terça-feira, março 31, 2009

Hora de indicar temas para a Rede Blog

Os blogs abaixo estão na vez de indicar temas para compor a enquete da Rede Blog, que escolherá a pauta a ser sugerida aos blogueiros de Campos no dia 21 de abril. Vamo que vamo!

34 - Todos os sonhos de Abril - Ana Paula Motta - http://www.clube-de-leituras.net//blogs/apaulamott
35 - Rogério Valadares - http://rogeriovaladares.blogspot.com/
36 - A pinta campista - http://apintacampista.blogspot.com/
37 - Soprador de Vidro - Gustavo Landim Soffiati - http://sopradordevidro.blogspot.com/
38 - Palavras de um futuro bom - http://bommemorias.blogspot.com/

O release mais singelo que recebi

Abaixo, o release mais singelo que recebi. Faz pensar sobre o peso de mudanças simples em pequenas cidades. Olha só:

Inaugurada Casa Lotérica de Varre-Sai

O prefeito de Varre-Sai, Everardo Ferreira, participou da inauguração da Casa Lotérica de Varre-Sai que aconteceu na manhã de segunda-feira (30/03). O evento contou ainda com as presenças do superintendente regional da Caixa Econômica Federal, Carlos Alberto, do gerente da agência da Caixa Econômica Federal de Natividade, Cléber de Oliveira Bravo e do proprietário da Casa Lotérica, Márcio Adriano Branco.

Entre outros benefícios que a instalação da Casa Lotérica no município traz, está o pagamento da Bolsa-Família, do FGTS, seguro-desemprego e movimentação de contas.

Para o prefeito Everardo Ferreira, a vinda da Casa Lotérica para o município gera desenvolvimento.“É o progresso chegando ao município, que juntamente com a nova administração tem o objetivo de mudar a cara de Varre-Sai”, afirmou o prefeito.

Na ocasião, ficou acertada entre o prefeito Everardo e o superintendente da Caixa, Carlos Alberto, a vinda do Caminhão da Sorte ao município para a realização de sorteios das loterias federais, na última semana de julho, quando acontece o Festival do Vinho de Varre-Sai.

[Do Decom de Varre-Sai (RJ)]

Convites disponíveis para baile de ex-alunos da Federal

A direção do IF Fluminense começou hoje a disponibilizar convites para a “Noite da Saudade”, que vai reunir ex-alunos da antiga Escola de Aprendizes Artífices, Escola Técnica Federal e CEFET Campos. O evento acontece no dia 25 de abril, às 20h, e faz parte das comemorações dos 100 anos da Rede Federal de Educação Tecnológica. Os interessados podem pegar o convite no gabinete da instituição, sem nenhum custo. É necessário apresentar, no entanto, documento que comprove a condição de ex-aluno.

STF confirma temas de jornalistas na pauta amanhã

Da Assessoria do STF

A pauta de julgamentos do Supremo Tribunal Federal (STF) desta quarta-feira (1) traz dois processos referentes à atuação de jornalistas. Em um deles, são questionados dispositivos da Lei de Imprensa e, em outro, a exigência de diploma de jornalista. A sessão plenária tem início às 14h, com transmissão ao vivo pela TV e Rádio Justiça.

Lei de Imprensa

Na Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental (ADPF) 130, o Partido Democrático Trabalhista (PDT) contesta a Lei de Imprensa (Lei 5.250/67), que já teve 22 dispositivos suspensos, de um total de 77 artigos, por decisão liminar concedida pelo Plenário do STF em fevereiro do ano passado. O relator da ação é o ministro Carlos Ayres Britto.

Na ocasião, a Corte autorizou os juízes de todo o país a utilizar, quando cabíveis, regras dos Códigos Penal e Civil para julgar processos sobre os dispositivos da lei que foram suspensos.

Diploma de jornalista

Já na análise do Recurso Extraordinário (RE) 511961, interposto pelo Sindicato das Empresas de Rádio e Televisão no estado de São Paulo (SERTESP) e pelo Ministério Público Federal (MPF), os ministros do Supremo vão julgar definitivamente tema relativo à exigência do diploma para o exercício da profissão de jornalista.

Em julgamento de liminar ocorrido no mês de novembro de 2006, o STF garantiu o exercício da atividade jornalística aos que já atuavam na profissão independentemente de registro no Ministério do Trabalho ou de diploma de curso superior na área. O ministro Gilmar Mendes é o relator desse recurso.

“Festa” pelo golpe de 1964

Clube Militar, Naval e da Aeronáutica do Rio vão celebrar os 45 anos do golpe militar, que na opinião deles foi uma “revolução democrática” para o Brasil. Além disso, 126 pessoas que morreram, segundo eles, vítimas de ataques de militantes de esquerda da época serão homenageadas. Para grupo “Tortura Nunca Mais” ato é “vergonhoso”. Em reportagem de André Naddeo, veja mais com um vídeo do UOL Notícias. E leia mais sobre os 45 anos do golpe em http://noticias.uol.com.br/politica/2009/03/31/ult5773u924.jhtm

Diploma de jornalismo: dois possíveis desfechos

"O Supremo Tribunal Federal deve decidir amanhã uma pendência que se arrasta há quase oito anos: a contestação jurídica da exigência de diploma universitário para o exercício do jornalismo. Na última década, não houve assunto mais palpitante entre as redações e as escolas de Comunicação. As entidades classistas, como a Fenaj e os sindicatos, promoveram eventos, manifestações e lançaram livros sobre o tema, contribuindo muito para a discussão sobre a natureza da profissão e seu papel na atualidade. Publicações especializadas - como o Observatório da Imprensa - dispersaram uma torrente de idéias e argumentos contra e a favor do canudo, discutindo aspectos como o corporativismo e as mudanças pelas quais o jornalismo passa nas últimas décadas. Na academia, professores, alunos e pesquisadores deram suas contribuições, martelando a necessidade do diploma ou simplesmente descartando-o, como quem joga a criança junto com a água da banheira."

