sábado, outubro 31, 2009

Festival estudantil forma nova geração no Teatro

Termina hoje a fase de competição do I Festival Estudantil de Teatro de Campos (I FETEC). No Teatro de Bolso, às 17h, será apresentada a peça "História na Terra da Alegria", de Maria Luzia Pessanha, com estudantes da Escola Municipal Sebastiana Machado Silva. E, no Trianon, às 20h, será a vez de " O Presente Conta o Passado", com O Grupo.

Amanhã, às 18h, acontece o encerramento do Festival com espetáculo convidado "As Aventuras do Boi Lambeu e seus Alegres Brincantes", do Núcleo de Arte e Cultura de Campos. A autoria é de Orávio de Campos Soares, com direção de Neusimar Da Hora. E às 19h haverá a entrega dos certificados e troféus, no Trianon.

Quem tem acompanhado as apresentações afirma que tem sido emocionante ver a empolgação dos novos atores, além da alegria da plateia, quase sempre repleta de parentes e amigos. Para formar público e uma nova geração de artistas, este festival mostra ter uma contribuição maior do que a do Festival Nacional de Teatro - embora, claro, a melhor opção seja continuar com os dois.


Confira abaixo algumas imagens do bastidor do evento feitas pelo fotógrafo César Ferreira:

Fotos: César Ferreira






Macaé terá exibição de filme e debate sobre a obra de Euclides da Cunha


Mesa de debates em Macaé, na próxima sexta, 6, vai discutir "A permanência de Euclides da Cunha no pensamento social brasileiro", como parte das comemorações do centenário do autor de "Os Sertões". O evento será no Solar dos Mellos (Rua Conde de Araruama, 248, Centro), às 19h, com entrada gratuita.

A mesa terá as participações do diretor do filme, Noilton Nunes; da autora do livro "O enigma de Os Sertões, Regina Abreu; e da professora da Faculdade Salesiana de Macaé, Carla Miguelote. A promoção é da Prefeitura de Macaé e da Faculdade Salesiana.

Nota sobre manifestação de estudantes

Em relação a esta manifestação aqui, o urgente! recebeu a seguinte nota:

"Nota de Esclarecimento


A União da Juventude Socialista (UJS) de Campos vem por meio desta esclarecer que:

1 - A manifestação realizada ontem a tarde por um grupo de jovens no centro da cidade em defesa do passe-livre não foi promovida pela UJS e nem por nenhum de seus dirigentes.
2 - A UJS Campos acha a pauta do passe-livre legítima e reafirma o direito de livre manifestação do cidadão garantido pela constituição, mas repudia veementemente o uso indevido do nome da entidade por terceiros.
3 - A UJS Campos denuncia e alerta a população que o uso do nome da entidade foi promovido no intuito de confundir a opinião pública e com fins político-partidários.
4 - A direção da UJS Campos, cuja gestão findará em junho de 2010, já está tomando as devidas medidas judiciais para evitar que fatos como esse voltem a ocorrer.

Atenciosamente,
André Lacerda
Presidente da UJS-Campos
Membro da Direção Estadual da UJS-RJ"

sexta-feira, outubro 30, 2009

Conecom, primeiras impressões

Conforme deve ser de conhecimento dos colegas comunicadores, começou hoje [30/10] a 1ª Conferência Estadual de Comunicação (Conecom) do Rio de Janeiro. Na verdade, ela ainda não chegou a começar. O que rolou nesta sexta-feira, na Uerj - na frente do Maraca - foi uma cerimônia que durou não mais do que 15 minutos [sério!], incluindo o tempo do Hino Nacional. Representante da Uerj e do governo do Estado, na figura do subsecretário de Comunicação, falaram meia dúzia de palavras e... tchau!

A esperança é para os grupos de trabalho, que devem começar na tarde deste sábado. A Conecom não tem uma programação definida para entregar aos participantes e nem mesmo um roteiro para afixar no teatro da Uerj. Enfim, problemas a solucionar. Mantenho o Urgente! informado.

Pudim é favorável à PEC do diploma, diz Fenaj

Depois de dois adiamentos, deve acontecer na próxima quarta, 4, na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJC) da Câmara, a votação da PEC que resgata a exigência do diploma para o exercício do Jornalismo. É a PEC de autoria do deputado federal Paulo Pimenta (PT-RS), e que tem como relator, na Comissão, o deputado Maurício Rands (PT-PE). A Fenaj e o FNPJ incentivam o envio de e-mails aos 122 parlamentares da Comissão. Da região, integra a comissão o deputado Geraldo Pudim, que já se posicionou favoravelmente à proposta.

Poesia de Quintana hoje no Sesi


Hoje à noite, às 20h, tem sarau poético “Quintana, os teus cantares”, no Sesi Guarus. O ingresso custa R$ 15 (inteira) e a capacidade do teatro é limitada a 200 espectadores. Sócios do Sesi Clube, estudantes e idosos pagam R$ 7,50.

O espetáculo, que reúne poesias de Mário Quintana, é apresentado pelo ator Vagner Souza, conterrâneo do poeta, da cidade de Alegrete/RJ. “Não há textos memorizados e sim poesias lidas e sentidas como se estivessem narrando os fatos no momento em que os mesmos acontecem”, diz o ator.

Consultora de assentamento em Campos ministra oficina no MS

Consultora em mobilização social em Projetos de Assentamento na Embrapa em Campos, Anna Rosauro Trancoso ministra hoje, no Museu da Imagem e do Som (MIS) do Mato Grosso do Sul, em Campo Grande, a última aula da oficina de animação "Mágicas e Técnicas de Animação". Ela é arte-educadora especializada em produção e edição de vídeos Cineduc.

[com informações do Portal MS, aqui]

Comunicação da USP promove sua primeira semana de pesquisa

A Escola de Comunicações e Artes da USP abre na terça, 3, a sua I Semana de Pesquisa, que segue até o dia 6. Serão apresentadas pesquisas feitas por bolsistas de iniciação científica e pós-doutorado. Na abertura, no dia 3, às 18h, no Auditório Freitas Nobre, localizado no prédio do Departamento de Jornalismo e Editoração da ECA., estarão presentes os docentes da ECA Prof. Dr. Paulo H.N. Saldiva, Prof. Dr. Gilberto dos Santos Prado e Prof. Dr. Ismail Norberto Xavier, na mesa-redonda “O ábaco e a rosa – as possíveis convergências entre o processo criativo na ciência e nas artes”.

Nos dias 4 e 5, nove mesas contemplam diferentes abordagens de arte e comunicação a partir de pesquisas realizadas por alunos de iniciação científica. No dia 6, bolsista de pós-doutorado, ou que concluíram recentemente o programa, encerram o evento.

Mais informações: www.eca.usp.br/cpq

Brasil de Fato publica matéria sobre a morte em queimada de canavial em Campos

O jornal Brasil de Fato publicou, no último dia 26, uma grande reportagem sobre o caso da trabalhadora rural morta em um canavial em chamas, coisa que a imprensa campista não teve a decência de fazer. Segue abaixo a reprodução na íntegra:

Jornal Brasil de Fato, 26 de outubro de 2009


Entre a morte e a escravidão em Campos dos Goytacazes

Trabalhadora morre queimada em plantações de cana e traz à tona recorrência dos trabalhos escravo e degradante no norte do Estado do Rio de Janeiro.

Leandro Uchoas
de Campos dos Goytacazes (RJ)

A imagem enegrecida já não chocava mais. Era natural na altamente poluente fuligem de cana que se apegava a seu corpo todos os dias, desde a infância precoce. Também o foram as mãos carcomidas e o rosto sofrido durante mais de quatro décadas. Mas dessa vez, Cristina Santos havia morrido. Fora engolida pelas chamas das queimadas nos canaviais nos quais ela viveu quase toda a sua vida. O fogo que consome a cana, agride os céus e inferniza o cotidiano dos trabalhadores foi ateado, no distrito de Ponta Grossa dos Fidalgos, em plena luz do dia. A morte de Cristina nada tem de ineditismo, exceto sua revelação. Outros casos se dão com frequência na triste planície de Campos dos Goytacazes, mas raramente tornam-se conhecidos. Essas histórias, como tantas outras da região, parecem saídas dos livros de história do período colonial. Mas não são.

