário para vender algumas parcas centenas de jornais para as marionetes dos subgrupos garotistas e arnaldistas. Isso, enquanto se omite em fatos realmente importantes como a criação do Observatório de Controle do Setor Público.

Anestesiada, a população já não se importa muito se Rosinha continuará ou não no cargo. Parece ter desistido da cidade e, como a maioria dos brasileiros, está preocupada agora com assuntos mais importantes, como a Copa do Mundo. Afinal, questiona-se, que diferença fará?

A desculpa final para o fim deste governo será a redistribuição dos royalties do petróleo, que, de fato, quebra economicamente a cidade. Mas outro governo do mesmo grupo virá, para recolher as sobras sempre possíveis onde há poder. E uma terceira via nem tão cedo se viabilizará.

Mas amanhã o Brasil pega a Coréia, não é mesmo? E a Pelinca vai bombar.

3 comentários:

Cerimonial DKabraL disse...

Muito boa a sua provocação acerca de uma alternativa para a triste história política de nossa cidade. Mas essa "terceira via" virá sim e está sendo trabalhada.
E a expectativa é conseguir o sepultamento inconteste tanto da cria quanto de suas criações.

Auci disse...

:( :( :(
ai,ai...

Anônimo disse...

Realmente. O Governo Rosinha acabou de começar. Contra a ira, preconceito da elite e dos "intelectuais campista".
O povo campista está feliz !!

users online