De Rogerio Christofoletti, íntegra aqui.

Sessão do diploma ao vivo amanhã


A TV Justiça transmite ao vivo, amanhã, a partir das 14h, a sessão do Supremo Tribunal Federal que discutirá a manutenção ou não da obrigatoriedade do diploma de jornalismo para o exercício da profissão. Aqui.

Monitor confirma crise no Plantadores

Matéria no Monitor de hoje confirma as informações, enviadas por leitores aqui no urgente!, de que é grave a crise no Hospital dos Plantadores de Cana, onde funcionários ameaçam entrar em greve. O jornal informa que os trabalhadores estão sem receber férias, metade do 13º e estão com o salário do mês atrasado.

"Além da falta de pagamentos, os empregados dizem que vivem sob pressão porque a diretoria não esclarece os motivos dos atrasos, nem determina uma data para pagar ou negociar os atrasados, ao mesmo tempo, eles não têm coragem de reivindicar por medo de demissão", diz o Monitor.

O jornal ouviu o diretor superintendente do HPC, Luiz Maurício Tavares Crespo, que confirmou que o hospital passa por dificuldades, em razão de dívidas dos governos federal e municipal com a instituição. "Só o Governo Federal deve à instituição cerca de R$ 12 milhões. Já o município tem um débito de R$ 2.250 mil com o hospital" - se o jornal está certo, a dívida do município parece irrelevante diante do rombo. Provavelmente trata-se de dois milhões.

Outro em crise

O leitor do urgente! Leonardo Fernandes disse em comentário em post abaixo que também é crítica a situação do Hospital Pró clínicas. "Estão há dois meses e meio sem salário, já que o pagamento do mês de novembro foi parcelado em 5 vezes. Não é mais extraordinário a emergência do hospital não ter médicos para atender por causa deste problema", relatou.

segunda-feira, março 30, 2009

Prova Estranha

Realizada ontem (29/03), a prova do Concurso Público de Macaé criou muita polêmica entre os candidatos, sobretudo com os coleguinhas que tentavam a sorte. Questões mal formuladas, erros ortográficos e até diferenças entre as questões e o cartão-resposta foram observados pelos candidatos, que consideraram, por unanimidade, que a prova estava "meio estranha".

Um exemplo foi o fato de que, para cada questão, existiam quatro alternativas, com as letras de 'A' a 'D'. Já no cartão-resposta, as alternativas se apresentavam das letras de 'A' a 'E', o que levou alguns participantes a marcarem a letra 'E' no cartão pensando que fosse a letra 'D'.

Outro exemplo é a questão de número 38 da prova específica de jornalismo, que perguntava: "São profissionais indispensáveis numa Assessoria de Imprensa:
A- analista e marqueteiro
B- programador visual e contato publicitário
C- diagramador e jornalista
D- relações-públicas e ilustrador

Para essa questão, nenhuma resposta parece ser correta, pois todas as alternativas apresentam algum cargo não-indispensável.

A prova, elaborada pelo IBAP-RJ, ainda vai dar muita reclamação, podem esperar.

A Hora do Planeta no Sesc Campos

Telhado de vidro

Matéria que o Jornal Hoje, da Globo, levou ao ar há pouco sobre acidente em um estádio de futebol africano, na Costa do Marfim, que provocou a morte de 19 pessoas e deixou outras 132 feridas, conteve forte posicionamento editorial sobre a falta de cobertura adequada dos assuntos no continente.

O correspondente Marcos Losekan mostrou até um jornal europeu que deu pouco destaque à tragédia, além de páginas da internet onde o tema também foi pouco abordado, e comentou que o comportamento seria diferente se o caso tivesse ocorrido em grandes estádios famosos.

Tudo muito bonito. Só faltou explicar porque a Globo “cobria” a matéria com imagens de agência e pela sucursal de Londres. A emissora não tem sucursal na África. E quando lá aparece é para fazer a mesma busca de imagens exóticas ou de forte drama humano que fazem as TVs comerciais dos países ricos.

domingo, março 29, 2009

Editais da Cultura para Campos

O investimento em cultura tem se profissionalizado muito nas últimas décadas. A antiga prática do mecenato, do apadrinhamento, tem dado lugar, ainda que muito lentamente, a políticas mais transparentes e universais, com o estabelecimento de regras mais justas para abranger diferentes segmentos culturais.

Por se tratar de algo intangível, a arte em muito se prestou a toda sorte de falcatruas, especialmente quando se confunde com entretenimento. Quanto vale um show? Quanto vale uma oficina de teatro? Como escolher entre duas exposições de artes plásticas para merecer figurar em um espaço público?

