segunda-feira, agosto 31, 2009

Governo quer criar Petrosal e fundo social para o Pré-sal

Fábio Rodrigues Pozzebom/ABr
Mariana Jungmann
Da Agência Brasil

Brasília - O fundo social, cuja criação está prevista no marco regulatório do pré-sal, apresentado hoje (31) pelo governo, tem o objetivo de evitar a “maldição do petróleo”, segundo afirmou a ministra-chefe da Casa Civil da Presidência da República, Dilma Rousseff. O fundo é um dos projetos de lei que o governo encaminhou ao Congresso Nacional.

“Com isso, queremos evitar a maldição do petróleo, que é a manutenção da pobreza em países com grande produção”, disse Dilma. O fundo será criado para administrar e distribuir os recursos advindos do petróleo. As atividades prioritárias a serem financiadas por ele serão o combate à pobreza, o incentivo à educação, à cultura, à sustentabilidade ambiental e à inovação científica e tecnológica. Os recursos do fundo serão orçados e fiscalizados pelo Congresso.

De acordo com a ministra, um dos projetos enviados ao Congresso cria o modelo de contrato de partilha para a exploração do óleo de águas profundas, a ser adotado nas áreas que ainda não são objeto de concessão. “Teremos no Brasil o modelo misto, com contratos de partilha e também de concessão, como ocorre em vários outros países produtores de petróleo”.

No contrato de partilha, diferentemente do contrato de concessão vigente hoje, a empresa contratada empreenderá por sua conta e risco todas as operações exploratórias e será reembolsada pelo governo em óleo e gás. A Petrobras será a operadora que irá conduzir as atividades e providenciar a tecnologia, pessoal e recursos materiais necessários. A estatal também terá pelo menos 30% de participação no bloco. De acordo com Dilma, o critério para a escolha da empresa será um só: o percentual de óleo para a União.

Outro projeto de lei criará a empresa subsidiária da Petrobras, a Petrosal, que representar a União nos consórcios e comitês operacionais que serão montados com representantes das duas partes. O objetivo da nova empresa será “diminuir a assimetria” de interesses entre a União e as empresas prestadoras de serviços, explicou a ministra.

Zezé Motta nesta sexta no Sesi

Divulgação
A cantora e atriz campista Zezé Motta se apresenta nesta sexta, 4, 20h, no Teatro do Sesi, em Campos. O ingresso custa R$ 15 (inteira) e o público é limitado a 200 espectadores. O material de divulgação informa que a cantora apresentará, "além das canções que fizeram mega sucesso na sua voz como "Senhora Liberdade", "Crioula", "Magrelinha", "Bapá Alapalá" e "Muito prazer Zezé"", que foram compostas para ela, outras do seu repertório como "Chega de Saudade", "Trocando em miúdos", "Pecado Original", "Ritah Bahiana", "Dores de Amores", "Tem dó", "Noite do meu bem" e "Bola de meia Bola de Gude".

domingo, agosto 30, 2009

Jornalistas mantêm defesa da profissão

Na quinta passada, a Câmara Federal realizou audiência pública para discutir a obrigatoriedade da formação em nível superior para o exercício do jornalismo. Estiveram presentes representantes da Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj), do Fórum Nacional dos Professores de Jornalismo (FNPJ), da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), das universidades, dos estudantes e parlamentares envolvidos com o tema. Entidades que reúnem as empresas jornalísticas foram convidadas, mas não enviaram seus dirigentes.

Assistindo à sessão, tem-se a impressão de que o Legislativo brasileiro está convencido da necessidade de desfazer o equívoco do Supremo Tribunal Federal (STF). Esta prerrogativa foi, inclusive, destacada pela deputada Maria do Rosário (PT-RS), que lembrou que cabe aos deputados legislar e exercer o seu papel de poder da República, e não apenas aceitar sem discutir as decisões da Justiça.

Tradicionalmente a posição do Congresso Nacional tem sido a da defesa da obrigatoriedade da formação superior para atuar no jornalismo, desde a aprovação da primeira lei que a estabeleceu, em 1969. Os congressistas confirmaram este princípio em 1979, o mantiveram na Constituição de 1988 e aprovaram em 2006 uma regulamentação para a profissão que também previa a necessidade do diploma – esta última iniciativa, no entanto, foi vetada pelo Presidente Lula.

As pressões contra o diploma, no entanto, são poderosas. E grande parte dos próprios congressistas são detentores de concessões de rádio e TV país afora e têm interesse que nenhuma regra pouse sobre a atividade jornalística. Quanto mais ela se assemelhar a um exercício diletante, ou se confundir com liberdade de expressão, melhor. Quanto mais frágil for a profissão, mais fácil será domá-la.

Em ano pré-eleitoral, também não será surpreendente se alguma das propostas de emenda constitucional que prevêem a volta da obrigatoriedade do diploma – há uma na Câmara e outra no Senado – for aprovada no Legislativo e sofrer o veto do presidente Lula, como ocorreu com a regulamentação da profissão e a criação do Conselho Federal de Jornalismo. Na matemática do governante que deseja, claro, eleger o sucessor, não parece oportuno contrariar tão frontalmente grandes grupos de mídia.

O lado bom deste momento de insegurança jurídica pela qual passa o jornalismo, no entanto, é a ampliação da discussão do seu papel, das suas práticas e da sua legitimidade. Mais uma vez esta atividade é intimida a se firmar como profissão forte, com ethos definido e a defender como local de sua formalização o ensino superior, e não apenas as empresas jornalísticas.

[Artigo publicado na edição de hoje do Monitor Campista]

sexta-feira, agosto 28, 2009

Reubes renova o vigor do rock na cidade

Assistir a um show de Reubes Pess e banda, como o que aconteceu nesta noite, na semi-arena do Palácio da Cultura, renova a crença de que esta cidade é viável. Seu tributo a Raul Seixas acabou funcionando como uma injeção de esperança de que o rock voltará a ter o seu espaço no cenário musical de Campos. Depois da Virada Cultural Luizz Ribeiro, esta foi a melhor noite musical do ano.

Apesar de uma ou outra pausa que quebrava o ritmo da apresentação, e de um atraso comum mas que poderia ser evitado, o show teve momentos dignos do homenageado, tanto nas canções apenas ao violão quanto em pegadas mais densas como Gita, Eu Nasci há Dez Mil anos Atrás e Sociedade Alternativa.

Outro aspecto bacana do show foi a sucessão de convidados que dividiram o palco com Reubes, mostrando a diversidade de novas promessas da música na cidade e na região. Entre eles esteve Luizz Ribeiro, que voltou a se apresentar depois de seis meses de um tratamento médico que o afastou temporariamente da guitarra.

Antes do show, o presidente da Fundação Cultural Jornalista Oswaldo Lima, Avelino Ferreira, anunciou que o Parque Alberto Sampaio será reformado e que a arena voltará a abrigar shows. Aguardemos.

João Ventura comenta "Mera Coincidência" neste sábado, na AIC

Foto: http://www.newline.com


Alicinéia Gama/Release da AIC

A edição de agosto do Cine Jornalismo da AIC será com o filme ‘Mera Coincidência’ (EUA, 1997). A exibição será neste sábado, dia 29, às 16h, no auditório da Associação de Imprensa Campista (Rua Tenente Coronel Cardoso, 460, Centro), seguida de bate-papo com o jornalista João Ventura. A entrada é franca.

Na trama, a poucos dias antes da eleição, o presidente dos Estados Unidos (Michael Belson), se vê envolvido em um escândalo sexual e, diante deste quadro, não vê muita chance de ser reeleito. Assim, um dos seus assessores entra em contato com um produtor de Hollywood (Dustin Hoffman) para que este "invente" uma guerra na Albânia, na qual o presidente poderia ajudar a terminar, além de desviar a atenção pública para outro fato bem mais apropriado para interesses eleitoreiros.

Os filmes selecionados para o projeto (que começou em março e segue até novembro) sugerem infinitas possibilidades de temas ou associação de temas, como a questão da ética, o cotidiano desgastante da profissão, o desencanto com a atividade, à pressão do poder e da censura.

Idealizado pelo vice-presidente da AIC, Vitor Menezes, o Cine Jornalismo, foi pensado com a proposta de criar uma data e um local aonde, a pretexto de assistir a um filme sobre jornalismo, jornalistas, estudantes de jornalismo e demais interessados discutam não necessariamente o filme em si mesmo, mas a própria profissão, a partir dos temas que o filme levanta.

Filme Mera coincidência
Dia 29/08 - 16h
Auditório da Associação de Imprensa Campista — Rua Tenente Coronel Cardoso, 460, Centro.
Entrada franca

[Programação completa aqui]

Me tirem do mailling!

Dois releases enviados hoje pela Prefeitura de Quissamã chegam a ser uma maldade para com os campistas. Ô inveja!