A fatalidade ocorreu no início de outubro, um mês antes de Cristina completar 50 anos. O marido está chegando aos 60, e agora só espera o fim da safra, em dezembro, para se aposentar. Não suportará permanecer. A irmã e companheira ainda está em estado de choque, e não voltou a trabalhar. Os sete filhos perderam aquela que consideravam “o alicerce de sua família”. Tida como uma liderança entre os cortadores de cana, Cristina ocupava há alguns anos a função de encarregada, que é como se chamam os feitores no século XXI. Segundo seus companheiros, era afetuosa e justa, porém rígida. As queimadas que a mataram já estão condenadas em instâncias internacionais há anos. Provocam aumento das concentrações de ozônio e de monóxido de carbono na atmosfera. No Brasil, alega-se que a mudança para uma colheita sem queimadas deve ser gradual, por questões econômicas. É verdade. O ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc (PT), anunciou no início do ano planos de reduzir as queimadas em 20% até o ano que vem, e 50% até 2014. Em onze anos as eliminaria. Entretanto, o princípio de se queimar apenas à noite, para poupar o trabalhador, é completamente desrespeitado em Campos.

Na cidade há entre 8 e 10 mil trabalhadores da monocultura de cana. Estima-se que pelo menos metade seja “clandestina” - não tem registro nem direitos. A região é fértil em denúncias de trabalho escravo ou degradante. Em julho, foram libertados 280 trabalhadores em condições de escravidão na cidade e redondezas. Entre eles, 22 mulheres e quatro adolescentes, sendo um de 13 anos. “A degradação aumentou nos últimos anos, porque a fiscalização é menor”, diz um dos coordenadores do Comitê Popular de Combate e Erradicação do Trabalho Escravo que não quis se identificar. Em Campos, as queimadas são apenas um problema pequeno perto de uma realidade que deveria ter sido abandonada nas páginas da história.

Os trabalhadores são roubados em diversos momentos. Saem de casa para o trabalho sem saber quanto vão ganhar. O patrão é quem define o valor da cana, geralmente abaixo do preço justo. Em seguida, pode ser roubado na pesagem, na conversão de valores, e até pelo programa de computador – os patrões chegaram a desenvolver softwares “desonestos” de cálculo. “O trabalhador faz o serviço sem saber quanto vai ganhar. Nem Marx previu tanta exploração”, comenta o mesmo coordenador. Bebe-se água insalubre, come-se comida estragada, mora-se em lugares sujos. Uma amostra da água bebida pelos trabalhadores chegou a apontar 100 vezes o índice máximo aceito de cloroformes fecais.

Clandestino

As doenças mais comuns são muitas. Hipertensão, diabete e alcoolismo são muito comuns. A câimbra, então, é frequente. Há trabalhadores que morrem quando o coração – um músculo – contrai. Só procuram o hospital quando o corpo já está retorcido. Valdeir Teixeira é um desses trabalhadores. Fez hora extra durante uma tarde, e voltou pra casa feliz com os R$ 66,00 que tirou da roça. No outro dia, acordou com os músculos completamente contraídos. Aos 59 anos – mais de 50 na profissão – passou o dia internado. “Cana que vale 15 centavos, eles oferecem oito. Dizem que é porque perderam R$ 8 mil. E quando eles ganham? Dão pra gente?” ironiza Valdeir. Ele trabalhou três anos na usina de Barcelos, pertencente ao Grupo Othon, que fechou as portas em 2008 alegando falência (o grupo Othon tem uma rede de 38 hotéis, duas posadas e dois resorts. As ações do grupo subiram 5% quando, recentemente, foram anunciadas Olimpíadas no Rio em 2016). Além de não ter recebido os últimos pagamentos e o FGTS, agora trabalha como carteira assinada.

Ser clandestino acaba sendo mesmo, em parte, melhor negócio. Ganha-se 40% a mais, em média, do valor. Entretanto, trabalha-se em condições ainda mais degradantes. Trabalhadores são aliciados pelos chamados “gatos” em estados como Bahia, Alagoas, Maranhão, Piauí e Sergipe. Chegam em Campos com a promessa de carteira assinada e boas condições de trabalho. Terminam presos ao trabalho, sem dinheiro para voltar pra casa.

Emanuel é um alagoano que chegou há seis meses na região, com a promessa de ser “fichado”. Terminou prisioneiro do trabalho. O Ministério Público esteve em sua casa, há dois meses, entrevistando moradores e recolhendo provas. Desde então, não voltou mais. “Só consigo dinheiro para comida e aluguel. Se pudesse, voltava pra casa [em Alagoas] hoje mesmo”, diz. Emanuel às vezes se nega a cortar cana por considerar o preço muito injusto. Os alagoanos são considerados bravos na região. Talvez seja apenas um aspecto cultural. Em Campos é comum o trabalhador enxergar a si mesmo como mercadoria. Quem vem de fora nem sempre reproduz esse comportamento.

Conatrae

O tratamento escravagista não coloca as usinas em boas condições de competitividade no setor sucroalcooleiro. “Eles continuam com a postura aristocrática do século XIX, e acabaram perdendo espaço para São Paulo e Minas”, comenta o professor da Universidade Federal Fluminense (UFF), Arthur Soffiati. O próximo encontro itinerante da Comissão Nacional para a Erradicação do Trabalho Escravo (Conatrae) está marcado para acontecer em Campos, com a provável presença do secretário de Direitos Humanos do governo federal Paulo Vannucchi. Tripartite – sociedade, estado e empresariado – a Comissão escolheu o município por conta das denúncias recentes de trabalho escravo ou degradante.

No último ano, 4.418 pessoas foram libertadas no território nacional por trabalho escravo. A cultura da cana teve forte aumento em proporção. Em 2003, representava apenas 11,4% dos casos. Em 2008, após as políticas de incentivo ao etanol, ultrapassavam 50%. O Plano Nacional de Erradicação do Trabalho Escravo foi lançado pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) em 2003 com o objetivo, na época, de eliminar a prática até 2006. A União Europeia chegou a ameaçar, recentemente, não importar etanol do Brasil se o trabalho escravo não fosse combatido. Segundo o artigo 149 do Código Penal, há condições análogas à escravidão quando a pessoa for submetida a trabalhos forçados ou jornada exaustiva, seja pelas condições degradantes ou por dívida provocada pelo empregador.

Cidade se caracteriza por conservadorismo e desigualdade

O contraste entre o volume de recursos dos royalties e a precariedade social começa a despertar mobilização e resistência

Talvez seja suficiente lembrar que a cidade é o berço político do casal Anthony e Rosinha Garotinho, e do falecido presidente da Federação de Futebol do Rio de Janeiro, o “Caixa d'Água”. A história da maior cidade do interior do Estado do Rio de Janeiro é repleta de tradição, conservadorismo, e fragil mobilização social. “Basta verificar as colunas sociais. São as mesmas famílias há anos”, resume o professor da Universidade Estadual do Norte Fluminense (UENF), Marcos Pedlowski.

Com 432 mil habitantes, e a maior extensão territorial do Estado, Campos é a sexta cidade mais rica do país. Qualquer um que visita suas ruas duvida do que vê. Ruas sujas, habitações precárias, comércio pouco desenvolvido e transporte sucateado marcam a paisagem a todo momento. Negro e pobre, o povo campista parece não ser beneficiado por um centavo dos R$ 1,4 bilhão do orçamento do município. Se pudesse ser simplesmente distribuído à população, cada habitante receberia R$ 3,2 mil. O valor bilionário se deve aos royalties do petróleo.

A cidade não por acaso foi a última no Brasil a acatar a abolição da escravidão no século XIX. Os ultraconservadores barões da cana, entretanto, enfrentaram uma resistência heroica. José do Patrocínio, o “Tigre da Abolição”, é campista. Com o jornalista Luís Carlos de Lacerda liderava a Sociedade Campista Emancipadora. Nos anos 60, a cidade seria o berço da organização de extrema-direita católica Tradição Família e Propriedade (TFP). Liderada pelo jornalista Plínio Correia, a TFP deu base social ao golpe civil-militar de 1964. O bispo Castro Maia apoiou Plinio até o momento em que o jornalista passou a santificar a própria mãe. Ainda forte na cidade, a TFP tem hoje duas tendências.

Politicamente, parece que toda a institucionalidade campista está interligada. Basicamente, o poder se divide entre os que orbitam em torno de Garotinho e os que começaram a trajetória a seu lado mas mudaram de rumo. Sua esposa e ex-governadora Rosinha é a prefeita da cidade, e com a política de uniformização do preço das passagens de ônibus a R$ 1,00 tende a manter o domínio. A resistência ao poder das oligarquias começou a tomar corpo em 2009. Uma série de assentamentos foi surgindo nas terras do município. Zumbi dos Palmares, Dandara, Che Guevara e Ilha Grande são os principais. Reunindo 18 organizações, o Comitê Popular de Combate e Erradicação do Trabalho Escravo é o movimento mais forte que a cidade já teve. Em 2003, seu primeiro ano, conseguiram importantes vitórias. Entretanto, sofrem com a invisibilidade e a força institucional das tradições medievais.