São questões que abrem espaço para o imponderável e tanto podem ser respondidas com seriedade quanto com a formação de “panelinhas”.

Embora não resolva todo o problema – até mesmo porque regras não resolvem sozinhas os problemas — a elaboração de editais, a criação de comissões independentes para análises dos projetos apresentados e a divulgação transparente dos valores e dos agraciados, contribuem para criar dificuldades para os mal intencionados. Tem sido esta a prática, por exemplo, do Ministério da Cultura, da Secretaria Estadual da Cultura do Rio de Janeiro, e de grandes empresas públicas, como a Petrobras.

É preciso que este procedimento também chegue a Campos, que muito recentemente se viu mergulhada em escândalos que brotavam justamente de setores ligados à gestão da cultura no município – notadamente na sua parte que envolvia o entretenimento.

Os artistas locais habituaram-se a apresentar suas propostas, por vezes nem mesmo bem fundamentadas, aos agentes públicos, contando com a simpatia pessoal ou política que dispunham junto a este. Rara iniciativa diferente deste comportamento foi a criação de um conselho editorial na Fundação Jornalista Oswaldo Lima para avaliação dos originais de livros apresentados com pedidos de publicação, embora não tenha ido adiante a idéia de criação de uma editora local.

A criação, no atual governo, da Secretaria de Cultura, pode ser um passo importante para a profissionalização da relação entre os agentes públicos e a classe artística e empreendedores do setor. Muito pode ser feito para acabar com a política do “pires na mão”, onde artistas precisam pedir migalhas do poder público ou de empresas para viabilizar os seus projetos.

E com relação à memória e ao patrimônio histórico deve se dar o mesmo. Diferentemente do poder público pousar seu dedo mágico sobre uma ou outra entidade para custear a sua manutenção ou apoiar seus projetos, seria mais transparente, por exemplo, o lançamento de um Programa de Revitalização de Entidades Históricas, que recebesse projetos com as necessidades de instituições, por exemplo, com mais de 50 anos — além da fixação de outros critérios de seleção e de prestação de contas dos valores recebidos.

A cultura é livre, deve encontrar espaço para sua ampla manifestação e não está sujeita a nenhuma forma de censura. Mas o dinheiro público é limitado, não pode ser usado para apadrinhamentos e em relação a ele todo cidadão deve se comportar como um censor.

[Artigo publicado na edição de hoje do Monitor Campista]

sábado, março 28, 2009

O Sesc Campos convida

O Sesc Campos convida para a "Procissão Iluminada", que seguirá da Av. Alberto Torres até a Praça São Salvador.


O ato simbólico, que tem o objetivo promover conscientização sobre as questões e possíveis soluções ao aquecimento global, será hoje, 28 de março, com concentração às 19h30min em frente ao Sesc Campos.

A marcha está marcada para 20h30min. Neste horário, também, as pessoas estão convocadas a apagarem as luzes de suas casas por 60min.

Começa hoje o Cine Jornalismo AIC

Arte de Fabiano Silva/O Diário

"Em dia de comemoração, a Associação de Imprensa Campista (AIC) começa hoje, às 16h, o projeto Cine Jornalismo AIC, promovido pela a AIC. O projeto vai fazer exibições de filmes sobre jornalismo com a presença de jornalistas de Campos com o principal objetivo de estimular um bate-papo sobre a profissão."



Assim começa matéria que abre hoje o caderno dmais, de O Diário, sobre o Cine Jornalismo AIC, que começa hoje. Valeu, moçada da redação, pela força na divulgação!

sexta-feira, março 27, 2009

Problemas de saúde

Promessa a ser apurada...

Funcionária do Hospital dos Plantadores de Cana, que preferiu não se identificar, informou que, no dia 03 de abril, o hospital entrará em greve, pois "ninguém está sendo pago", informou a funionária, e acrescentou que "os pacientes serão remanejados para Beneficência Portuguesa e para Santa Casa".

Bastidores

Na última reunião da Ompetro (Organização dos Municípios Produtores de Petróleo), realizada em Quissamã este mês, os prefeitos se reuniam a portas fechadas para discutir a queda no repasse dos royalties e realizar a eleição da nova diretoria. Lá dentro, a prefeita de Campos, Rosinha Garotinho (PMDB), era eleita a nova presidente. Do lado de fora, a imprensa aguardava. Sabe fazendo o quê? Veja aqui no making off bacana feito pela Diretora de Imagem da Secom de Quissamã, Mariana Lima.

Cine Jornalismo AIC começa neste sábado

Foto: Divulgação
Começa neste sábado, 28, 16h, o Cine Jornalismo AIC, promovido pela a Associação de Imprensa Campista (AIC). O projeto vai fazer exibições de filmes sobre jornalismo com a presença de jornalistas para estimular um bate-papo sobre a profissão. O primeiro filme a ser exibido é “Boa Noite e Boa Sorte” (EUA, 2005), dirigido por George Clooney. A jornalista Patrícia Daldegan é a convidada para fazer comentários.


O filme mostra a atuação do âncora de TV norte-americano Edward R. Murrow, que foi acusado de ser comunista em plena era do macarthismo, por tentar mostrar em seu jornal os dois lados da questão.

“Boa Noite e Boa Sorte” foi originalmente concebido para ser um especial a ser exibido pelo canal de TV CBS. O filme utiliza cenas de arquivo do verdadeiro senador Joseph McCarthy.