Olha só:

Foto: Genilson Pessanha/Secom PMQ

Alexandra Moreira, Luciene Figueiredo, Luiz Gustavo Pessanha e Márcia Bibiane durante a visita ao Complexo Machadinha

28/08/09
Release para Imprensa

Quissamã recebe técnicos do Sistema Estadual de Museus

A presidente da Fundação de Cultura e Lazer, Alexandra Moreira Gomes, recebeu, nesta semana, representantes da Superintendência do Sistema Estadual de Museus para conhecerem o patrimônio histórico-cultural de Quissamã. Esta visita faz parte de um projeto de política integrada com os municípios fluminenses, a partir da valorização do patrimônio local. Na ocasião, Alexandra foi informada que Quissamã sediará, em novembro, uma oficina de recuperação de documentos, que contará com a participação de gestores de cultura de todas as cidades integrantes do Sistema de Museus.

Para a presidente, esta visita representa a repercussão do sucesso do trabalho realizado pela Prefeitura no resgate da identidade cultural do município. “Estamos nos tornando referência regional na restauração do patrimônio histórico, graças à dedicação de toda a nossa equipe. Além disso, com a vinda dessas especialistas, temos a oportunidade de ampliar nossos horizontes trocando experiências somando forças para novas propostas”, destacou.

O Sistema Estadual de Museus foi criado em março deste ano durante o I Fórum de Museus do Estado. O objetivo é incentivar e apoiar os museus de todo o território fluminense, a fim de que eles cumpram a missão de fortalecer a história e a identidade cultural das cidades em que atuam, além de desenvolver políticas e programas conjuntos de preservação do patrimônio.

Outra proposta deste sistema é estimular e apoiar a implementação de novas instituições de cultura, prestar consultoria aos museus, estimular programas de qualificação profissional na área museológica, além de, no futuro, estabelecer um banco de dados dos museus e seus acervos.

No roteiro, foram visitados todo o centro histórico - Centro Cultural Sobradinho, Cine Quissamã, a Réplica da Estação Ferroviária do Centro; e a Casa de Mato de Pipa -, o Solar da Mandiquera; o Complexo Cultural Fazenda Machadinha, e por último, o Museu Casa Quissamã, onde foi contada sua história, além dos detalhes sobre o restauro e da aquisição dos bens contidos naquele prédio.

“Aqui a cidade está viva”, resumiu a superintendente do Sistema de Museus, Márcia Bibiane, impressionada com tudo que encontrou no município desde sua última visita, em 2000. “Faz uma grande diferença a atenção e o cuidado da administração local em relação à memória. É de emocionar”, disse.

Segundo ela, a restauração mostra toda uma preocupação na manutenção dos aspectos históricos do espaço. “Foi tudo bem pensado, amparado pelos critérios técnicos de restauro com os órgãos especializados neste setor”, avaliou Márcia, após a saída do Museu.

Para o prefeito Armando Carneiro esta visita é muito importante para justificar as políticas públicas de gestão de cultura vigentes e também para reforçar as parcerias com o Governo do Estado. “Acreditamos que o resgate histórico pode fomentar o turismo daqui da cidade”, ressaltou.

Participaram também da visita, a museóloga Luciene Figueiredo e a bibliotecária, Ana Cristina Ferreira do Valle.


28/08/09
Release para Imprensa


Prefeito assina cessão provisória da Estação de Conde

O prefeito Armando Carneiro assinou, nesta semana, o termo de cessão provisória de uso gratuito do imóvel referente à área do triângulo ferroviário da localidade rural Conde de Araruama, que engloba a estação de mesmo nome, a antiga casa do agente e a área do pátio ferroviário, totalizando uma área de 23.743 m2 às margens da RJ-196. A assinatura aconteceu na sede do Serviço do Patrimônio da União (SPU), no Rio.

De acordo com o documento, a Prefeitura está autorizada a utilizar gratuitamente o imóvel exclusivamente para fins de implantação do Conjunto Histórico da Estação de Conde de Araruama. A idéia é promover a perpetuação da memória ferroviária, além de contribuir para o desenvolvimento local.

Com isto, o restauro, a manutenção e a conservação do imóvel ficará a cargo da administração pública municipal. O prédio passará, a partir daí, a ter utilização sócio-cultural, sendo transformado em um Centro Histórico, expondo documentos e objetos relativos à sua importância, além de servir como ponto de receptivo turístico.

Segundo a presidente da Fundação de Cultura e Lazer, Alexandra Moreira Gomes, esta cessão é mais uma conquista para o resgate histórico-cultural do município, além de ser mais um atrativo turístico para a população e visitantes. “Foram três anos lutando por este projeto, até ser regulamentada a medida provisória. O bom entrosamento do município com o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional – o IPHAN, na pessoa do Carlos Fernando, do Jorge Feijó Filho, do Serviço de Patrimônio da União (SPU) e representantes do Departamento de Infra-Estrutura de Transportes (DNIT) também foi muito significante”, ressaltou Alexandra.

O projeto de restauro prevê a integração do antigo armazém Ribeiro & Filhos (prédio histórico de 1879), que foi desapropriado em 2006 pela Prefeitura de Quissamã, além da área do entorno da antiga estação e do armazém. O armazém será recuperado respeitando a arquitetura e o material original da construção. Já a nova Estação vai dispor de uma cafeteria, espaço para exposição do acervo histórico, um stand, loja de souvenires, quatro banheiros, dois depósitos e administração.

Histórico - Com a fundação do Engenho Central de Quissamã, em 1877, foi construída uma estrada de ferro particular de 36 km de extensão, ligando a vila ao entroncamento com a Estrada de Ferro Macaé-Campos, na estação de Santa Fé, depois denominada Conde de Araruama. Instalada ramificações para todas as propriedades, o Engenho Central as servia com três locomotivas - denominadas Barão de Araruama, Quissamã e Baiana - e 40 vagões, incluindo três exclusivos para passageiros.

A estação de Conde de Araruama foi inaugurada em 1875, segundo o relatório do presidente da Província do Rio de Janeiro. Em 1879, foi aberto o primeiro trecho do ramal de Santa Maria Madalena, que saía de Conde. Este fechou para operações de passageiros em 1967, sendo que a parte inicial da linha, que seguia até Conceição de Macabu continuou operando até os anos 1990, justamente para transportar material para a Usina Victor Sence.

“É um patrimônio que estava se perdendo ao longo do tempo. Com o repasse deste imóvel para Quissamã, podemos tomar aproveitá-lo através desta cessão gratuita”, destacou o prefeito Armando Carneiro.

quinta-feira, agosto 27, 2009

Audiência na Câmara discute diploma de jornalistas

A Câmara Federal realizou na manhã de hoje audiência pública para discutir o Projeto de Emenda Constitucional (PEC) que prevê a obrigatoriedade do diploma de jornalista para o exercício da profissão. Confira abaixo a cobertura da Agência Câmara:

Fenaj: diploma para jornalista não foi exigência da ditadura
Deputada pede aprovação de projetos sobre profissão de jornalista
Líder estudantil critica decisão do STF sobre diploma de jornalista
Deputada critica decisão do STF e defende diploma para jornalista
OAB defende regulamentação para profissão de jornalista

quarta-feira, agosto 26, 2009

Povo da Mercearia discute destino do Canal Campos-Macaé




Elvis no vinil

A Noite do Vinil de hoje é com o som de Elvis Presley, o rei do Rock. Talvez até o próprio apareça. O furdunço do bolachão acontece toda quarta, às 22h, na Taberna Dom Tutty (rua das Palmeiras, 13, próximo ao Parque Alzira Vargas).

terça-feira, agosto 25, 2009

Malditos assessores!


Coleguinha recém formada, Jussara Nunes criou um blog de tirinhas especializado em jornalismo. Há muito mais aqui.

Simples assim

Olha aí mais um exemplo de projeto simples e barato, que desenvolve a autoestima da população a partir do conhecimento dos pontos históricos da cidade. É a caminhada do Centro Histórico de Quissamã, que acontece neste domingo, 30, com partida às 8h do Centro Cultural Sobradinho.

[Clique na imagem para ampliar o convite]

Tente outra vez

Ficou para a próxima sexta, 28, o Tributo a Raul Seixas, que seria realizado na sexta passada, na pracinha do Senai, e foi cancelado pelo Ministério público em cima da hora, depois de toda estrutura montada. O novo local para a apresentação é a Arena Cultural do Palácio da Cultura, às 19h.

O show foi idealizado e é interpretado pelo cantor campista Reubes Pess, que realiza performances no estilo do homenageado e preparou um grande repertório. Em 2009, fãs de Raul Seixas marcam com diversos eventos a passagem dos 20 anos da sua morte.