Um escravocrata amigo de presidente

Um nome se destaca entre os empresários do setor sucroalcooleiro. O presidente da Companhia Brasileira de Açúcar e Álcool, José Pessoa de Queiroz Bisneto, é a quarta geração de uma família que se construiu com a exploração da monocultura da cana. Além do Estado do Rio, tem plantações em São Paulo, Mato Grosso e Sergipe. Suas empresas tem a capacidade de moer mais de 8 milhões de toneladas de cana por ano (a título de comparação, a safra no Estado do Rio, este ano, deve ser próxima desse valor). “É o grande escravocrata hoje”, define Pedlowski. Em 2004, deu R$ 1,2 milhão à Salgueiro, que levava à passarela do samba o enredo “A cana que aqui se planta tudo dá, até energia... Álcool, o combustível do futuro”. A música satanizava o petróleo, alavancando a imagem do álcool. J. Pessoa, como é conhecido, chegou a ser cogitado a ministro do governo Lula, de quem é bastante próximo.

Lançamentos hoje na Outudo Trash


A Agência Wellington Cordeiro Press informa que hoje "a programação do Outudo Trash reserva um momento imperdível. Trata-se do lançamento de dois filmes de grandes cineastas independentes brasileiros. Às 19h será mostrado o curta "Ninguém deve Morrer" do catarinense Petter Baiestorf. Na sequencia, às 20h será a vez de receber o Longa "Mangue Negro", do capixaba Rodrigo Aragão, que estará presente para fazer a apresentação do filme que já arrebatou inúmeros festivais nacionais e internacionais."

[mini conto numa hora dessa]

Putz

Quando o copo quebrou em sua cabeça, arremessado que havia sido do fundo do bar, pensou apenas, em um lapso de consciência, no quanto seria besta aquela morte.

quinta-feira, outubro 29, 2009

Trabalhadores do Norte Fluminense são tratados como escravos em Vitória

A Agência Brasil de Fato publicou nesta tarde matéria de Bianca Pyl que registra atuação da Superintendência Regional do Trabalho e Emprego do Espírito Santo (SRTE/ES) que, no último dia 15, libertou 17 vítimas de trabalho análogo à escravidão, em Vitória (ES). "Elas escavavam canaletas para acomodar cabos óticos da operadora de telefonia celular Claro", informou.

O texto revela que "as vítimas foram aliciadas no Norte do Rio de Janeiro no final de setembro, a pedido da subempreiteira Dell Construções, que por sua vez foi contratada pela multinacional Relacom Serviços de Engenharia e Telecomunicação. Essa última prestava serviços à Claro. O "gato" - intermediário na contratação da mão-de-obra - prometeu aos trabalhadores bom salário e ainda disse que havia a possibilidade de posterior contratação pela empresa".

A íntegra da reportagem está aqui.

Campos receberá R$ 100 milhões dos R$ 2 bi

Contas do urgente!, baseadas na legislação da distribuição da Participação Especial dos Royalties, mostram que Campos dos Goytacazes receberá R$ 100 milhões dos R$ 2 bi previstos no acordo entre o estado do Rio de Janeiro e a Petrobras. O repasse será feito em oito parcelas, o que garantirá um adicional mensal de R$ 12,5 milhões nos próximos oito meses.

A apuração da participação especial, feita pela Agência Nacional do Petróleo (ANP), leva em conta alíquotas progressivas sobre a receita líquida da produção trimestral de cada campo de petróleo e gás, consideradas as deduções legais e de acordo com a localização da lavra, o número de anos de produção e o respectivo volume de produção trimestral fiscalizada.

Quarenta por cento dos recursos da participação especial são transferidos ao Ministério de Minas e Energia, dos quais 70% são destinados ao financiamento de estudos e serviços de geologia e geofísica aplicados à prospecção de combustíveis fósseis, promovidos pela ANP e pelo MME; 15% para o custeio dos estudos de planejamento da expansão do sistema energético; e 15% para o financiamento de estudos, pesquisas, projetos, atividades e serviços de levantamentos geológicos básicos no território nacional.

Dos recursos restantes da participação especial, 10% são destinados ao Ministério do Meio Ambiente; 40% aos Estados produtores ou confrontantes com a plataforma continental onde ocorrer a produção; e 10% aos Municípios produtores ou confrontantes.

No caso deste repasse de R$ 2 bilhões, R$ 200 milhões caberão, portanto, aos municípios confrontantes: Campos dos Goytacazes (50%), Rio das Ostras (29,6%) e Macaé (20,4%).

Estagiária exige pagamento como jornalista, e consegue

Uma estágiária de jornalismo do interior de São Paulo conseguiu no TST que a rescisão do seu contrato com uma empresa tivesse valores calculados com base no piso dos jornalistas profissionais. A história está aqui, no site do Tribunal.

Com o fim da exigência do diploma de jornalista, este é um efeito colateral que as empresas jornalísticas, especialmente as do interior, podem não ter se dado conta. A rigor, todos os que são contratados para atividades jornalísticas, independentemente de terem ou não concluído o curso, podem requerer o pagamento do piso fixado para a categoria.

Trailer de "Besouro", que estreia amanhã

Mais R$ 2 bi para estado e municípios

No Informe JB de hoje, o repórter Leandro Mazzini informa que a Advocacia Geral da União (AGU) autorizou acordo, entre a Petrobras e o governo do estado do Rio, que prevê pagamento, em oito parcelas, de R$ 2 bilhões referentes a uma correção detectada pela Agência Nacional do Petróleo (ANP) nos repasses das participações especiais do petróleo.


O montante inicial era de R$ 4 bilhões, se fosse usada atualização pela Selic, mas o acordo trouxe a conta para a metade, com uso do IPCA-E (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo Especial), aliviando o cofre da Petrobras e, ao mesmo tempo, interrompendo uma disputa jurídica que poderia se arrastar por anos.

Entram no rateio dos R$ 250 mil mensais, junto com o estado, os municípios de Campos, Rio das Ostras e Macaé.

A diferença detectada pela ANP é referente à produção do campo de Marlin, na Bacia de Campos.

Êta danado!


Está aberta, enfim, a Casa da Mãe Joana, do Winston Churchill Rangel. E mais não digo. Só vendo aqui.

quarta-feira, outubro 28, 2009

[coleguinhas]

O inquieto jornalista e professor Gerson Dudus, que para alegria dos alunos e dos colegas está de volta à Faculdade Salesiana Maria Auxiliadora, está em busca de uma data para trazer Marcelo Tas, ainda este ano, a Macaé. Aguardemos!

terça-feira, outubro 27, 2009

CUT lança campanha de mídia pela redução da jornada

Blog do Porto do Açu

Já tem blogueiro "cobrindo" as obras do Porto do Açu. Aqui. E, aqui, há vídeos com trechos de palestra proferida pelo gerente geral do porto, Romeu Rodrigues.

Outudo Trash começa nesta quarta

A Agência Wellington Cordeiro Press informa:

O Outudo Trash está de volta. Nesta quarta-feira, dia 28 de outubro a partir das 19h os aficionados ou curiosos poderão curtir diversas manifestações artísticas do universo trash. E logo no primeiro dia acontecerá um grande furdunço cultural com cinema, arte, teatro, literatura e música.

Às 19h será aberta ao público uma exposição com o resultado de uma pesquisa a respeito dos zumbis do cinema, ao mesmo tempo, os visitantes serão recepcionados por atores fantasiados de personagens de filmes de terror. Em seguida, será a vez da apresentação de música eletrônica experimental com Harlem AlianAqtor e da atriz Iara Lima com uma homenagem ao escritor Edgar Alan Poe. O auge da noite será a apresentação do Tributo a Black Sabbath com Reubs Pess e banda. A programação da noite se estende para a Noite do Vinil Especial, na Taberna Dom Tutti, a partir das 22h com a presença do DJ Jason.

Confira a programação no blog: http://www.outudotrash2009.blogspot.com/

Mostra mercado 88 completa

Foto: César Ferreira
No último domingo, terminou a sequencia de postagens diárias da mostra "mercado 88", do fotógrafo César Ferreira, aqui no urgente!. Todas as imagens podem ser vistas agora de uma só vez, aqui.

Memória do cinema campista e novas produções em evento na Uenf


Começa amanhã, no Centro de Convenções da Uenf, às 19h, o "Artes Cinematográficas em Campos - Memórias". O evento segue até sábado, 31. Confira abaixo a programação:

Dia 28/10 - A importância das salas de cinema para Campos e a difusão da arte cinematográfica: O Trianon como marco histórico do apogeu e declínio (significado e sua ultima apresentação).
· Apresentação Musical: Maria Fernanda Crispim interpretará 03 obras inclusas do Projeto Resgate da Memória Sonora de Campos (parceria do Orfeão de Santa Cecília, Santa Casa de Misericórdia e Casa de Cultura Villa Maria (Uenf).