As exibições do projeto Cine Jornalismo AIC vão acontecer nos últimos sábados de cada mês, de março a novembro, sempre às 16h, na sede da associação (Rua Tenente Coronel Cardoso, 460, Centro).

Veja aqui a programação completa.

quinta-feira, março 26, 2009

Incêndio em barracão desativado da Uenf

Foto: Yuri Amaral
Um incêndio no barracão onde funcionou a assessoria de transporte e de segurança da Uenf, por volta das 4h de hoje, assustou os cerca de 100 participantes da festa "Cultural Pise na Grama", que era realizada ao lado, no barracão do Diretório Central dos Estudantes (DCE).

"Como o barracão já estava sendo demolido, não haviam nem pessoas nem patrimônio da universidade. Os estudantes, imediatamente, ligaram para o corpo de bombeiros, que levou 15 minutos para chegar ao local", contou o estudante da universidade Yuri Amaral, que postou informações e fotos da festa e do incêndio aqui no seu blog.

STF julga Lei de Imprensa e diploma de jornalismo

"Além da constitucionalidade da Lei de Imprensa, está na pauta do Supremo Tribunal Federal da próxima quarta-feira (1/4) a dicussão sobre se o diploma de jornalismo é obrigatório para o exercício da profissão de jornalista. Hoje, quem não tem diploma pode trabalhar em jornalismo graças a uma liminar do ministro Gilmar Mendes, presidente do Supremo.

A liminar garantindo o exercício da profissão, sem a necessidade do diploma, foi concedida por Mendes em 16 de novembro de 2006 e referendada pela 2ª Turma do STF cinco dias depois. A turma, no entanto, não tomou posição contra ou a favor da exigência de diploma.

Quando corroboraram a decisão de Gilmar Mendes, os ministros garantiram o exercício da atividade jornalística aos que já atuavam na área sem o registro no Ministério do Trabalho ou diploma, enquanto o Supremo não decide o mérito da questão. Agora, a matéria pode ser definida na semana que vem.

Os ministros se debruçarão sobre recurso interposto pelo Ministério Público Federal e pelo Sindicato das Empresas de Rádio e Televisão no estado de São Paulo. O MPF alega que o jornalismo é uma atividade intelectual, que prescinde de obrigação de formação superior."

[De Rodrigo Haidar, na Revista Consultor Jurídico. Íntegra aqui.]

Vinte anos de servidão

"Um agricultor de 55 anos permaneceu duas décadas de sua vida em condições análogas à escravidão. Ele trabalhava sem descanso semanal, sem receber salários, em troca de comida e bebida alcoólica. Outros cinco trabalhadores viviam na mesma situação - alguns há quatro, cinco e sete anos. Eles foram libertados da Fazenda Jerusalém, no município de Alegre (ES), pela Superintendência Regional do Trabalho e Emprego do Espírito Santo (SRTE/ES), em ação conjunta com o Ministério Público do Trabalho (MPT) e a Polícia Federal (PF). A fazenda pertence a Peres Vieira Gouveia."

De Bianca Pyl, da Repórter Brasil, aqui.

quarta-feira, março 25, 2009

Vinis de campistas para celebrar aniversário da cidade

Reproduções/Montagem de Wellington Cordeiro


A Noite do Vinil de hoje faz uma homenagem a Campos pela passagem, no próximo dia 28, dos 174 anos da sua elevação à condição de cidade. Na vitrola estarão artistas locais que gravaram LPs ao longo da carreira, como os sambistas Roberto Ribeiro, Aluísio Machado e Delcio Carvalho.

Também há albuns de Zezé Mota e do cantor romântico Evaldo Braga. E entre dos cantores bandas ainda em atividade há trabalhos de Dom Américo, Banda Traz a Massa, Banda Obra Prima, Avyadores do Brazyl e 4º reich.

A Noite do Vinil acontece às 22h na Taberna Dom Tutti (Rua das palmeiras, 13).

terça-feira, março 24, 2009

Evento da UJS debate primeiro emprego


A União da Juventude Socialista (UJS) realiza no próximo dia 29 o "Domingo da Juventude pelo Primeiro Emprego". O evento acontece no Clube Folha Seca, a partir das 12h. Mais informações e a programação estão aqui no blog do Sepé.

IFF discute produção orgânica

O IFF promome amanhã, a partir das 9h, o Seminário Agroambiental de Produção Orgânica na Agricultura Familiar, na Unidade de Pesquisa e Extensão Agroambiental (UPEA). Serão realizadas palestras e debates. A entrada é gratuita.

Os temas abordados são "Insumos para a Produção Orgânica", com Carlos Frederico de Menezes Veiga (UFRRJ), "Adequação e a conversão da propriedade para o manejo orgânico”, com Ricardo Salles (SEBRAE), e “Os desafios da venda direta de produtos da agricultura familiar”, com Antenora Maria da Mata Siqueira (UFF).

Curso da ACL sobre Campos tem aula inaugural nesta sexta

Nesta sexta, 27, 19h, na Academia Campista de Letras, acontece a aula inaugural do curso "Repensando Campos: relendo e reescrevendo sua história". O palestrante será o pesquisador Aristides Soffiati. Também está programado o lançamento de nova edição da Revista da Academia Campista de Letras e do livro "Campos dos Goytacazes - heroína de sua própria história", de Antônia Leitão.