Audiência pública na Câmara discute diploma de jornalista nesta quinta, 27

Da Agência Câmara

A exigência do diploma universitário para o exercício da profissão de jornalista será debatida na próxima quinta-feira (27) em audiência pública conjunta das comissões de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática; e de Educação e Cultura.

O debate será realizado por iniciativa da deputada Professora Raquel Teixeira (PSDB-GO), que teve seus requerimentos de audiência pública subscrito por vários deputados nas duas comissões.

Além da discussão sobre a necessidade ou não de regulamentar a profissão de jornalista, a audiência também pretende avaliar as consequências da decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), que dispensou o diploma de curso superior de jornalismo para o exercício profissional na área.

"Há posicionamentos divergentes entre os diversos segmentos da nossa sociedade quanto à conveniência desse diploma. Por isso, julgo importante que se possa debater a exigência ou não de graduação para o exercício dessa profissão de grande relevância. Creio que chegaremos a uma decisão satisfatória para os profissionais, para os meios de comunicação e para a sociedade brasileira", argumentou Raquel Teixeira em seu requerimento.

Foram convidados para o debate:
- o ministro do STF Marco Aurélio de Mello;
- o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Cezar Britto;
- o presidente da Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj), Sérgio Murillo de Andrade;
- o presidente do Fórum Nacional de Professores de Jornalismo (FNPJ), Edson Spenthof;
- a presidente da Associação Nacional de Jornais (ANJ), Judith Brito;
- o presidente do Conselho de Reitores das Universidades Brasileiras (Crub), Gilberto Selber;
- o presidente da Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão (Abert), Daniel Pimentel Slaviero.

A audiência está marcada para as 9h30, no plenário 13.

segunda-feira, agosto 24, 2009

Audiência discutirá implantação de mineroduto e Porto do Açu

Da Agência Câmara

A Comissão de Minas e Energia realiza audiência pública na quarta-feira (26) para discutir a implantação de um mineroduto entre Minas Gerais e Rio de Janeiro e do complexo Porto do Açu, em São João da Barra (RJ). O debate foi proposto pelo deputado Bernardo Ariston (PMDB-RJ).

Ariston lembra que o complexo Porto do Açu, ao qual estará ligado o Mineroduto Minas-Rio, será um dos maiores investimentos em terminais portuários privados no Brasil e é um projeto de extrema importância para a região norte fluminense - uma das mais pobres do estado.

"Além das atividades portuárias propriamente ditas, que incluem cargas de minério de ferro, carvão mineral, granéis líquidos e cargas gerais, o complexo abrigará também unidades de pelotização e petroquímicas, um complexo siderúrgico, indústrias cimenteiras, empresas de processamento e beneficiamento de rochas ornamentais, uma usina termelétrica e um pólo metalmecânico", explica Ariston, informando que os investimentos devem superar os US$ 36 bilhões.

Foram convidados para o debate o presidente do Instituto Brasileiro de Siderurgia, Flávio Roberto Silva de Azevedo; a prefeita de São João da Barra (RJ), Carla Machado; e representante da prefeitura de Conceição do Mato Dentro (MG); do Ministério de Minas e Energia; da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Energia, Indústria e Serviços do Rio de Janeiro; da Federação das Indústrias do Rio de Janeiro; do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e de Recursos Naturais Renováveis.

A audiência está marcada para as 10h30 no plenário 14.

Próxima aglutinação da imprensa

Coleguinhas jornalistas que organizaram esta festa aqui já preparam a próxima aglutinação da imprensa. Será no dia 18 de setembro, às 22h, novamente no estúdio do fotógrafo Ricardo Avelino (Rua Alvarenga Pinto, próximo ao supermercado Ferreirão da Barão da Lagoa Dourada, na Pelinca). O ingresso custa R$ 20. Jornalistas das redações de todos os veículos e blogueiros estão convidados.

Câmaramed, o plano de saúde dos vereadores de Macaé

Não se pode dizer que os vereadores de Macaé não se preocupam com a saúde. Mês passado eles aprovaram, e agora circula de mail em mail, a resolução da mesa diretora que garante o pagamento das despesas médicas de todos eles. A decisão foi publicada no jornal O Debate. Clique na imagem para verificar.

Cineclube Sesc: Programadora Brasil

Memórias da Boca do Lixo

dia 25/08, às 19h, no Sesc Campos


A “Boca do Lixo” é uma região do centro de São Paulo tradicionalmente marcada pela prostituição, a criminalidade. Durante o final da década de 1960, vários pequenos produtores transferiram suas empresas para a região, que ao longo da década de 1970, transformou-se num dos maiores pólos de produção de filmes comerciais da história do cinema brasileiro. Comédias eróticas, filmes policiais, fitas de terror e até memso westerns estão entre os gêneros explorados pelos diretores e produtores da "Boca". Responsável por muitos dos maiores sucessos de bilheteria do cinema brasileiro entre o final dos anos 60 até a "era Collor", o cinema popular produziu na "Boca do Lixo" começou a perder fôlego no início dos anos 80, quando o mercado brasileiro foi invadido pelos filmes americanos de sexo explícito. A pá de cal no cinema da "Boca" veio com a extinção, nos anos 90, dos mecanismos que fiscalizavam a obrigatoriedade de exibição do filme brasileiro no mercado nacional.


Filmes que serão exibidos:


* Boca Aberta

Rubens Xavier , SP, 1984

Documentário realizado em 1984 sobre alguns dos principais protagonistas da cinematografia ligada à Boca-do-lixo, como Odi Fraga, realizador que dirigiu inúmeros longas, muitos deles sobre a temática do sexo explícito, Ozualdo Candeias, com uma filmografia mais autoral, e Toni Vieira, que dirigiu mais de 20 filmes. A rotina de atores e produtores ligados a este pólo de produção de filmes de apelo mais popular e que foram responsáveis pela produção das comédias eróticas das décadas de 60 e 70.


* Candeias: da Boca pra fora

Celso Gonçalves , SP, 2002

Um retrato original de um dos mestres do Cinema Marginal, Ozualdo Candeias, realizador dos clássicos “A Margem” e “Zezero”; genuinamente um cineasta do povo. Divertidos e controversos depoimentos de personalidades do cinema como Zé do Caixão, Carlos Reichenbach, Inácio Araújo e Jairo Ferreira.


* O Galante Rei da Boca

Alessandro Gamo e Luís Rocha Melo , SP, 2003

Também chamado de o "Rei da Boca", ou o "Produtor Biônico", A. P. Galante produziu de filmes de cangaço a comédias eróticas, dramas psicológicos e filmes policiais, passando por bang-bangs e filmes de kung-fu, num total de mais de 50 obras. Com depoimentos do prórpio Galante, trechos de seus filmes, imagens de São Paulo e da Boca do Lixo de ontem e de hoje e entrevistas inéditas com nomes como Carlos Reichenbach, Jairo Ferreira, Rogério Sganzerla, Inácio Araújo, Severino Dadá, Miro Reis, Sylvio Renoldi, Pio Zamuner, Antônio Meliande, Cláudio Portioli, Sebastião de Souza e João Silvério Trevisan (técnicos, diretores e críticos que fizeram a história do cinema brasileiro), O Galante Rei da Boca é um documentário que, com humor e a simpatia peculiares de seu personagem central, reflete e informa sobre o fazer cinema no Brasil.


* Soberano

Ana Paula Orlandi e Kiko Mollica ,

Reminiscências resgatam a trajetória do bar Soberano, símbolo da intensa e espontânea produção do movimento cinematográfico da Boca do Lixo.



Profissão blogueiro

Matéria da seção Empregos, da Folha de São Paulo de ontem [23/08/09], mostrou que cada vez mais empresas contratam profissionais de várias áreas para cuidar especificamente dos seus blogs e da presença em redes de relacionamento, como Facebook e Orkut. A reportagem registra que, somente em julho passado, 21,9 milhões de internautas brasileiros navegaram por blogs.

Esta demanda também está estimulando o nascimento de empresas de comunicação especializadas na manutenção de blogs e de relacionamento na internet. Uma delas é a Pólvora!, criada há um ano somente para atuar em mídias sociais na net.

A íntegra da matéria está aqui.

domingo, agosto 23, 2009

Ações judiciais contra blogs num papo da Mercearia

Abaixo, a polêmica da censura aos blogs em um dos papos do Mercearia Campista. Outros trechos do programa, aqui.



Idade de Campos pode ser rediscutida

Como pode que uma cidade com 174 anos tenha um jornal, como este Monitor, com 175 anos? E como pode que mesmo antes deste jornal tenham existido outros? Como explicar uma festa do padroeiro que se realiza há mais de 300 anos? Ou o fato de ter uma Câmara Municipal fundada no século XVII?

O marco que Campos dos Goytacazes passou a comemorar com mais ênfase, desde 1989, é o da elevação à condição de cidade, em 28 de março de 1835. Daí esta incongruência entre a sua idade divulgada e a sua real longevidade. Antes, dava-se mais ênfase ao 6 de agosto, na contagem da festa do padroeiro, e relativizava-se a importância de outros referenciais.