· Abertura da Exposição Mostra Visual. “Memórias no Tempo”
· Apresentação da Mostra em esquete teatral: “O Coriféu e seu amor por Campos dos Goytacazes”, com o ator Vinícius Rangel.
· Exibição do Clássico “Gilda”, com Rita Hayworth – Última sessão de cinema apresentada no antigo Teatro Trianon.
Conversando e relembrando fatos históricos:
Vilmar Rangel – O prazer de viver o cinema
Vicente Marins Rangel Junior – A importância das Salas de Projeção do Período

29/10 – A temática envolve a fase áurea do Cinema Campista - década de 70 e 80. As discussões envolveram a produção nacional e local, em especial os festivais em 8mm promovidos em Campos dos Goytacazes.
· Documentário: Resgate do Cinema Campista – Direção: Paulo Barreto (12 Min.)
· Documentário: O Sentido de Nossa Vida – Direção: Paulo Barreto (8 min.)
· Documentário: Tradição de um Povo – Direção Paulo Barreto (7 min.).
· Mitos e Medos – Direção: Kapi “Antonio Roberto de G. Cavalcante” (25 minutos).
· Filme: O Passageiro da Alegria – Direção Antonio Roberto – (11 min.)
· Filme: Eu – Autor desconhecido (9 Min.)
· Filme: Barro Branco – Direção de Antonio Roberto (13 min.)
Conversando e relembrando fatos históricos:
Avelino Ferreira - A produção Nacional e Local da época
Celso Cordeiro Filho – Os Festivais em 8mm de Campos dos Goytacazes

30/10 – O olhar em foco está centrado em fragmentos da história da década de 90 e 2000, caracterizado como declínio e resistência. O contexto do cinema nacional e local, o sonho de Darcy Ribeiro de criar a Escola de Cinema na UENF e a última tentativa com as discussões do Pólo de Cinema na UFF.
· Documentário “O Antigo Leão da Coroa” – Direção Wesley Machado (12min.)
· Documentário - Mateiros – Direção Javier Alejandro Lifschitz (UENF) e Alexandro Florentino (IFF) (16min)
· Ave Satan – Direção Peter Baiestorf (5 Min.);
· Rodeado de Gente – Direção Alexandro Florentino (6min.);
· A Maldição do Voto - Direção Paulo Ballado (7 min.)
· Mão única? – Direção Alexandro Florentino (20min.);
· Cronologia Suspeita – Direção Alexandro Florentino (6min)
· Efígie – Direção Carlos Alberto Bisogno (19min);

Conversando e relembrando fatos históricos:
Antonio Constantino de Campos - A Escola de Cinema de Darcy Ribeiro na UENF.
José Luiz Vianna e Orávio de Campos Soares - O Pólo de Cinema na UFF

31/10 – Oficina 01: Como se Produz um Filme
Convidados: Karin Klen e Alexandro Florentino
Produto Final – Filme Minuto editado.
Horário – 9h às 13h
Local: Sesc Campos.
31-10 – Oficina 02: Introdução aos Fundamentos da Música de cinema
Convidado – Carlos Alberto
Produto Final: A criação de um argumento para curta metragem a partir de uma trilha
musical.
Horário – 9h às 13h
Local: Sesc Campos.

segunda-feira, outubro 26, 2009

Pressionada pela Folha, Record responde com matéria



Mais sobre o caso aqui, no Comunique-se [para cadastrados].

Grupo da comunidade de Outeiro no Trianon, na sexta

Foto: América Rocha


A coleguinha América Rocha manda avisar que nesta sexta, 30, tem apresentação, no Trianon, do espetáculo "Ondas da Liberdade", com o grupo Teatropoesia Azevedo Cruz (foto), de Outeiro, Cardoso Moreira. A entrada é gratuita.

"Inspirado no poema Navio Negreiro, de Castro Alves, este espetáculo dialoga com a poesia lançando seu olhar para os atos malévolos e repulsivos da escravidão", descreve a sinopse.

Ainda mais terror depois do Mercearia Campista


Gustavo Oviedo manda mail para avisar:

"Nesta semana de 26 a 30 de outubro, a MULT TV preparou uma programação de arrepiar. Todos os dias às 23h, depois do assustador Mercearia Campista, um filme de terror clássico para saciar a sede de sangue e de cinema:

segunda 26: A NOITE DOS MORTOS VIVOS, 1968 de George Romero
terça 27: A MÙMIA , 1932, de Karl Freund
Quarta 28: NOSFERATU, 1920, de F. W. Murnau
Quinta 29: O GABINETE DO DR. CALIGARI, 1920 de Robert Wiene
Sexta 30: A NOIVA DE FRANKENSTEIN, 1935, de James Whale

Bons sonhos!

Gustavo Alejandro Oviedo"

domingo, outubro 25, 2009

[mercado 88]

Foto: César Ferreira

O release aceita tudo

“A prefeita Rosinha Garotinho determinou”, como gostam ou são obrigados a dizer os secretários municipais, o início das intervenções no Centro da cidade, no início de 2010, com o objetivo de revitalizar a área. Menos mal, mas só acredito vendo.

uma consulta rápida ao site da Prefeitura é possível encontrar peças de propaganda, travestidas em linguagem jornalística (os releases), que datam, como no exemplo abaixo, de setembro de 2006, sem que praticamente nada tenha sido feito:

“A Prefeitura de Campos inicia este ano três grandes obras no Centro da cidade. A afirmação é do prefeito Alexandre Mocaiber, que apresentou os projetos junto com a secretária de Planejamento, Silvana Castro, nesta sexta-feira, dia 15, em um almoço, com os comerciantes da área central da cidade, na Câmara dos Dirigentes Lojistas (CDL)”. Não é uma beleza?

E ainda: “Segundo a secretária estão em fase de licitação as obras de reurbanização das praças da Bandeira, República [esta, agonizou, sangrou os cofres públicos, e parece que agora vai] e a revitalização da orla da margem direita do rio Paraíba, no trecho entre a ponte da Lapa e rua Barão de Miracema. Para a praça da Bandeira, localizada em torno do Palácio da Cultura, o projeto prevê a construção de calçadas com proteção de pedras, revitalização do lago, construção de novo jardim e de um playground, além de nova iluminação”. Incrível, não?

No final, após falar dos muitos pontos que “passarão” por modificações, o texto continua: “As obras de revitalização do mercado municipal foi outro projeto apresentado durante o almoço com os comerciantes do Centro. O início das obras depende da desapropriação de uma área no Centro da cidade, para a construção de um novo Shopping popular. “As bancas dos camelôs vão ser transferidas para uma área próxima a rua Barão do Amazonas. O local onde, atualmente, abriga, o camelódromo vai abrigar a feira livre, onde será construído um amplo calçadão coberto com lona tencionada. Vai ser retirada toda cobertura metálica e no lugar vai ser feito um estacionamento com capacidade para 85 veículos”, explicou Silvana.”

Voltando ao presente, do que foi anunciado até agora, me chama a atenção uma preocupante concentração de comércios informais sob a ponte que – até hoje, de modo inadmissível – leva o nome da prefeita e ex-governadora. Isso não é o que se pode chamar de uma medida sensata e, muito menos, de revitalização. Por outro lado, uma boa notícia é da instalação subterrânea da rede elétrica e telefônica.

Mas, de modo geral, fica sempre aquela sensação de que as intervenções são rasas, arbitrárias e conservadoras (no sentido político). A sociedade que, entre outras vozes, mantém as de três escolas de arquitetura (IFF, Uniflu-Fafic e Isecensa), um mestrado em planejamento regional e gestão de cidades (Ucam), além de ONGs, associações e outras universidades, não é ouvida.

O que se espera, no entanto, é que a revitalização do Centro de fato aconteça. E que seu anúncio atual não possa ser aqui lembrado como blefe daqui a três anos.

[Artigo publicado na edição de hoje do Monitor Campista]

sábado, outubro 24, 2009

[mercado 88]

Foto: César Ferreira

sexta-feira, outubro 23, 2009

[mercado 88]

Foto: César Ferreira

Uma mercearia que não se cala

quinta-feira, outubro 22, 2009

Conexões Urbanas neste fim de semana no SESC

Foto: Wellington Cordeiro
Nesta sexta, 23, às 20h, o projeto Conexões Urbanas, no SESC Café, terá apresentação do cantor Dizy Ragga (foto), que integra o movimento hip hop. Antes do show, às 19h, haverá bate-papo com o professor e pesquisador Gilberto Paes Rangel, que fala sobre o uso sem critérios das praças e o abandono dos monumentos em Campos. O bate-papo começa às 19h no espaço do SESC Café.