As bicicletas de Luciano


"É no final de um corredor longo, numa varanda aberta, nos fundos da casa, que o professor de Matemática, Luciano D’angelo, guarda sua coleção de bicicletas antigas, da fabricante inglesa Phillips. Os modelos datam de 1948 a 1954 e chamam a atenção pelo design e o bom estado de conservação. O motivo que o levou a adotar o hobby é um capítulo à parte."

Este é o início da gostosa matéria da coleguinha Alicinéia Gama, no Monitor de hoje, que revelou a paixão secreta de Luciano D`Ângelo. Continua aqui.

[comentário em destaque]

Leitor do urgente!, que preferiu não assinar o seu comentário, publicou abaixo texto que relata um indício, que precisa ser melhor apurado, de insatisfação de gestores da área de saúde com o governo Rosinha. Confira:

"De acordo com as informações que estão circulando no HGG, está para ocorrer nos próximos dias a primeira baixa no 1º escalão da saúde de Campos.

O superintendente do hospital e presidente da Fundação Geraldo Venâncio, Dr. Almir Salomão, já pediu exoneração do cargo, devido a falta de condições de trabalho e as pressões dos integrantes do governo Rosinha, sobre a administração da instituição.

Segundo se comenta dentre os profissionais de saúde, essa saída não será a única, muitos profissionais de saúde que acreditaram na proposta de mudança do novo governo e aceitaram ocupar cargos nos órgãos municipais de saúde, já se desencantaram com a forma da prefeita e seu grupo governar e estão dispostos a deixar os cargos, para não compactuar com o caos que se instalará em breve no setor."

segunda-feira, março 23, 2009

SEXTA -FEIRA É DIA DE FAZER ARTE!!!!!

Reprodução do comentário publicado no post abaixo:

"Nesta sexta-feira, a partir das 16 horas, no Largo da Imprensa, a Associação Regional de Teatro Amador - ARTA - promove uma manifestação livre com a presença de vários artistas de Campos em comemoração ao Dia Internacional do Teatro.
O evento tem grande importância, uma vez que resgata a tradição dos artistas de Campos de irem para a rua celebrar o seu dia, o que não acontece há dez anos. 
" O artista sabe que o seu verdadeiro palco é a rua, e junto ao povo. Vamos voltar ao nosso palco e em grande estilo", disse Dedé.
Vão ser apresentadas várias performances com artistas do Teatro Amador de Campos, de poetas, músicos, números circenses e , contando ainda, com nomes históricos na luta pelo Teatro e pela arte campista, que serão homenageados pela entidade. O convite é feito a toda população campista que nunca deixou de prestigiar a prata da casa.
SEXTA -FEIRA É DIA DE FAZER ARTE!!!!!

Dedé Muylaert _ Presidente da Associação Regional de Teatro Amador - ARTA"

Paraíba: um acidente recorrente

A Unidade de Pesquisa e Extensão Agroambiental (UPEA) do IF Fluminense (antigo Cefet) realiza nesta terça, 24, às 9h, a palestra “Rio Paraíba do Sul: Um Acidente Recorrente”. O palestrante é biólogo do Projeto Piabanha, Guilherme Souza. O evento faz parte das comemorações pelo Dia Mundial da Água.

Vianna continua internado

O deputado federal e ex-prefeito Arnaldo Vianna continua internado no hospital Prontocardio, em Campos. Ele está submetido à observação médica e a previsão é a de que, amanhã, passe por uma cirurgia na vesícula. O deputado foi hospitalizado ontem.

Arte em procissão

O poeta Artur Gomes intima para "A Hora do Planeta - A Energia da Arte". Nos dias 24 a 28 tem Mostra de Vídeo Poesia. E no dia 28 tem concentração no Sesc Campos às 19:30h. Depois, procissão pelas ruas da cidade com várias manifestações de Arte Energia. Abaixo, um vídeo da mostra.

Trabalhos de Renato Pessanha

Confira, abaixo, alguns dos novos trabalhos do artista plástico Renato Pessanha, que estão disponíveis para visitação virtual aqui em seu site.

São Francisco
Renato Pessanha


Robin Hood
Renato Pessanha


Negro
Renato Pessanha


Dom Quixote
Renato Pessanha

domingo, março 22, 2009

Bonito de ver

Na condição de jornalista integrante da Assessoria de Comunicação do Sindipetro-NF, acompanho por dentro de um dos lados da questão a preparação para a greve dos petroleiros, que começa daqui a pouco na maioria das bases da Petrobras no país.

Independentemente dos méritos das reivindicações da categoria, é bonito de ver a sua organização. Se nós, jornalistas, tivéssemos um centésimo da disposição dos petroleiros para a briga, metade das nossas mazelas poderiam ter sido superadas.

O leitor deve fazer idéia do quanto é complicado parar a produção de petróleo, ou reduzi-la ao mínimo necessário, gerando um prejuízo de milhões de reais. E os sujeitos fazem isso e, desta vez, se manterão no local de trabalho, enfrentando as equipes que a Petrobras embarca para tentar manter a plataforma funcionando.

É possível que alguém pense que é fácil ser bravo desse jeito quando se tem a estabilidade quase estatal da Petrobras. Mas não é bem assim. As retaliações são pesadas, mesmo que não cheguem à demissão.