Se, para pesquisadores da história, esse pode ser um assunto menor, já que estas datas não encerram a verdade de uma época e, por isso, podem reduzir a possibilidade de compreensão de processos históricos complexos, por outro lado não é menos verdade que estes marcos orientam o senso comum e contribuem na construção de um certo pertencimento simbólico.

Só para exemplificar: no mesmo ato de 28 de março de 1835, Campos foi elevada à condição de cidade junto com Niterói e Angra dos Reis. A primeira comemora 436 anos neste 2009, tendo como marco inaugural a fundação da aldeia, por Araribóia, em 1573; enquanto Angra, também neste ano, comemora 507 anos, numa referência à chegada dos portugueses à região em 1502.

O assunto da necessidade de uma revisão no marco para a contagem não é novo. Já escreveram e sobre ele se preocupam pesquisadores como Avelino Ferreira, Silvia Paes, Orávio de Campos Soares e Jorge Renato Pereira Pinto. A novidade é que o primeiro, hoje presidente da Fundação Cultural Jornalista Oswaldo Lima, vai propor um debate no Conselho Municipal de Cultura – “assim que ele for organizado” – sobre a possibilidade de envio para a Câmara de Vereadores de um projeto para rever a idade da cidade.

Ferreira defende que o marco para contar a idade de Campos seja o da criação da Capitania de São Tomé, em 1532. Há ainda outros referenciais possíveis: a doação definitiva da Capitania a Pero de Gois (1536), a divisão da Capitania entre os Sete Capitães (1627), o início efetivo da colonização, com Salvador Corrêa de Sá e Benevides (1648), a instalação da primeira Câmara Municipal (1652), ou a fundação da Vila de São Salvador pelo capitão Gomes Ribeiro, em nome dos Assecas (1677).

O que não pode ser mantida é a situação em que Campos, uma senhora tão tradicional, não assuma a sua idade avançada.

[Artigo publicado na edição de hoje do Monitor Campista]

sexta-feira, agosto 21, 2009

MP determina cancelamento do Tributo a Raul

O Ministério Público Estadual determinou há pouco o cancelamento do show Tributo a Raul Seixas, com Reubes Pess e vários outros artistas, na praça do Senai, em Campos. O evento tinha previsão de início para daqui a instantes, às 22h.

Somente agora os organizadores tiveram conhecimento de um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) que proíbe eventos deste porte no local. O show tem apoio da Fundação Cultural Jornalista Oswaldo Lima.

Os músicos e técnicos já desmontam os equipamentos e tentarão, ao longo das próximas horas, avisar ao público sobre o cancelamento. Uma nova data e local serão marcados.

"Animaçãozinha" tosca contra censura


Minha pequena e tosca contribuição para o tema da Rede Blog de hoje.
Caso alguém queria, é só sair distribuindo. rsrs

Hoje é dia de Rede Blog

A Rede Blog de hoje é sobre a tentativa de censura ao blog do professor Roberto Moraes. Quem já viu posts por aí?

Aqui tem:
Que puto sou eu?
Roberto Moraes
urgente! [e ANIMAÇÃO]
Carcará
Sociedade Blog
O Vagalume
Fábio Siqueira

E mais onde?

[Atualizado às 23h21 de 22/08/09]

Meu pitaco no tema de hoje da Rede Blog

Minha participação na Rede Blog de hoje se dá com a reprodução de dois parágrafos de um longo editorial publicado ontem, pelo jornal O Globo, em defesa da liberdade de imprensa. Diz assim:

“Uma fonte de cerceamento do trabalho da imprensa é a Justiça, quase um contrassenso, pela simbologia positiva que têm os tribunais — Justiça remete a liberdades democráticas. Porém, dos 31 casos de agressão à liberdade de imprensa, listados pela ANJ, 12, ocorridos nos últimos 13 meses, derivam de decisões de juízes contra a publicação de notícias, um ato inaceitável de censura prévia.

Estes atentados à Constituição costumam se concentrar na primeira instância judicial, seja por imaturidade pessoal ou profissional de jovens magistrados. A maioria dos casos ocorre em cidades menores, também por causa de uma deletéria proximidade entre Justiça e poder político local. As decisões liminares, no entanto, costumam ser derrubadas em instâncias superiores.”

Agora, a pergunta: E quando é um jornal que processa e pede censura prévia?

[Também já escrevi sobre o Caso Roberto aqui e aqui]

quinta-feira, agosto 20, 2009

Mercearia abre de segunda a sexta às 22h

Para dar mais emoção e suspense à estreia do "Mercearia Campista", programada para ontem, problemas técnicos deixaram a Mult TV fora do ar. Vejam que começamos com o pé direito. Mas os clientes não precisam se preocupar: o canal já está de volta e o programa tem reprises, por enquanto, de segunda a sexta, às 22h, enquanto a Mult TV estrutura a sua programação. Hoje e amanhã, portanto, ainda dá pra dar uma passada no estabelecimento para colocar o nome no caderninho de pendura.

Encontro neste sábado na AIC prepara entidades para Conferência de Comunicação do Norte Fluminense

No próximo sábado, 22, acontecem, às 10h, em Campos, e às 15h, em Macaé, palestras com o tema “Que Conferência de Comunicação queremos”. O evento em Campos acontece no auditório da Associação de Imprensa Campista (AIC), e em Macaé, no Teatro do Sindicato dos Petroleiros do Norte Fluminense (Sindipetro-NF). A iniciativa é da Comissão Organizadora da 1ª. Conferência de Comunicação do Norte Fluminense e contará com a participação da representante do Fórum Nacional de Democratização da Comunicação (FNDC), Beth Costa, e da representante da Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj), Sônia Gomes.

A 1ª. Conferência de Comunicação do Norte Fluminense acontece nos dias 11 e 12 de setembro em Macaé, em local ainda a ser confirmado. O objetivo da Conferência é aprofundar o debate e a reflexão sobre a reestruturação das leis que regem a comunicação no Brasil, há muito não aplicadas e obsoletas, discutir a questão das concessões de rádio e TV, a democratização nos meios de comunicação, canais comunitários, TV Digital, internet, telecomunicações, construção e consolidação de políticas públicas de Comunicação locais, estaduais e nacionais, entre outros temas.

Na Conferência também serão eleitos de delegados para participar da Conferência Estadual e depois da Conferência Nacional de Comunicação, convocada pelo Governo Federal para os dias 1, 2 e 3 de dezembro em Brasília.

Inicialmente, fazem parte da Comissão Organizadora da 1ª. Conferência de Comunicação do Norte Fluminense a Associação dos Trabalhadores em Comunicação de Macaé (Atracom), o Sindipetro-NF, Associação de Imprensa Campista (AIC), a Pastoral da Comunicação de Macaé, o Fórum Nacional de Professores de Jornalismo (FNPJ) e o Sindicato dos Jornalistas do Estado do Rio de Janeiro.

quarta-feira, agosto 19, 2009

Jornalistas e publicitário abrem mercearia na Mult TV

Estreia hoje, às 22h, na Mult TV (Canal 8 da Via Cabo), o programa "Mercearia Campista", com Ricardo André, Chico de Aquiar, Gustavo Oviedo e este que vos digita. Os temas da primeira rodada são os 20 anos do garotismo e a onda blogueira de Campos, além de um último bloco onde são feitas as ofertas da semana e as baixas no estoque, com sugestões e furadas culturais.


Quem quiser um petisco, está servido aqui.

terça-feira, agosto 18, 2009

Caso 'Moraes' no Comunique-se


O portal Comunique-se publicou uma matéria sobre a ação movida pela Folha da Manhã contra o professor e blogueiro Roberto Moraes. A matéria cita a polêmica com os comentários que serviram de gatilho para o processo e ainda cita o blog Não aceito censura aos blogs, criado para motivar a campanha.

A matéria, na íntegra, pode ser lida aqui.

Ivald Granato abre exposição dia 22

O jornalista Humberto Rangel, o maior localizador de campistas ilustres de todos os tempos, manda convite da abertura da Exposição Internacional de Artes e lançamento do livro biográfico "Ivald Granato - Gesture e Art", no próximo dia 22. Para ver a imagem ampliada, com mais informações, clique aqui.

Noite do Vinil presta homenagem ao maluco beleza nos 20 anos de sua morte

Antecipando o Tributo em homenagem ao maluco beleza - Raul Seixas, que acontecerá na sexta-feira, dia 21 na praça do SENAI às 22h, a Noite do Vinil dessa quarta, dia 19, na Taberna Dom Tutti, vai homenagear o guru da Sociedade Alternativa, o magro abusado, o indefinível Raul Seixas.