No sábado, 24, a programação continua com oficina de Skate com pista livre das 14h às 16h, com monitoria de Water da Silva Kelvim. E às 16h será a vez da oficina de fotografia com o fotógrafo Wellington Cordeiro.

Quem tratou do tema de ontem na Rede Blog

Encontrei referências ao tema de ontem da Rede Blog nos seguintes blogs:

O Vagalume
http://blogovagalume.blogspot.com/2009/10/rede-blog-miracemense_22.html

A Trolha
http://atrolha.blogspot.com/2009/10/depois-de-uma-rapida-ronda-virtual.html

Estou procurando o que fazer...
http://estouprocurandooquefazer.blogspot.com/2009/10/importancia-dos-blogs-na-formacao-e-no.html

Roberto Moraes
http://robertomoraes.blogspot.com/2009/10/rede-blog-abaixo-os-agiotas-da.html#comments

urgente!
http://urgente.blogspot.com/2009/10/um-rascunho-para-o-tema-de-hoje-na-rede.html

E você? Viu mais alguma?

[mercado 88]

Foto: César Ferreira

Uma bela ideia...


[Clique para ampliar]

quarta-feira, outubro 21, 2009

Um rascunho para o tema de hoje na Rede Blog

Tive um dia corrido e não consegui preparar nada decente sobre o tema de hoje na Rede Blog — “A importância dos blogs na formação e no debate político da região”. Apenas rascunho alguns exercícios:

- Pense no 11 de março de 2008 em Campos. Agora retire os blogs.

- Pense na cobertura das eleições 2008 em Campos. Agora retire os blogs.

- Até o Ururau, pense em como era a cobertura online da cidade. Agora retire os blogs.

- Pense no quase indecifrável mundo do Diário Oficial. Agora retire os blogs do Ricardo André e o do Cleber Tinoco.

- Pense em boas sugestões para a gestão municipal, fiscalização com qualidade e sucessivas informações em primeira mão. Agora retire o blog do Roberto Moraes.

- Pense em crítica ácida e sem poupar ninguém. Agora retire o blog A Trolha.

- Pense no melhor traço da cidade. Agora retire o blog do Waltinho.

- Pense numa crítica sem piedade à qualidade da imprensa local. Agora retire o Ururau Irado dos velhos tempos.

- Pense em textos mais densos e numa aproximação entre produção acadêmica e a realidade local. Agora retire o blog Outros Campos.

- Pense em ótimas dicas de um som que não está no segundo caderno. Agora retire o blog do Rodrigo Manhães.

- E por aí vai, de acordo com suas áreas de interesse.

Desorganização em concurso da PRF

A jornalista Elena Viana envia dois links com vídeos que mostram a desorganização do concurso para a Polícia Rodoviária Federal (PRF), no último domingo. Vários candidatos querem a anulação das provas. Aqui e aqui.

[mercado 88]

Foto: César Ferreira

Estudantes prometem fechar a Rui Barbosa daqui a pouco

O movimento estudantil em Campos promete fechar, daqui a pouco, às 17h, por 20 minutos, a avenida Rui Barbosa, no Terminal Rodoviário Urbano, para reivindicar o cumprimento da Lei do Passe Livre.

O ato está sendo organizado pela União da Juventude Socialista e prevê que os estudantes permaneçam sentados na pista durante 20 minutos.

"Será um ato inovador e impactante para Campos dos Goytacazes, onde os jovens prometem sentar por aproximadamente 20 minutos no meio da avenida, para, assim, fazer com que a população pare e "olhe" pelos direitos da Juventude", afirmam os organizadores.

Importância dos blogs é tema da Rede Blog hoje

"A importância dos blogs na formação e no debate político da região" é o tema escolhido na enquete para pautar a Rede Blog nesta quarta, 21.

Vamo que vamo!

Hoje é dia de Rede Blog! Veja quem participa:

Hoje é dia de Rede Blog. Veja quem participa:

1 - A Patuléia do Brejo – Eugênio Soares - http://ce.lemos.blog.uol.com.br/
2 - Aspectos - Wesley Machado - http://www.aspectos.blog.br/
3 - Comentários do Cotidiano - Fabio Siqueira - http://fabiosiqueira.blogspot.com/
4 - Converse com Sérgio Diniz – http://www.sergiodinizescreve.blogspot.com/
5 - Desenvolvimento de Erros - Sagaz - http://www.sagazcarvalho.net/blog/blog/
6 - Diário de Classe – Coletivo - http://ddclasse.blogspot.com/
7 - Eu penso que... - Ricardo André - http://www.ricandrevasconcelos.blogspot.com/
8 - Geraldo Pudim - http://www.geraldopudim.com.br/blog/
9 - Imagina - Jules Rimet - http://www.imagina.blogspot.com/
10 - Leandro Azevedo - http://leandrowebmaster.blogspot.com/
11 - Luciano Azevedo - http://www.lucianoazevedo.com/
12 - Luiz Felipe Muniz - http://luizfelipemuniz.blogspot.com
13 - Márcio Fernandes - http://marcioffernandes.blogspot.com/
14 - Mumunha Futebol Clube – Álvaro Marcos - http://mumunha.blogspot.com/
15 - Palabrasti - Victor Dahia - http://palabrasti.blog-se.com.br/
16 - Refúgio do Camelo e do Dromedário - João Ventura - http://joaosucubu.blogspot.com/
17 - Retrato 3x4 - Wellington Cordeiro - http://retratotresporquatro.blogspot.com/
18 - Roberto Moraes - http://robertomoraes.blogspot.com/
19 - Sepé - Fabiano Seixas - http://www.fabianoseixas.blogspot.com/
20 - urgente! – Coletivo - http://urgente.blogspot.com/
21 - Ururau Irado - http://ururauirado.wordpress.com/
22 - Verbo Solto - Fátima Nascimento - http://www.verbosolto.blog-se.com.br/
23 - Vitor Longo Braz - http://www.blogvitorlongo.blogspot.com/
24 – Fatos, fotos e afins - Gustavo Rangel – http://fotosfatoseafins.blogspot.com/
25 - Rafael Borba - http://rafaborba.blogspot.com/
26 - A Trolha - http://atrolha.blogspot.com/
27 - Diego Rangel - http://diegorangell.blogspot.com/
28 - Novo Céu Nova Terra - Fávio Mussa Tavares - http://novoceuenovaterra.blogspot.com/
29 - Todo amor que houver nessa vida - Gervásio Neto - http://todoamorquehouver-neto.blogspot.com/
30 - Dentro da minha cabeça - Rodrigo Rosselinni - http://www.rosselini.blogspot.com/
31 - Fanatismo Indeciso - Rodrigo Manhães - http://fanatismoindeciso.blogspot.com/
32 - Super Energia - Marcos Valério - http://super-energia.blogspot.com/
33 - Dendrito - Yuri Amaral - http://www.dendrito.blogspot.com/
34 - Todos os sonhos de Abril - Ana Paula Motta - http://www.clube-de-leituras.net//blogs/apaulamott
35 - Rogério Valadares - http://rogeriovaladares.blogspot.com/
36 - Soprador de Vidro - Gustavo Landim Soffiati - http://sopradordevidro.blogspot.com/
37 - Palavras de um futuro bom - http://bommemorias.blogspot.com/
38 - Vírus na Matrix - Bruno Reis - http://www.virusnamatrix.blogspot.com/
39 - Caído em Campos - Gustavo Alejandro Oviedo - http://caidoemcampos.blogspot.com/
40 - Sociedade Blog – Coletivo - http://sociedadeblog.blogspot.com/
41 - Hiena - http://hiena-feliz.blogspot.com/
42 - Palavra Solta - Márcio Fernandes - http://www.palavrasolta.blog-se.com.br
43 - Sapientia - Jéssica Carvalho - http://sapientias.blogspot.com/
44 - Estou procurando o que fazer - Coletivo - http://estouprocurandooquefazer.blogspot.com/
45 - Agitador Cultural - http://m4iscultur4.blogspot.com/

RECENSEAMENTO


Caríssimos integrantes da Rede Blog,

Tenho notado que alguns dos blogs listados, que aderiram à Rede Blog ao longo do tempo, não mais existem ou não mais mantém atualizações. Para não agir de modo unilateral, e, talvez, cometer injustiças, optei por não retirar os nomes destes blogs da listagem.

Mas peço, no entanto, que façamos todos um esforço de atualização dos blogs participantes, para que saibamos exatamente quem ainda faz parte da Rede Blog, além de estimularmos novas adesões.