Grevista corre o risco de ser punido, ter horas não remuneradas, não receber promoção, entrar para sempre no caderninho secreto das gerências.

Para se ter noção do jogo pesado, a Petrobras, segundo o Sindipetro-NF, cortou acesso telefônico e de internet em todas as plataformas, para dificultar a comunicação do sindicato com os trabalhadores. Além disso, tentou, na justiça, autorização para desembarcar na marra todos os grevistas.

Quem dera que mais categorias profissionais fossem assim.

Arnaldo Vianna internado no Prontocardio

O ex-prefeito de Campos e deputado federal, Arnaldo Vianna, está internado desde a madrugada de hoje no hospital Prontocárdio, em Campos, em uma sala de recuperação. Ele teve um "processo agudo de visícula", acompanhado de uma pancreatite.

"Logo que melhore esse estado inflamatório do pâncreas, ele vai passar por uma cirurgia da vesícula. Estamos fazendo alguns exames. Mas o estado dele é bom, ele está muito bem", informou à imprensa o médico Jomar Jóber, que acompanha o ex-prefeito.

Crônica de uma catástrofe ambiental

André Deak, Paulo Fehlauer  e Rodrigo Savazoni colocaram no ar uma Crônica de uma catástrofe ambiental

Uma reportagem sobre "A história do derramamento de agrotóxico no rio Paraíba do Sul que matou toneladas de peixes e pode ter contaminado milhares de pessoas". O famigerado caso Sevartis

Uma reportagem muito bem elaborada, aproveitando o máximo do que a linguagem hipertextual nos oferece, ao contrário dos websites de jornais, principalmente se a comparação for com os sites de jornais da região.



Foto: Associação dos Canoeiros Defensores da Natureza de Barra Mansa - RJ

Museu Nacional da Escravidão no Ayrizes

Campos deve ao Brasil um Museu Nacional da Escravidão. E seria pertinente se ele fosse feito no Solar dos Ayrizes, que poderá ser adquirido pelo município dos herdeiros da família Lamego. Esta não é a idéia inicialmente anunciada pela Secretaria Municipal de Cultura, mas bem que poderia ser considerada.

O secretário de Cultura, Orávio de Campos Soares, é mais simpático à idéia de fazer no local um museu de arte popular. O presidente da Fundação Cultural Jornalista Oswaldo Lima prefere um museu do açúcar. Agora, proponho uma terceira alternativa.

Campos possui lastro histórico consistente acerca do tema. Foi cidade resistente à abolição da escravidão, e há registro de que teria sido a última a aceitá-la. Por outro lado, foi também berço de um forte movimento abolicionista — com a fundação, em 1881, da “Sociedade Campista Emancipadora” e a circulação de jornais simpáticos à causa —, além de ser terra natal de ninguém menos que José do Patrocínio.

Consta ainda que o solar dos Ayrizes inspirou o escritor mineiro Bernardo de Guimarães a escrever “Escrava Isaura”, romance de 1875 traduzido para vários idiomas e que, ao ser adaptado para novela em 1976 — filmada em Conservatória e em Vassouras, no sul do estado — , foi assistida em mais de 150 países.

Toda a trama da escrava Isaura se passa em Campos, cidade citada 15 vezes no livro, que começa assim:

“Era nos primeiros anos do reinado do Sr. D. Pedro II.
No fértil e opulento município de Campos de Goitacases, à margem do Paraíba, a pouca distância da vila de Campos, havia uma linda e magnífica fazenda.”

Um Museu Nacional da Escravidão no solar dos Ayrizes poderia combinar o acervo remanescente da época com a reunião das muitas pesquisas sobre o assunto. Ser um local de visitação e de estudos sobre o período. E, ao mesmo tempo, ter um forte apelo turístico — inclusive internacional, dada a repercussão do romance e da novela.

Se for tomado o cuidado de conceber e executar a implantação de um museu de fato, com gente competente para tal e com o envolvimento das universidades e centros de pesquisa — para que não seja apenas um aglomerado de peças antigas —, certamente o Solar dos Ayrizes se tornaria um local de referência no Brasil sobre este período da história brasileira que cobre cerca de 300 anos, dos pouco mais de cinco séculos que tem o país.

O museu também poderia se prestar ao registro e acervo de toda a herança afro no Brasil, incluindo as suas muitas manifestações culturais — como o jongo, tão caro ao secretário Orávio de Campos.

Creio que seja possível um diálogo franco com a sociedade sobre esta possibilidade, envolvendo o conselho de cultura e todos os interessados. E já imagino o dia em que, com a presença de Lucélia Santos — atriz que interpretou a escrava branca na versão televisiva da história — a cidade poderá inaugurar um novo espaço de preservação da cultura nacional.

[Artigo publicado hoje no Monitor Campista]

sábado, março 21, 2009

Vida ainda mais longa ao Monitor

Reprodução
Tratei do tema proposto para hoje na Rede Blog em artigo publicado no próprio Monitor Campista e também reproduzido aqui no blog. O que defendo é que o município de Campos, seja por meio das suas organizações privadas, seja por meio das suas organizações públicas, trate o Monitor como um patrimônio histórico, como ele o é, e pense em formas de garantir a sua sobrevivência, caso ela venha a ser ameaçada.