Raul

Falar de Raul Seixas significa falar da essência do rock brasileiro. Poucos artistas nesse país conseguiram impôr de forma tão marcante sua personalidade, e deixaram sua marca de forma tão expressiva como Raul Seixas. Ele costumava dizer que queria deixar sua impressão digital no planeta, e hoje, vinte anos após sua morte, seu nome continua em evidência, uma façanha nesse país tão sem memória, que costuma esquecer tão rapidamente seus ídolos. Ao contrário, a legião de fãs que acompanha Raul sempre se renova, e hoje é comum encontrar entre seus maiores fãs jovens que nasceram depois de seu desaparecimento, em 21 de agosto de 1989.

Raul como artista foi filósofo, anarquista, palhaço, contestador, mas acima de tudo um autêntico rocker, capaz de incendiar multidões com seu enorme carisma no palco. Compositor dos mais inspirados, conseguia atingir com suas músicas, todas as classes sociais e culturais com a mesma força, provando que sua música tem um alcance enorme, e consegue unir qualidade e popularidade.

Taberna Dom Tutti

Rua das Palmeiras, 13

22h

segunda-feira, agosto 17, 2009

MPF contesta construção do porto do Açu

Da Assessoria de Comunicação do MPF

O Ministério Público Federal (MPF) em Campos (RJ) entrou com ação civil pública contra a LLX Açu Operações Portuárias e LLX Minas-Rio Logística Comercial Exportadora por causa da construção irregular do Complexo Portuário do Açu, em São João da Barra (RJ). O projeto prevê o movimento de 25 milhões de toneladas em mercadorias por ano. O MPF pede também que seja declarada a inconstitucionalidade da lei que regulamenta os portos brasileiros (Lei 8.630/93), que permite a privatização sem fiscalização do poder público, o que é vedado pela Constituição, pois apenas a União pode explorar os portos marítimos, diretamente ou por delegação. A ação, com pedido de liminar, foi movida pelos procuradores da República em Campos dos Goytacazes Eduardo Santos e Carmen Sant'anna e tramita na 1ª Vara Federal de Campos (proc. 20095103002048-8).

O Instituto Estadual do Ambiente (Inea) e a Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq) também são réus na ação. O Inea forneceu licenças ambientais sem um estudo prévio de impactos ambientais (Epia) aprovado e a Antaq autorizou a exploração do porto, por tempo indeterminado, alegando que ele seria de pequeno porte. O complexo, que também abrange o pátio logístico do porto, ocupará uma área acima de 7,5 mil hectares. Em liminar, o MPF pede que sejam anuladas as licenças ambientais e a autorização fornecidas pelo Inea e a Antaq, bem como a imediata paralisação de qualquer atividade por parte dos empreendedores.

Outra irregularidade apontada na ação é a falta de licitação para a construção do complexo, avaliado em R$ 6 bilhões. A licitação seria obrigatória se o empreendimento tivesse sido corretamente enquadrado como porto público. O porto está previsto para ser o maior da América Latina. O MPF suspeita que houve também desapropriação de terras de uma fazenda por meio de decreto do estado. Em 2007, o governo do Rio de Janeiro declarou as obras e as atividades de infra-estrutura para a instalação do porto como de utilidade pública.

“Como o Porto do Açu escoará as cargas que bem entender o seu proprietário, pode-se dizer que o Brasil terá uma nova e grande porta de entrada e que a chave foi entregue pela União a um de seus cidadãos em detrimento e à revelia de todos os demais”, afirma o procurador da República Eduardo Santos, que lamenta a forma como esse empreendimento foi projetado e autorizado.

O professor da Universidade Federal Fluminense Aristides Soffiati, que analisou o Epia, aponta diversos danos ambientais do complexo, como uma grande mortandade de peixes, camarões e tartarugas marinhas devido à dragagem em andamento. Além dos prejuízos à pesca na região, poderá haver destruição dos ecossistemas de várias lagoas, entre elas, a Lagoa Salgada, que poderá ser considerada monumento palenteológico da humanidade pela Unesco. O complexo também invade área de proteção permanente (APP).

Atenção: Consulta urgente à Rede Blog

Pergunto a todos os blogs participantes se podem autorizar que no próximo dia 21, excepcionalmente, não tenhamos um tema escolhido por enquete, para que todos tratemos da campanha contra a censura aos blogs, em razão do recente processo do qual é vítima o professor Roberto Moraes.

Os blogs que estão na vez de sugerir temas em agosto (como convocado aqui) ficariam então, caso concordem, para setembro. São eles:

12 - Luiz Felipe Muniz - http://luizfelipemuniz.blogspot.com
13 - Márcio Fernandes - http://marcioffernandes.blogspot.com/
14 - Mumunha Futebol Clube – Álvaro Marcos - http://mumunha.blogspot.com/
15 - Palabrasti - Victor Dahia - http://palabrasti.blog-se.com.br/
16 - Refúgio do Camelo e do Dromedário - João Ventura - http://joaosucubu.blogspot.com/

E então? Podemos?

Cineclube Sesc: Programadora Brasil

Documentários Musicais

dia 18/08, às 19h, no Sesc Campos.


É fato que a música brasileira é adorada nos quatro cantos do mundo, por sua qualidade sonora e diversidade de gêneros. Nesta terça-feira, o Cineclube Sesc Campos apresentará registros de alguns gêneros bastante díspares, evitando qualquer pretensão totalizadora. Vamos do enfoque etnográfico da música interiorana à influência estrangeira do punk e sua adoção como modus vivendi, para finalizar na saudável mistura eclética e contemporânea do manguebeat pernambucano.


Filmes desta terça-feira (18/08)


* O Mundo é uma Cabeça

Bidu Queiroz e Cláudio Barros , PE, 2004

O mundo é uma cabeça é um registro do movimento musical pernambucano manguebeat. Imagens inéditas de Chico Science, que conduz o documentário a bordo do seu "galaxe" num passeio noturno pelo velho bairro do Recife.


* Pânico em SP

Cláudio Morelli , SP, 1982

Os punks de São Paulo, vistos em seus redutos e nas ruas da cidade. Depoimentos em off sobre seu modo de vida, sua visão da sociedade, seus conflitos com a polícia. Imagens de um show punk, com jovens dançando. Canções dos grupos Olho Seco, Incocentes e Cólera.


* Rua da Escadinha 162

Márcio Câmara , CE, 2002

Documentário sobre o acervo do pesquisador e colecionador Christiano Câmara: suas idéias e sua luta para preservar seu acervo.


* Seu Minervino e a Viola Caipira

Pedro Dacosta Lyra , RJ, 2005

Seu Minervino é carpinteiro e mestre na arte de fazer e tocar viola, dividindo seu tempo entre o trabalho da roça e o trabalho de fazedor de instrumentos musicais.


* Viva Volta

Heloisa Passos , PR, 2005


Documentário sobre o trombonista brasileiro Raul de Souza que, desde 1971, vive em Paris e sofre com a falta de reconhecimento em seu País de origem. Com o som do seu trombone ao fundo, o filme leva o personagem de volta a Bangu, na cidade do Rio de Janeiro, e reconstrói sua trajetória. Revisita Saravah (filme de 1969) e, em 2005, promove o reencontro dele com Maria Bethânia. Juntos, celebram a devoção à música.



domingo, agosto 16, 2009

O desespero dos decadentes

Como é possível que saiba o leitor, escrevo também em um blog, o “urgente!” (urgente.blogspot.com), desde dezembro de 2002. É o mais antigo blog em atividade ininterrupta na região e nasceu com o propósito de ser um lugar onde um grupo de jornalistas pudesse escrever sem ter uma pauta para cumprir. Não é exatamente um blog jornalístico, mas um blog de jornalistas. E nesta experiência tem sido possível testemunhar o nascimento e a consolidação de diversos outros blogs que acabaram por formar a chamada “Rede Blog”.

Ela apareceu de modo mais articulado com a primeira edição do “Dia do Abandono”, em 21 de janeiro de 2008, um protesto virtual convocado pelo “urgente!” que estimulou os participantes a publicarem imagens, textos, áudios, o que quisessem, sobre o estado de abandono das ruas, da educação, da saúde, da cultura, de qualquer aspecto da vida pública em Campos. A proposta deu certo e se repetiu no mês seguinte, e logo se percebeu que aquela união deveria ser mantida.

Daí criou-se a dinâmica da “Rede Blog”, que é a união dos blogs participantes no dia 21 de cada mês para falar sobre algum tema relacionado a Campos, escolhido por meio de enquete no “urgente!”, com as opções sugeridas por grupos de cinco blogs que se revezam, garantindo que todos tenham chances de ter assuntos pautados.

Fenômeno mais ligado à comunicação interpessoal do que à comunicação de massa, os blogs deram vazão a uma revolução das fontes, que não mais se satisfaziam em ter seus conteúdos mediados por veículos tradicionais, mas queriam, eles próprios, estabelecer um canal direto com seus públicos.