Vamo que vamo!

terça-feira, outubro 20, 2009

A imprensa diária está morrendo?

Foto: Agência Carta Maior

"O que é que agrava tão letalmente a velha decadência da imprensa escrita quotidiana? Um fator conjuntural: a crise econômica global que provoca a redução da publicidade e a restrição do crédito. E que, no momento mais inoportuno, se veio somar aos males estruturais do setor: a mercantilização da informação, o apego à publicidade, a perda de credibilidade, a queda de subscritores, a competência da imprensa gratuita, o envelhecimento dos leitores... Dezenas de diários estão em queda. Nos Estados Unidos já fecharam pelo menos cento e vinte. E o tsunami golpeia agora a Europa."

Da Agência Carta Maior, apresentando artigo de Ignácio Ramonet [foto], aqui.

[mercado 88]

Foto: César Ferreira

segunda-feira, outubro 19, 2009

Para quem é do samba

A passista Aucilene Freitas manda avisar que nesta semana tem samba na quinta e na sexta. Dia 22 é na quadra dos Psicodélicos, 22h, com Lene Moraes e companhia. No dia 23 é no Mercado, 19h, com o tradicional pessoal do Kanal. Êta lêlê!

[mercado 88]

Foto: César Ferreira

[coleguinhas]

Foto: Fátima Nascimento
Mostra Dois Olhares

Fátima Nascimento conta aqui que será aberta amanhã, às 19h, a sua exposição de fotografias "Dois Olhares", com imagens que captou no Pantanal Matogrossense. A mostra segue no Palácio da Cultura até o dia 3 de novembro.

Antunys na Plataforma
Jane Nunes informa aqui que Antunis Clayton estreia amanhã, às 7h, o programa Manhã Plataforma, na Rádio Plataforma. A emissora web pode ser ouvida aqui.

Coleguinhas experimentam
Álvaro Marcos e Simone Fraga ancoram as transmissões experimentais da Web Rádio do Sindipetro-NF, aqui.

O terror está de volta

Wellington Cordeiro avisa aqui que no próximo dia 28 começa, no Sesc, a programação da edição 2009 da Outudotrash.

domingo, outubro 18, 2009

[mercado 88]

Foto: César Ferreira

Dois exemplos de um novo momento

A disputa simbólica parece de menor importância diante dos aspectos materiais mais visíveis do cotidiano. Um governo, por exemplo, parece ser avaliado mais constantemente pelos efeitos objetivos e palpáveis que proporciona. Mas os efeitos do discurso não podem ser negligenciados.

É por isso que pode ser considerado um grande feito a veiculação de duas recentes propagandas governamentais, aparentemente singelas, mas de um significado histórico bastante relevante.

Uma é a campanha “Direito de Saber”, da CGU (Controladoria Geral da União), que estimula, de modo didático e popular, a cidadania a fiscalizar os gastos do governo, por meio do Portal da Transparência (www.portaldatransparencia.gov.br). Não tenho notícia de iniciativa semelhante, no governo federal, em toda a história “deste País”, como diria o presidente Lula.

A opção pela linguagem publicitária popular e extremamente persuasiva revela a intenção de, realmente, levar o cidadão a acessar as informações sobre as contas do governo e a fiscalizá-las. Não se trata apenas, portanto, de uma formalidade burocrática, coisa que uma propaganda mais fria poderia dar conta.

Em uma das peças, o personagem “Pedro” mostra que sabe tudo sobre rios e córregos, demonstra orgulho em conhecer onde deságuam na sua região, mas se “surpreende” ao ser perguntado sobre onde vão parar os recursos públicos. “Uai, sô, esse trem eu não sei não”, responde. Algo semelhante acontece com o taxista Haroldo e com o místico Lauro, nas outras peças da campanha, sempre com alguma dose cômica, que torna mais eficiente e atrativa a mensagem.

Outra campanha que pode ser considerada simbólica de um novo tempo democrático no País é a que busca informações sobre desaparecidos políticos da Ditadura Militar brasileira. A responsabilidade é da Secretaria de Comunicação da Presidência da República, em parceria com o Arquivo Nacional.

A campanha, chamada “Memórias Reveladas”, teve as peças de televisão dirigidas por três cineastas que fizeram filmes sobre a ditadura militar: Cao Hamburguer (“O Ano em que Meus Pais Saíram de Férias”), Helvécio Ratton (“Batismo de Sangue”) e João Batista de Andrade (“Vlado - 30 Anos Depois” e “Travessia”). Todos tiveram liberdade autoral para registrar casos reais de famílias que, até hoje, não sabem o que realmente aconteceu com os seus filhos. Também foi disponibilizado um site (www.memoriasreveladas.arquivonacional.gov.br) e um telefone (0800 701 2441) para o envio de informações sobre os desaparecidos.

São dois exemplos que não dizem tudo sobre este momento brasileiro, mas dizem muito.

[Artigo publicado na edição de hoje do Monitor Campista]

sábado, outubro 17, 2009

Rede Blog Miracemense

Inspirada na Rede Blog de Campos, a blogueira Angeline Coimbra, do ótimo O Vagalume, publicou hoje lista que busca articular os blogs da cidade. Seu post diz assim:

"REDE BLOG MIRACEMENSE

Só para incentivar ainda mais a visita aos blogs miracemenses, divulgamos abaixo a lista de blogs que conhecemos na cidade, ou a ela relacionados:

http://webradiomorroazul.blogspot.com/
http://blogdopenacho.zip.net/
http://blogdozfred.blogspot.com/
http://ceprudentedemoraes.blogspot.com/
http://cdlmiracema.blogspot.com/
http://clubexvfantasy.blogspot.com/
http://miracema1rj.blogspot.com/
http://miracemaestadodorj.blogspot.com/
http://moinhodepaz.blogspot.com/
http://fotolog.terra.com.br/aminatur
http://cadeiradebar.blogspot.com/
http://sec-miracema.blogspot.com/
http://trailclubmiracemarj.blogspot.com/
http://vicentinosdemiracema.blogspot.com/
http://pvmiracema.blogspot.com/
http://justinomiracemarj.blogspot.com/

A blogosfera miracemense cresce a cada dia e provoca um certo descontentamento daqueles que temem a publicidade e a transparência. Essa é mais uma forma de demonstrar a força dessa ferramenta de utilização mundial, para fins diversos, mas que marca um grande avanço na democracia.

Em Portugal, o termo blog é escrito "blogue", apesar de não utilizarmos sempre, preferimos a forma dos lusitanos, que privilegia a língua portuguesa.

A manifestação contrária é um exemplo da força desse veículo!
Além do mais, gostaríamos de ressaltar aqui uma coisa interessante que lemos há poucos dias sobre os blogs, apesar de ter esquecido o autor: "A imprensa fiscaliza os políticos e os blogs fiscalizam a imprensa".

"SIGAMOS EM FRENTE, REDE BLOG MIRACEMENSE!""

Vamo que vamo!

[Atualizado às 11h24 de 18/10/09, para inclusão de mais um blog]

[mercado 88]

Foto: César Ferreira

Povo da Mercearia Campista resolve todos os problemas da imprensa local



Programa na íntegra, que também discutiu Porto do Açu e Legalização das Drogas, vai ao ar a partir desta segunda, 22h, na Mult TV (Canal 8 da Viacabo e ao vivo em www.multtv.com.br). Durante a semana as reprises acontecem às 19h e às 22h.

Características desse cão perdido

sexta-feira, outubro 16, 2009

Campanha corre solta na internet



[Outros do gênero aqui]

[mercado 88]

Foto: César Ferreira

quinta-feira, outubro 15, 2009

Para presidente da ACIC, bicicletário no Calçadão é "poluição visual"

Reprodução do Monitor Campista na web
O Monitor Campista publicou hoje matéria atribuída à Assessoria de Comunicação da ACIC (Associação Comercial e Industrial de Campos), onde o presidente da entidade, Amaro Ribeiro Gomes, critica a presença de bicicletários no Calçadão. O aglomerado de bicicletas foi chamado por ele de "poluição visual".

Gomes pede que os bicicletários sejam instalados próximos à ponte Rosinha, bem mais distantes do Calçadão.

É bem típico da mentalidade comercial campista este tipo de queixa. Na verdade, o que Campos e todas as cidades precisam é de menos carros no centro, e não de menos bicicletas.

Recomendo ao presidente da Acic a leitura deste post aqui, de onde veio a foto aí ao lado (um bicicletário em Barcelona), onde o professor Declev Reynier Dib-Ferreira lista várias iniciativas interessantes de uso de bicicletas em cidades européias.

Pau na Mercearia!