No que diz respeito à centenária publicação do Diário Oficial do município no jornal, disse e reafirmo que os demais jornais diários poderiam abrir mão da sua publicação, em respeito à história do Monitor e a esta tradição tão especial. E que isso poderia ser uma decisão soberana do município e dos seus atores sociais.

Em nenhum momento afirmei, e também não o fez o jornal, que se deveria burlar a determinação de que seja feita licitação para a escolha do jornal que publicaria o DO. Ela será legítima e inevitável se os demais jornais insistirem na disputa.

E a publicação do DO no Monitor não é a única forma do poder público contribuir com a manutenção do jornal. Além do investimento publicitário que pode ser feito em qualquer veículo, e que não seria favor algum, insisto que o Monitor não pode ser tratado como um jornal qualquer, e pode se credenciar para formas de incentivo à cultura, à memória e ao patrimônio histórico, caso algum programa local neste sentido venha a existir.

O terceiro mais antigo em circulação

Preservar o Monitor não significa apenas preservar o seu acervo, embora este aspecto já tenha importância suficiente. Mas o que também caracteriza o Monitor como patrimônio é a manutenção da sua circulação. É ela que garante a sua condição de estar entre os mais antigos do país. Se deixar de circular amanhã, o jornal ainda estará entre os primeiros fundados no Brasil, mas distante de um tão distinto terceiro lugar.

Entre 1808, ano de fundação dos primeiros jornais brasileiros – o Correio Braziliense e a Gazeta do Rio de Janeiro, que deixaram de circular em 1822 –, e 1834, ano de fundação do Monitor, vários outros jornais foram fundados, mas deixaram de circular. O que torna o jornal campista diferente dos demais contemporâneos é justamente a sobrevivência.

Um argumento comumente utilizado nestes debates sobre o Monitor é o de que ele é uma empresa privada, que precisa encontrar formas próprias de sobreviver. Quanto a isso não há a menor dúvida. E quem testemunha as mudanças pelas quais passou o jornal na última década sabe que muito se tem feito para torná-lo mais atraente para os leitores e para o mundo publicitário – embora muito, como sempre, necessite ser feito.

Mas se todo jornal não pode ser considerado uma empresa privada como outra qualquer, justamente por registrar e reinventar algo tão essencial quanto o patrimônio simbólico de uma determinada coletividade, o que dizer então de um jornal de quase dois séculos, como o Monitor?

Destino do DO

De qualquer modo, a discussão específica sobre o DO parece superada. A Prefeitura escolherá entre dois caminhos: fazer a licitação ou editar a sua própria versão impressa, sem publicá-lo em jornal algum – o que pode ser mais barato, faria o governo ter mais autonomia, e encerraria a disputa entre jornais pela sua veiculação. Segundo informações de bastidor, a segunda hipótese é a cogitada com mais entusiasmo pela Secretaria de Comunicação.

Se queriam matar o Monitor com a retirada do DO? Creio que sim. A provocação do tema ocorreu em uma conjuntura muito específica, exatamente quando o jornal começou a incomodar nas bancas e se tornou preferido por gente cansada do mau jornalismo dos concorrentes.

Se a retirada do DO do Monitor significará a sua morte? Creio que não. Prefiro acreditar que os campistas não abrirão mão de um dos seus mais importantes patrimônios históricos e do seu jornal de maior credibilidade.

Objeções ao jornal

Isso não significa dizer que não tenho críticas em relação ao Monitor. E as faço fraternalmente para os próprios colegas jornalistas da redação. Dia desses, aqui no blog, o atribui uma nota 5, na escala de 0 a 10, o que não seria suficiente para aprová-lo, por exemplo, numa escola de jornalismo, de média 7. Teria que se esforçar um pouco mais.

Minhas principais objeções ao jornal são a falta de comportamento crítico em relação ao poder, a falta de pegada na reportagem, o temperamento morno demais. Mas é no Monitor que tenho lido o conteúdo em que mais confio. E, na condição de colaborador, posso testemunhar o fato de nunca ter tido uma única vírgula censurada pelo jornal – o que não posso dizer dos demais jornais de Campos.

Agora mesmo, quando acusam o Monitor de ser muito benevolente com o governo Rosinha – e eu também compartilho desta crítica –, pude fazer todas as críticas que quis ao governo nas páginas do próprio jornal. Isso não é tudo, mas é muito.

O lado bom dessa história de mudança no DO é o de ter chamado a atenção para a necessidade de preservarmos o Monitor. Pode ser que, com a intenção de matá-lo, seus algozes acabaram por despertar justamente a urgência de que se dê o contrário, com um debate acerca da conservação do jornal.

Vida ainda mais longa ao Monitor!