Este Monitor Campista tem sido o jornal que mais atentamente cobre este fenômeno em Campos. Em uma edição que trouxe uma manchete história – “Abandono.com” – , o jornal dedicou duas páginas ao registro da atuação dos blogs na denúncia das mazelas da cidade. Este veículo também cobriu as duas edições do “Chega de Palhaçada”, protestos convocados por blogueiros no ano passado, no auge da crise política pós-11 de março, para mostrar que a cidadania campista não mais suportava os descalabros da sua representação institucional, especialmente na Prefeitura.

O comportamento editorial do Monitor Campista em relação aos blogs demonstra que o jornal não quer competir com a sociedade, mas sim cumprir o seu papel de registrar o seu tempo e dar vazão a uma pluralidade de vozes. Deve estar aí a receita da sua longevidade. Não teme perder influência e prestígio, porque já os conquistou ao longo de quase dois séculos. E não se vê ameaçado pelos blogs, porque sabe que o seu papel jornalístico permanece fundamental.

Nesta semana, a blogosfera campista foi surpreendida pela truculência de um outro jornal local que não se comporta do mesmo modo altivo. O mais lido blog da região, o do professor Roberto Moraes, anunciou que está sendo processado por este outro veículo. Em solidariedade, dezenas de blogs lançaram a campanha “Censura nunca mais” e, no “urgente!”, revelei que também estava sendo processado pelo mesmo jornal, sob o mesmo espírito persecutório – o que também revelou, depois, o blogueiro e advogado Cláudio Andrade.

É uma página triste de um setor autoritário da imprensa que não entende o seu papel. Que se criou na imposição de uma influência e que agora se mostra desesperada quando flagrada em franca decadência. O tempo dirá onde mora a razão.

A história e as histórias do sítio Filhote de Anu

Um dia conto aqui uma história fantástica de um sítio da região. O segurança é um sujeito chamado Seu Braçinho, que dizem ter não-sei-quantas mortes nas costas, que é tipo um sniper, cuja técnica se apóia num pedaço de cotoco que sobrou do braço esquerdo. Seu Braçinho é amigo do caseiro do sítio, que é cego, marido de duas faxineiras – irmãs, inclusive. Malandro, casou primeiro com a surda. Aí aproveitou o desleixo da esposa e se enrabichou com a cunhada, que não me lembro se também é surda, cega ou manca, mas é uma porra dessas. Existe ainda a matriarca da família, viúva dum barão de cana-de-açúcar da região. Toda Sexta-Feira da Paixão – desde a década de 70 – ela se prosta no galinheiro em busca de ovos recheados de poderes mágicos, segundo ela capazes, por exemplo, apagar incêndios, como teria acontecido há umas duas semanas diante de bombeiros embasbacados. Um dia espero conhecer melhor essas histórias, o problema é que a viúva, Dona Therezinha, tem lá seus 80 e tantos anos, o caseiro, Seu Chico, só quer saber de se entreter com a pílula azul, enquanto Seu Braçinho anda meio avariado das ideias. Parece que o pobre diabo já nem se lembra que é irmão do jornalista Paulo Henrique Amorim, que o teria visitado há uns anos oferecendo ajuda, mas, turrão como só, cabrunco da porra, Seu Braçinho cagou e andou. A mãe deles teria dado os filhos para outras famílias criarem; uma de São Paulo, a outra, de Travessão. Sobrou para Seu Braçinho a vida de matança pelas beiras da estrada entre Campos e o Espírito Santo. O desgraçado nunca foi muito certo dos pensamentos, mas piorou dia desses quando levou um porrolho nos córneos depois que, voltando do forró, galopando uma bicicleta, atropelou uma criança e acabou sendo surrado pelos vizinhos. Aí tu imagina: Seu Braçinho, o terror do Km 37, se aquietando depois de uma reles surra de vizinhos?, só pode significar vingança das bravas ou doidera da cabeça. Deus queira que seja só vingança.

sábado, agosto 15, 2009

Roberto fala sobre censura aos blogs em programa da Mult TV



Trecho do programa que vai ao ar nesta segunda, 17, às 18h e às 21h, na Mult TV (Canal 8 da Via Cabo).

Defesa de mestrado em jornalismo ao vivo na internet

Experiência pioneira da Universidade Federal de Santa Catarina, as defesas online (em http://www.posjor.ufsc.br) estão se tornando uma ótima ferramenta de divulgação acadêmica. Nesta segunda, 17, a partir das 14h30, a mestranda Macelle Khoury defende a dissertação "Lições de jornalismo: análise da representação do jornalismo no cinema holywoodiano de 1930 a 2000", orientada pelo professor Francisco Karam. A banca terá a participação de Christa Berger, da Unisinos, que publicou um livro sobre o tema.

Na sexta, 21, no mesmo horário, Ben-Hur Demeneck defende a dissertação "Objetividade Jornalística: uma breve história do conceito", orientada por Orlando Tambosi. A banca terá a participação de Josenildo Guerra, da UFS, especialista no tema.

E no dia 28 será a vez de Leonardo Foletto apresentar a dissertação "O blog jornalístico: definição e características na blogosfera brasileira", orientada por Elias Machado. A banca terá a participação de Claudia Quadros, da UTP, pesquisadora de jornalismo digital.

sexta-feira, agosto 14, 2009

Guerrilha virtual

Por ossos do ofício, tenho visitado muitos sites de Câmaras, vereadores e articulistas do interior do Estado. Um trabalho fudido porque, por exemplo: outro dia liguei pra Câmara de Conceição de Macabu e a desgraçada de uma (suposta) assessora do presidente da Casa quase me xingou quando perguntei qual era o partido do chefe. Não que ela não soubesse qual era o partido, pior: ela sequer sabia o que era partido. Por Deus... (imagine então o dia a dia dos vereadores de Sumidouro...) Daí que, nesse deserto de sapiência, gostaria de ressaltar o site da Câmara de Quissamã que possui até (e este "até" tem um peso fudido) os projetos de lei votados e a serem votados na Casa, ainda que publicados com certo atrasado, já que existe apenas uma pessoa para fazer tudo.

Mas o que queria contar mesmo é sobre a blogosfera da turma de Angra dos Reis, que é simplesmente sensacional e dá um banho em todo o resto, inclusive no povo da capital. Por lá também existem processos rolando a rodo - não pela imprensa local, que teve a vergonha na cara de não cometer isso (ou não...) -, como o caso do AngraPol e do TransparênciaAngra. O pessoal não apenas comenta, mas acompanha na fonte os afazeres dos políticos da região. Uma trabalheira desgraçada, já que - pelo que me lembro - o site da Câmara de Angra é outra grande bosta e - assim como na capital - não tem Diário Oficial on line (ao contrário, inclusive, das câmaras do Rio, de Campos, etc).

Mas o que realmente queria falar mesmo (na boa, sério, sem palhaçada) é sobre o blog Adotei um vereador de Angra. Nele, cada sessão da Câmara é comentada. Um bando de desocupado expõe a rotina dos representantes do povo, projetos ridículos, menções nada honrosas e um tanto de tempo livre para renomear avenidas. Por exemplo, o artigo 44 do requerimento interno revela a existência de um funcionário cuja primeira obrigação, antes de qualquer coisa, é ler a bíblia sempre que for solicitado. Ou o vereador Aguilar Ribeiro que tem 29 assessores parlamentares, ao custo de R$ 43 mil por mês, e ainda consegue exagerar em projetos esdrúxulos e propor "recapiamento".

Programa revolucionário

Dia desses fiquei orgulhoso ao ouvir a propaganda do programa de bolsas de estudo que a Prefeitura de Campos mantém com a UniFlu/Fafic. Dizia que as bolsas são destinadas a "um povo que luta, vence e sabe reivindicar", algo assim. Ou seja, agora vai.

Roberto cria novo blog para disponibilizar processos e informações sobre ações contra blogs campistas

O professor Roberto Moraes acaba de disponibilizar aqui a íntegra do processo movido pela Folha da Manhã contra o seu blog. No novo blog, criado para acompanhar casos de tentativa de censura contra blogs campistas, serão disponibilizados ainda relatos sobre ações similares pelo país.

[direto do colaboraurgente@gmail.com]

A barata do barato

O coleguinha Humberto Rangel escreve para contar que passageiros tiveram que abandonar um ônibus cheio de baratas na noite da última terça-feira, em Campos. “A prefeita que tanto alardeia a passagem a R$ 1,00, deveria ser mais rigorosa com a fiscalização dos mesmos, pois na noite de terça-feira, 11/08, os passageiros do ônibus 014, da Viação Tamandaré, que saiu do Terminal às 22 horas, da linha da Pecuária, tiveram que fazer todo o trajeto em pé,
devido ao grande número de baratas naquele coletivo. E, no horror do percurso, crianças choravam e idosos quase caíndo, devido ao inusitado da cena”, relatou.