Ainda dá para ver a íntegra deste programa na Mult TV (Canal 8 da Via Cabo ou em www.multtv.com.br), às 19h e às 22h, até esta sexta, 16.

Participe da enquete da Rede Blog

Está no ar a enquete que escolherá o tema da Rede Blog do próximo dia 21. As sugestões vieram daqui do urgente! ("NF-2016 - Como estará a nossa região no ano das Olimpíadas do Rio") e do Blog do Roberto Moraes ("A importância dos blogs na formação e no debate político da região").

Todo mês, cinco blogs, obedecendo a um rodízio entre os integrantes da Rede Blog, têm a oportunidade de indicar temas. Se o seu blog ainda não participa, peça a inclusão aí nos comentários.

Vamo que vamo!

[mercado 88]

Foto: César Ferreira

quarta-feira, outubro 14, 2009

[mercado 88]

Foto: César Ferreira

Uma flor de ministro

Foto: Antônio Cruz/ABr
Ótima a imagem do repórter fotográfico Antônio Cruz, da Agência Brasil, do ministro da Justiça, Tarso Genro, durante solenidade de posse, hoje, dos 48 integrantes do Conselho Nacional de Segurança Pública (Conasp).

Choro hoje no Sesc

Foto: Valmir Oliveira
O Sesc Campos promove hoje o show “Aos eternos chorões”, com o grupo Regional(In)Brasil, às 19h. No repertório estarão compositores como Pixinguinha, Jacob do Bandolim, João de Barro, Ernesto Nazareth, Waldir Azevedo, Catullo da Paixão Cearense e Benedito Lacerda. O grupo é formado pelos músicos, Wagner Moreira (flauta), Marcelo Fortunato (cavaquinho), Sebastião Floriano “Tico” (violão), e pela cantora Maria Fernanda.

Encontro de uma vocação regional

Cachaceiros, uni-vos. Acontece neste sábado, 17, a partir das 9h, o III Encontro Anual dos Alambiques de Quissamã e Região, no Parque de Exposições do município. A programação inclui palestras, visitas e degustação.

"É preciso reconceituar o jornalismo"

"Não faz mais nenhum sentido chamar de Jornalismo o que fazem as corporações de mídia. Quem se preocupa com o lucro em primeiro lugar não é uma instituição jornalística. Não pode ser. Quando uma empresa passa a ter como principal meta o lucro, essa empresa pode ser tudo, menos uma instituição jornalística. E aí não importa a quantidade de estrutura e dinheiro disponível, pois a prática jornalística é de outra natureza. Exemplo: eu posso passar uma semana no Complexo do Alemão com um lápis e um bloco de papel. Posso chegar até lá de ônibus. Posso bater o texto num computador barato. Mesmo assim, se a publicação para onde escrevo for jornalística, vou ter mais condições de me aproximar da realidade do que uma matéria veiculada pelas corporações de mídia.

(...)

Isso precisa ficar bem claro. Claro como a luz do dia. Para que as corporações pareçam ridículas quando proclamarem delírios do tipo: “somos democráticas”, “únicas com capacidade de fazer jornalismo”, “imparciais” e por aí vai. Fazer Jornalismo não tem esse mistério todo. Em síntese, é você contar uma história. Essa história deve ter alguns critérios que justifiquem sua publicação. Alguns deles aprendemos nas faculdades e são válidos; outros são ensinados, mas devem ser vistos com cautela. E outros simplesmente ignorados. Mas, no fundo, o importante é ser fiel ao juramento do jornalista profissional: “A Comunicação é uma missão social. Por isto, juro respeitar o público, combatendo todas as formas de preconceito e discriminação, valorizando os seres humanos em sua singularidade e na sua luta por dignidade”.

Essa frase, quase uma declaração de amor, não é minimamente observada pelas corporações de mídia. Vejamos: elas não têm espírito de missão, não respeitam nada, nem as leis, estimulam o preconceito, discriminam setores inteiros da sociedade, violam os direitos humanos e não sabem o significado da palavra “dignidade”.

De Marcelo Salles, na Caros Amigos, aqui.

terça-feira, outubro 13, 2009

Teria sido uma armação?

"As famílias acampadas nos disseram que não roubaram nada, não depredaram nada. Depois da saída das familías, e antes da entrada da imprensa, o ambiente foi preparado para produzir imagens que impactaram a população. Propomos a constituição urgente de uma comissão independente que investigue a verdade".

De João Pedro Stédile, em entrevista à Folha de São Paulo, sobre as imagens de tratores e outros equipamentos supostamente quebrados em uma ocupação do movimento Sem Terra.

Íntegra aqui.

Atenção Rede Blog!

O dia 21 de outubro está chegando e está na hora de indicar temas para a Rede Blog. Os blogs que estão na vez de fazer sugestões para a enquete são os seguintes:

17 - Retrato 3x4 - Wellington Cordeiro - http://retratotresporquatro.blogspot.com/
18 - Roberto Moraes - http://robertomoraes.blogspot.com/
19 - Sepé - Fabiano Seixas - http://www.fabianoseixas.blogspot.com/
20 - urgente! – Coletivo - http://urgente.blogspot.com/
21 - Ururau Irado - http://ururauirado.wordpress.com/

Vamo que Vamo!

[mercado 88]

Foto: César Ferreira

segunda-feira, outubro 12, 2009

[mercado 88]

Foto: César Ferreira

domingo, outubro 11, 2009

[mercado 88]

Foto: César Ferreira

Legalize já

A edição de setembro do Le Monde Diplomatique Brasil trouxe um conjunto de artigos que sustentam a inviabilidade da manutenção da política de proibição do uso de drogas. Assim como tem ocorrido com a questão ambiental, este é um tema que o mundo precisa priorizar na agenda dos governos e das entidades dos movimentos sociais.

Fruto, especialmente, de um movimento moralista puritano nos Estados Unidos do início do século XX, a proibição do uso de drogas – na época, com maior foco sobre o álcool, com a aprovação, em 1919, da Lei Seca – se estabeleceu como política de estado e tem justificado investimentos bilionários em uma guerra sem fim.

O consumo não diminuiu, a violência aumentou, e a sociedade estigmatizou como sendo “criminosas” milhões de pessoas que fazem uso de drogas, mas, no entanto, levam vidas como as de quaisquer outros cidadãos.

A humanidade sempre conviveu com o uso de substâncias entorpecentes. Seja em rituais religiosos, seja por puro lazer, seja para fugir da pressão da realidade – a famosa cervejinha no final do expediente não é outra coisa –, a experiência prazerosa das drogas pôde ser livremente vivenciada até o século XIX.

Os excessos, os danos à saúde, os crimes associados à falta de consciência ou à necessidade do consumo, a dependência que escraviza, são, por outro lado, os elementos que ganharam robustez no discurso moralista, aliado a outros interesses econômicos e políticos, e acabaram por estabelecer o amplo convencimento acerca da prática de proibir o uso das drogas.

No entanto, mesmo em relação a estes aspectos, a política de proibição se mostrou desastrosa. Os chamados “excessos” tendem a ser maiores quando os usuários de drogas são estigmatizados. Os impactos negativos sobre a saúde poderiam ser menores se políticas de redução de danos pudessem ser adotadas e campanhas de conscientização fossem livremente realizadas, o que também vale para a dependência química. E a criminalidade associada ao tráfico e ao uso poderia ser reduzida se comprar drogas hoje ilícitas fosse tão natural quanto comprar as drogas hoje disponíveis nas farmácias.

No próprio Le Monde, o repórter Caco Barcellos, entrevistado por Maíra Kubik Mano, conta que, num condado norte-americano, um juiz percebeu que os constantes assaltos a banco na comunidade estavam associados ao uso de cocaína. Com salários baixos, alguns usuários se tornaram assaltantes para saciar a dependência da droga.

Nos julgamentos destes casos, ele passou a oferecer a oportunidade que o réu escolhesse entre a prisão e o tratamento com acupuntura, de modo a manter o uso em volumes suportáveis pela saúde do usuário e compatíveis com o seu bolso. Se o condenado, depois de um determinado período, chegasse a consumir 10% do que consumia à época do assalto, o juiz o liberava. O próprio Barcellos assistiu cerca de 50 julgamentos assim. O número de assaltos caiu 80%.

[Artigo publicado na edição de hoje do Monitor Campista]

sábado, outubro 10, 2009

[mercado 88]

Foto: César Ferreira

Lula remarca Confecom para 14 de dezembro

Da Ascom do Ministério das Comunicações

O governo decidiu transferir para 14 a 17 de dezembro a realização da 1ª Conferência Nacional de Comunicação (Confecom). A nova data foi definida para compatibilizar a agenda do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Como ele viaja para o exterior no início de dezembro, não poderia participar do evento, convocado inicialmente por ele mesmo para 1º a 3 de dezembro.