Coleguinha no You Tube

A coleguinha cantante Maria Fernanda Crispim manda avisar que estão no You Tube vídeos de suas apresentações. É só pesquisar por “maria fernanda campos rj”.

Aula magna

A Fafic avisa que haverá aula magna do curso de Graduação Superior Tecnológica em Logística, com o engenheiro Romeu Rodrigues, gerente geral de operações do Porto do Açú, na segunda, 17, às 19h, no Uniflu-Fafic.

Infectologia em tempos de pânico

A Assessoria de Comunicação da Fundação Benedito Pereira Nunes informa que começa no próximo dia 27 o 1° Fórum de Infectologia do Estado do Rio de Janeiro, que acontece em Campos no Teatro Municipal Trianon. Até o dia 29 serão abordados temas como Influenza A (H1N1), antibioticoterapia, DST/Aids, imunização, tuberculose, hepatites virais e toxoplasmose. O evento é promovido pela Sociedade de Infectologia do Estado do Rio de Janeiro (Sierj), Faculdade de Medicina de Campos (FMC) e Sociedade Brasileira de Infectologia.

Imortais à beira-mar

A Academia Cabo-friense de Letras informa que a comemoração dos seus 34 anos de fundação será realizada hoje, 20h, no Costa Azul Iate Clube. No evento tomarão posse os Acadêmicos Ralf Bravo, Herbert Câmara, Valter Bessa, Olympio Ramos e Cláudio Leal.

quinta-feira, agosto 13, 2009

Filmes em um minuto

Se você é um daqueles que sempre dizem que nunca viu os clássicos do cinema por falta de tempo, agora essa desculpa não cola mais. A Uol Tecnologia disponibilizou paródias dos maiores clássicos do cinema realizados em apenas um minuto. O resultado das produções está aqui. O resultado ficou muito legal, especialmente Batman - O Cavaleiro das Trevas, Kill Bill e Forrest Gump.

Deputado de Campos aprova lei do "Escovódromo"

Da Assessoria da Alerj

A Assembleia Legislativa do Rio aprovou nesta quarta-feira (12/08), em primeira discussão, o projeto de lei 1.804/08, do deputado Wilson Cabral (PSB), que torna obrigatória a instalação de “escovódromos” – grandes pias coletivas destinadas exclusivamente à escovação dos dentes – nos restaurantes populares localizados no estado. A intenção do deputado, que é médico, é fazer com que o estado do Rio invista em medicina preventiva. “Saúde não se faz só nos hospitais, mas nas escolas, nos restaurantes, nos ambientes de trabalho, de forma preventiva”, defende ele, que acredita que os "escovódromos" estimularão o hábito. “Os banheiros públicos não são propícios a isso, com toda a rotatividade que têm”, avalia.

De acordo com o texto, ficará a critério do Executivo a disponibilização de profissionais da área de odontologia nestes locais. O projeto também autoriza o Governo a firmar parcerias com a iniciativa privada para o fornecimento do material necessário.

Tinta no poste é sinal de "cidade de médio porte"

"A prefeita de Campos dos Goytacazes, Rosangela Rosinha Garotinho Barros Assed Matheus, resolveu pintar os postes da cidade. Para a atual administração, Campos deve pensar como cidade de médio porte que é e, por isso, resolveram abandonar a pintura de cal e adotar a tinta.

Na hora de escolher a cor, o amarelo foi a primeira tentativa, mas, segundo o diretor de jornalismo da Prefeitura, Sérgio Cunha, a cor estava confundindo os motoristas. Assim, outras cores vêm sendo testadas desde então, como azul e lilás. Sérgio afirmou que o branco, cor normalmente usada em postes, não foi escolhida por ser mais dificil de realizar a manutenção em ambientes abertos."

Do Blog do Sidney Rezende, aqui.

Colégio Constantino Fernandes comemora 50 anos

O professor de história Fernando Vasconcelos manda avisar que o Colégio Estadual Constantino Fernandes, no Jóquei, que ele dirige, completa 50 anos neste mês. Para comemorar, a direção da escola promove almoço com professores, funcionários e convidados nesta sexta, 14.

As comemorações contarão com apresentações culturais, exibição de um vídeo com a história da Escola, homenagens a ex-diretores e funcionários, além de apresentação de projetos desenvolvidos pelos alunos como Banda de Fanfarra, Maculelê, Capoeira e Recital de Poesias. Em setembro, outras atividades acontecerão com a participação dos estudantes.

O Colégio Constantino Fernandes foi fundado em 13 de agosto de 1959 e iniciou suas atividades no Hipódromo Lineu de Paula Machado - Jóquei Clube de Campos. A instituição possui atualmente mais de 900 alunos em três turnos, funcionando com o Ensino Fundamental, Médio e com a Educação de Jovens e Adultos – EJA.

Mural na net

Aqui, o Comunica nº 2, jornal mural dos alunos de Comunicação da Universidade Federal de Uberlândia. O projeto é coordenado pela professora Mirna Tonus.

Sul Fluminense realiza Conferência Regional de Comunicação

Entidades do Sul Fluminense realizam amanhã e no sábado a I Conferência de Comunicação do Sul Fluminense. O encontro tem a participação aberta e o credenciamento de dois delegados ou delegadas por entidade da sociedade civil, órgão público, movimento social ou veículo comunitário ou comercial de comunicação está previsto para o sábado, dia 15, de 8h30 às 17h30, na Câmara Municipal de Volta Redonda.

As conferências regionais são etapas da I Conferência Nacional de Comunicação (I Confecom)., convocada pelo decreto do presidente Luiz Inácio Lula da Silva publicado no Diário Oficial da União de 17/04/2009.

Norte Fluminense

No Norte Fluminense, jornalistas e representantes das entidades dos movimentos sociais se reúnem no próximo dia 22, às 10h, em Campos, na Associação de Imprensa Campista (AIC), e às 15h, com os integrantes da Associação dos Trabalhadores em Comunicação (Atracom), em Macaé, para discutir a realização da conferência regional. A previsão é a de que o evento seja realizado nos dias 11 e 12 de setembro, em Macaé.

quarta-feira, agosto 12, 2009

Blog com notícias de São Fidélis

A coleguinha Dyana Ribeiro manda avisar que está no ar o blog São Fidélis Notícias, com informações diárias da cidade do poeta Antônio Roberto. Aqui.

Blog do Roberto é o terceiro a ser processado pela Folha da Manhã

O blog do professor Roberto Moraes é o terceiro a ser processado pela Folha da Manhã. O primeiro foi o urgente!. Depois veio o do advogado Cláudio Andrade. Qual será o próximo?

terça-feira, agosto 11, 2009

Toda solidariedade ao Roberto Moraes

Só agora li a nota do Roberto Moraes onde o professor e blogueiro torna pública a sua citação em processo movido pela empresa proprietária do jornal "Folha da Manhã", de Campos. A empresa pede indenização de 400 salários minímos em razão de opiniões emitidas por Roberto e por seus leitores nos comentários. Este blog urgente!, que também responde a processo movido por esta empresa, em razão de perseguição semelhante, manifesta aqui toda a sua solidariedade ao blogueiro.

O blog do professor Roberto Moraes é a mais importante contribuição para o debate público na história recente da região. Seus temas já serviram de pauta inúmeras vezes para a imprensa e em muitos outros casos sua contribuição se deu justamente pelo oposto: publicando os assuntos que o provincianismo e o compadrio local impedem que sejam publicados.

Assim como o professor Fábio Siqueira (aqui), entendo este ataque da "Folha da Manhã" ao blog do professor Roberto Moraes como um ataque à toda a Rede Blog. Ontem foi o urgente!, hoje é o Roberto, amanhã será qualquer outro que ouse contrariar os interesses desta empresa.

É espantoso que um veículo de comunicação se comporte desta maneira, manchando a tradição de defesa da liberdade de expressão que caracteriza os produtores de conteúdo jornalístico. Entre os jornalistas sérios, existe a máxima de que texto se combate com texto, argumentos com argumentos, e é um artifício vil a utilização de ferramentas judiciais para tentar coibir as vozes discordantes.

Não por acaso, muitos veículos de comunicação de cobertura nacional se voltam contra a "indústria" de ações e indenizações [um caso recente, aqui], e é uma vergonha para Campos que uma empresa jornalística local se utilize dos mesmos métodos dos que atacam a liberdade de expressão.

Por uma opção pessoal, havia me mantido em silêncio em relação ao processo da "Folha da Manhã" contra o urgente! - no caso, juridicamente, contra mim, já que o blog não é uma pessoa jurídica. Mas esta reincidência da empresa no ataque aos blogs me obriga a tornar público também o nosso caso, para que os demais blogueiros tenham dimensão da estratégia de coação que parece se desenhar contra toda a Rede Blog.