A decisão de transferir a data da conferência foi definida pelo presidente em reunião com os ministros Hélio Costa (Comunicações), Franklin Martins (Secom) e Luiz Dulci (Secretaria Geral da Presidência) na tarde de quarta-feira. O anúncio foi confirmado pelo presidente da comissão organizadora nacional da 1ª Confecom, Marcelo Bechara, na manhã desta sexta-feira, 9 de outubro. O decreto de convocação deve ser publicado no Diário Oficial da União na próxima semana.

De acordo com Bechara, como foi o presidente quem convocou, ainda em abril, a conferência, somente ele pode abrir o evento. “É desejo do presidente Lula participar da abertura da conferência de comunicação, a primeira a ser realizada na história do país. É natural que ele possa adequar sua agenda para participar da abertura, que acontece no dia 14 de dezembro”, justificou o consultor jurídico do Ministério das Comunicações.

sexta-feira, outubro 09, 2009

[mercado 88]

Foto: César Ferreira

quinta-feira, outubro 08, 2009

Central Única de Favelas em Campos


A Central Única de Favelas (Cufa), organização não governamental, criada no Rio de Janeiro e que hoje tem braços espalhados por todo o Brasil, também tem uma representação em Campos. A Cufa/Campos nasceu há poucos meses e já carrega em sua curta história de vida algumas boas realizações.
Campos, em pouco tempo, montou o seu time de Basquete de Rua, e em um feito inédito e mais do que heróico, chegou ao segundo lugar no Campeonato Brasileiro de Basquete de Rua, derrotando várias equipes tradicionais.
O diretor da Cufa/Campos é Sandro Cesário, ex-jogador de vôlei da AABB e um dos mais ativos militantes do movimento negro de Campos, embora tenha atuado muito mais no underground.
Na foto, os bravos jogadores da Cufa/Campos levantando o prêmio de Vice-Campeão Brasileiro de Basquete de Rua. Mas, como Cesário faz questão de ressaltar, a Cufa/Campos não é só Basquete de Rua, ou só Hip Hop, ela tem projetos esportivos e sócio culturais e musicais e "está na correria" atrás de parceiros para colocar em prática todos os seus projetos.

Para entrar em contato: sandro.campos.rio@cufa.org.br
Também vale dar uma olhada no blog da entidade em Campos que é atualizado diariamente: cufacampos.blogspot.com
A Cufa - Segundo o site oficial da Cufa, a entidade "foi criada a partir da união entre jovens de várias favelas do Rio de Janeiro – principalmente negros – que buscavam espaços para expressarem suas atitudes, questionamentos(...)"
A organização tem o rapper MV Bill como um de seus fundadores e a cantora Nega Gizza, outra forte referência do Hip Hop. O Hip Hop é a principal forma de expressão da CUFA e serve como ferramenta de integração e inclusão social.
Além da música, a entidade também tem outros projetos de igual importância como o Basquete de Rua, - cuja patente é da Cufa - o Break e o Graffiti.

Bancos devem voltar a funcionar nesta sexta

Os bancos devem voltar a funcionar nesta sexta, 09. A Confederação Nacional dos Bancários afirma aqui que indica a aceitação da contraproposta dos banqueiros, apresentada ontem, após 14 dias de greve. Hoje, sindicatos da categoria em todo o país realizam assembleias.

Como é comum nestes casos, é muito difícil que alguma região decida manter a greve isoladamente, após indicativo de aceitação feito pelo comando nacional da paralisação.

A Confederação considera que houve avanços em relação à primeira proposta da Fenaban (que saltou de 4,5 para 6% de reajuste), que previa apenas a reposição da inflação do período e distribuição da PLR de até 4% do lucro líquido dos bancos.

"A nova proposta garante aumento real de salário e mantém a distribuição de até 15% do lucro líquido na PLR através de uma fórmula que trará mais ganhos para os bancários com a alteração da parcela adicional", avaliam os sindicalistas.

[mercado 88]

Foto: César Ferreira

Boletim explica como usar programa que estima receitas em royalties

Está no ar a edição de setembro do Boletim Petróleo Royalties & Região, do Mestrado em Planejamento Regional e Gestão de Cidades da UCAM. Este número publica um guia para utilização do programa que permite estimar receitas dos royalties e participações do petróleo no estado do Rio. Para abrir a publicação em pdf, clique aqui.

Universidade autoriza travestis e transexuais a usar nome social em documentos acadêmicos

Alex Rodrigues / Da Agência Brasil

Alunos transexuais e travestis da Universidade Federal do Amapá (Unifap) conquistaram, na semana passada, o direito de passar a usar seus nomes sociais (como preferem ser chamados) em documentos acadêmicos, com exceção do diploma. A resolução, inédita no Brasil, foi aprovada por unanimidade pelo Conselho Superior da entidade e embora ainda não tenha sido publicada, deve entrar em vigor em janeiro de 2010.

Além de estabelecer a possibilidade de os alunos optarem por incluir seus nomes sociais nos documentos estudantis de todos os órgãos e colegiados da instituição, como carteirinha da biblioteca, certidões e no diário de classe, a resolução determina que travestis e transexuais devem ser respeitados nas chamadas de presença às aulas e em eventos acadêmicos como formaturas e entrega de premiações

Com a medida, a universidade afirma estar estimulando as discussões sobre os direitos dos estudantes e promovendo a inclusão das minorias discriminadas no ambiente universitário, ainda que, até o momento, não haja qualquer levantamento sobre quantos alunos poderão se beneficiar com a resolução.

[Mais, aqui e aqui]

A Agência Wellington Cordeiro Press informa:

O Projeto Conexões Urbanas pretende continuar com o trabalho de oferecer acesso às populações da periferia, como também dos bairros centrais às opções culturais que trabalhem não apenas o entretenimento, mas também que integre os jovens à sociedade urbana tendo como ferramenta de difusão os elementos da cultura urbana: skate, rap, fotografia, cinema, arte e cidadania.

O projeto vai se estender até o final do ano, mantendo a base da pista monitorada com oficina de skate, as outras atrações como oficinas, apresentações musicais e mostras de filmes serão elaboradas mensalmente.

O projeto é uma realização do SESC Campos e todas as atividades serão desenvolvidas na própria unidade.

Confira a programação de outubro - 2009

Sábado – Dia 10/10

Pista monitorada/Oficina de Skate – Oficineiro: Water da Silva Klen -
10, 11, 17 e 18 de outubro - 14h às 16h

Com vasta experiência no esporte, Water integra o grupo de skatistas Over Coming. Com a oficina pretende-se orientar os iniciantes no esporte de forma a criar uma cultura esportiva saudável, tendo como base os preceitos de cidadania.

Oficina de RAP – Oficineiro: Dizza Raga - Gratuito
10, 11, 17 e 18 de outubro - 16h às 18h

O rap tem uma batida rápida e acelerada e a letra vem em forma de discurso, muita informação e pouca melodia. Geralmente as letras falam das dificuldades da vida dos habitantes de bairros pobres das grandes cidades. O oficineiro será o rapper Dizy Ragga, músico campista que vem conquistando espaços no cenário musical regional com um estilo marcante e letras de grande apelo social. Gratuito
Domingo – dia 11/10

Mostra Cine Radical - 14h
Filme: Os Reis de Dogtown (Lords Of Dogtown)

quarta-feira, outubro 07, 2009

Empresa de Eike Batista anuncia descoberta na Bacia de Campos

Divulgação Ascom OGX
A OGX Petróleo e Gás Participações S.A., empresa do grupo MMX, do empresário Eike Batista, informou hoje que foi constatada a presença de óleo no poço 1-OGX -1-RJS, localizado no bloco BM-C-43, em águas rasas da parte sul da Bacia de Campos. A OGX detém 100% de participação neste bloco.

De acordo com a empresa, o poço OGX-1, localizado a aproximadamente 85 km da costa, encontra-se em perfuração e novos objetivos deverão ser atingidos. Foi perfurada uma coluna de hidrocarboneto superior a 100 metros com uma espessura porosa em torno de 40 metros.

O maravilhoso mundo da classe média brasileira

"O médio-classista encara o trânsito como se fosse uma grande batalha em defesa do seu direito individual prioritário de ir e vir, o que significa que cada indivíduo da Classe, no trânsito, tem prioridade um sobre o outro e vice-versa (numa estranha equação ainda não resolvida pela matemática). E todos têm prioridade sobre os pedestres (este ponto já é bem mais fácil de entender)."

Esta é uma, entre muitas outras, das boas tiradas do Classe Média Way of Life, blog que o bravo George Coutinho manda divulgar. Aqui.

users online