Todos os blogs estão chamados agora a uma reação.

Vamo que vamo!

Demitido pelo jornal

Foi, no mínimo, descortês o modo como o jornal O Diário dispensou a colaboração do jornalista Wilson Heidenfelder, que publicava um artigo semanal. O articulista ficou sabendo por meio de uma nota no próprio veículo. Em Campos, alguns jornais acreditam fazer um favor aos colaboradores, “dando espaço” para que defendam suas ideias — quando, obviamente, é o contrário o que se dá.

O modo rude no tratamento ao colega — certamente diferente daquele utilizado quando do convite para escrever para o jornal — e a coincidência com o momento em que Heidenfelder saía em defesa do secretário de cultura, Orávio de Campos, em uma polêmica sobre o Trianon, fizeram alguns coleguinhas suspeitarem de censura.

Não tenho elementos para sustentar tal hipótese, que até me parece um pouco inconsistente. Jornais têm direito de reformular suas equipes de articulistas e Heidenfelder não é o único desligado da colaboração. Por enquanto, prefiro crer que o único traço lamentável do episódio é mesmo o modo como o jornalista foi “avisado”.

segunda-feira, agosto 10, 2009

Cineclube Sesc: Programadora brasil

Terça-feira, dia 11/08, será exibido o filme "Alma Corsária", de Carlos Reichenbach, no sesc Campos às 19h.
A exibição é gratuita.

Sinopse
Através da amizade de dois poetas, que lançam um livro a quatro mãos, o filme faz um inventário de três décadas da história brasileira.

Ficha de Informações do Filme
Título: Alma Corsária
Duração: 111 min e 0 seg.
Ano: 1993
Gênero: Ficção
Ficha Técnica
Direção: Carlos Reichenbach
Roteiro: Carlos Reichenbach
Elenco: Bertrand Duarte, Jandir Ferrari, Andrea Richa
Empresa Produtora: Dezenove Som e Imagem Produções
Produção: Sara Silveira
Produção Executiva: Maria Ionescu
Direção Fotografia: Carlos Reichenbach
Fotografia de Cena: Não
Montagem/Edição: Cristina Amaral
Direção de Arte: Renato Theobaldo
Figurino: Andréia Ramalho
Descrições das Trilhas: Musica Original: Carlos Reichenbach

Nova edição da ComCiência no ar

O bravo George Gomes Coutinho manda os links dos textos da edição 110 da revista mensal eletrônica de jornalismo científico ComCiência, publicada pelo Labjor e pela SBPC. O tema desta edição é "TICs".

Editorial - Utopias virtuais
Carlos Vogt
http://www.comciencia.br/comciencia/?section=8&edicao=48&id=592

Artigos- Internet: tempos interessantes
Demi Getschko
http://www.comciencia.br/comciencia/?section=8&edicao=48&id=600

- Política e "medialidade" nas redes digitaisHenrique
Zoqui Martins Parra
http://www.comciencia.br/comciencia/?section=8&edicao=48&id=597

- Impactos da internet no jornalismo impresso
Sabine Righetti e Ruy Quadros
http://www.comciencia.br/comciencia/?section=8&edicao=48&id=602

- O hackeamento como prática artística
Daniel Hora
http://www.comciencia.br/comciencia/?section=8&edicao=48&id=599

- Pesquisa em educação e imagens, novas tecnologias e a busca pela interlocução
Carlos Eduardo Albuquerque Miranda
http://www.comciencia.br/comciencia/?section=8&edicao=48&id=598

- Novas mídias para um sujeito ativo e inconsciente na divulgaçãocientífica
Thiago de la Torre de Carvalho e Antonio C. R. Amorim
http://www.comciencia.br/comciencia/?section=8&edicao=48&id=603

- Solução criativa para o financiamento a pesquisas
Andrea Kauffmann Zeh e Cássia Sakiyama
http://www.comciencia.br/comciencia/?section=8&edicao=48&id=601

- Software livre como alternativa ao regime de propriedade intelectual
Fabricio Solagna e Luis Felipe Rosado Murillo
http://www.comciencia.br/comciencia/?section=8&edicao=48&id=606

Reportagens- Convergência digital: mídias integradas
André Leon
http://www.comciencia.br/comciencia/?section=8&edicao=48&id=594

- TV digital: debates em torno do novo sistema
Fernanda Vasconcelos e Renata Rossi
http://www.comciencia.br/comciencia/?section=8&edicao=48&id=605

- Em casa, na rua ou na fazenda
Márcio Derbli e Daniele Santos
http://www.comciencia.br/comciencia/?section=8&edicao=48&id=596

- A silenciosa revolução das TICs na agricultura
Leonor Assad e Alessandra Pancetti
http://www.comciencia.br/comciencia/?section=8&edicao=48&id=604

- Educação e tecnologia: parceria revolucionária?
Érica Guimarães
http://www.comciencia.br/comciencia/?section=8&edicao=48&id=595

Entrevista - Rogério Tomaz Jr.
Felipe Souza e Patrícia Batalha
http://www.comciencia.br/comciencia/section=8&edicao=48&tipo=entrevista

Resenhas
http://www.comciencia.br/comciencia/?section=8&tipo=resenha&edicao=48

- A galáxia da internet
Por Rubens Zaidan
- Futuros imaginários
Por Danilo Albergaria

Poema- Torcicolo
Carlos Vogt
http://www.comciencia.br/comciencia/section=8&id=593&edicao=48

Notícias
http://www.comciencia.br/comciencia/?module=comciencia&action=view&section=3

- Programa espacial brasileiro em benefício da Amazônia
- Cientistas discutem as causas do aquecimento global na 61ª Reunião daSBPC
- Depois de produção de documentário, Amazônia virou foco da BBC
- Brasil carece de políticas públicas efetivas para refugiados
- TICs e educação a distância podem contribuir para o desenvolvimento da Amazônia

domingo, agosto 09, 2009

Novo Jornalismo

Num dia daqueles em que você amaldiçoa sua profissão, comecei a divagar sobre a criação de uma espécie de agência de notícias investigativas mantidas por sócios-leitores. Porém nunca imaginei que algo menos descabido e totalmente possível já estivesse funcionando, como li hoje numa nota do Elio Gaspari. Trata-se do Spot.us - que reúne repórteres de aluguel, reportagem sob demanda, Jornalismo Colaborativo, enfim. O site começou com a ideia de expor projetos relacionados à área e interesses de San Francisco, nos Estados Unidos, estimulado pela falta de credibilidade do jornalismo local e viabilizado principalmente por doações individuais nunca superiores a US$ 100. Dizem até que devolvem as doações se o serviço não for entregue, mas fiquei sem saber quem arcaria com os custos do que foi gasto até o repórter descobrir que a pauta caiu. Também não sei se o serviço pode acabar se tornando centro de dossiês entre grupos rivais, servindo assim a diferentes interesses - ou seja, no fundo nada diferente do que já acontece.

Basicamente, o Spot.us funciona assim (conforme explicado aqui):

"1. Qualquer pessoa sugere uma pauta que gostaria de ver transformada em reportagem.

2. Jornalistas freelancers se propõem a escrever estas reportagens, propondo um valor por este trabalho.

3. Uma vez que um jornalista tenha sido designado para uma determinada reportagem, as pessoas podem doar recursos para viabilizá-la (mas ninguém pode doar mais que 20% do custo total dela).

4. Quando a reportagem tiver angariado recursos suficientes para ser viabilizada, o jornalista a escreve. Neste momento, 10% do valor angariado é pago para custos de edição e revisão.

5. Com a reportagem pronta, veículos de comunicação têm uma oportunidade de adquirir os direitos exclusivos de sua publicação, pagando o custo integral por ela. Neste caso, os fundos adquiridos como doação popular são devolvidos aos doadores. Caso nenhum veículo se interesse em publicar a reportagem exclusivamente, ela é postada na Internet (no site Spot.us) e qualquer veículo de comunicação passa a ter o direito de reproduzi-la gratuitamente."

Uma repórter, por exemplo, arrecadou US$ 6 mil dólares para ir em busca de um lençol de lixo do tamanho do Amazonas que, graças às correntes marítimas, teria se formado no meio do Pacífico. O New York Times ofereceu US$ 700 caso decida publicar fotos - valor ainda maior caso decida-se também pelo texto. Fundadores do eBay e da CraigList - megaportal de classificados - também apostaram na pauta da repórter.

O megajornal encontrou no projeto uma forma de conseguir financiamento externo para suas reportagens (e para contratar freelancers, como melhor explica o jornalista Mauricio Stycer.

Fato é que nova a ideia de financiamento do Jornalismo anda se disseminando mundo afora. Além do Spot.us, há também o ProPublica, criado por dois bilionários, como mostra este artigo.

users online