Veja quem integra a Rede Blog

Hoje é dia de Rede Blog. Veja quem participa:

1 - A Patuléia do Brejo – Eugênio Soares - http://ce.lemos.blog.uol.com.br/
2 - Aspectos - Wesley Machado - http://www.aspectos.blog.br/
3 - Comentários do Cotidiano - Fabio Siqueira - http://fabiosiqueira.blogspot.com/
4 - Converse com Sérgio Diniz – http://www.sergiodinizescreve.blogspot.com/
5 - Desenvolvimento de Erros - Sagaz - http://www.sagazcarvalho.net/blog/blog/
6 - Diário de Classe – Coletivo - http://ddclasse.blogspot.com/
7 - Eu penso que... - Ricardo André - http://www.ricandrevasconcelos.blogspot.com/
8 - Geraldo Pudim - http://www.geraldopudim.com.br/blog/
9 - Imagina - Jules Rimet - http://www.imagina.blogspot.com/
10 - Leandro Azevedo - http://leandrowebmaster.blogspot.com/
11 - Luciano Azevedo - http://www.lucianoazevedo.com/
12 - Luiz Felipe Muniz - http://luizfelipemunizdesouza.zip.net/
13 - Márcio Fernandes - http://marcioffernandes.blogspot.com/
14 - Mumunha Futebol Clube – Álvaro Marcos - http://mumunha.blogspot.com/
15 - Palabrasti - Victor Dahia - http://palabrasti.blog-se.com.br/
16 - Refúgio do Camelo e do Dromedário - João Ventura - http://joaosucubu.blogspot.com/
17 - Retrato 3x4 - Wellington Cordeiro - http://retratotresporquatro.blogspot.com/
18 - Roberto Moraes - http://robertomoraes.blogspot.com/
19 - Sepé - Fabiano Seixas - http://www.fabianoseixas.blogspot.com/
20 - urgente! – Coletivo - http://urgente.blogspot.com/
21 - Ururau Irado - http://ururauirado.wordpress.com/
22 - Verbo Solto - Fátima Nascimento - http://www.verbosolto.blog-se.com.br/
23 - Vitor Longo Braz - http://www.blogvitorlongo.blogspot.com/
24 – Fatos, fotos e afins - Gustavo Rangel – http://fotosfatoseafins.blogspot.com/
25 - Rafael Borba - http://rafaborba.blogspot.com/
26 - A Trolha - http://atrolha.blogspot.com/
27 - Diego Rangel - http://diegorangell.blogspot.com/
28 - Novo Céu Nova Terra - Fávio Mussa Tavares - http://novoceuenovaterra.blogspot.com/
29 - Todo amor que houver nessa vida - Gervásio Neto - http://todoamorquehouver-neto.blogspot.com/
30 - Dentro da minha cabeça - Rodrigo Rosselinni - http://www.rosselini.blogspot.com/
31 - Fanatismo Indeciso - Rodrigo Manhães - http://fanatismoindeciso.blogspot.com/
32 - Super Energia - Marcos Valério - http://super-energia.blogspot.com/
33 - Dendrito - Yuri Amaral - http://www.dendrito.blogspot.com/
34 - Todos os sonhos de Abril - Ana Paula Motta - http://www.clube-de-leituras.net//blogs/apaulamott
35 - Rogério Valadares - http://rogeriovaladares.blogspot.com/
36 - A pinta campista - http://apintacampista.blogspot.com/
37 - Soprador de Vidro - Gustavo Landim Soffiati - http://sopradordevidro.blogspot.com/
38 - Palavras de um futuro bom - http://bommemorias.blogspot.com/
39 - Vírus na Matrix - Bruno Reis - http://www.virusnamatrix.blogspot.com/
40 - Caído em Campos - Gustavo Alejandro Oviedo - http://caidoemcampos.blogspot.com/
41 - Sociedade Blog – Coletivo - http://sociedadeblog.blogspot.com/

sexta-feira, março 20, 2009

Rede Blog sobre Monitor neste sábado, 21

"Querem matar o Monitor Campista com a retirada do Diário Oficial?" é o tema escolhido pela maioria dos participantes da enquete da Rede Blog. O assunto, então, é o sugerido para os blogueiros de Campos neste sábado, 21.

Vamo que vamo!

Últimos minutos para votar

Está chegando ao final aí do lado a enquete que escolhe o tema de amanhã na Rede Blog. Participe!

Liceístas defendem uniforme tradicional

O jornalista Gustavo Rangel informou aqui no Sociedade Blog que alunos do Liceu protestaram nesta tarde contra a mudança no tradicional uniforme da escola.

"Alunos do Liceu de Humanidades de Campos protestam neste momento em frente a escola. A manifestação é por conta da troca do tradicional uniforme da cor cinza. Os estudantes fazem muito barulho e estenderam "varais" com os novos uniformes determinados pelo governo do Estado, como forma de protesto", registrou o blog.

quinta-feira, março 19, 2009

Rosinha na presidência da Ompetro

Foto: Genilson Pessanha

A prefeita de Campos, Rosinha Garotinho (PMDB) foi eleita por unanimidade hoje a nova presidente da Ompetro (Organização dos Municípios Produtores de Petróleo). A reunião aconteceu em Quissamã e o prefeito anfitrião, Armando Carneiro (PSC), ex-presidente da entidade, foi indicado ao cargo de tesoureiro. O prefeito de Cabo Frio, Marquinhos Mendes (PMDB) foi eleito Secretário da organização. Participaram da votação ainda os prefeitos de Casimiro de Abreu, Antônio Marcos Machado (PSC); Carapebus, Sebastião Batista Messa (PMDB) e São João da Barra, Carla Machado (PMDB). Os municípios de Búzios, Macaé e Rio das Ostras mandaram representantes e Niterói foi o único ausente.

Rosinha, primeira mulher a ocupar o cargo, será a quarta presidente da Ompetro, fundada em 2000. Os outros presidentes foram Arnaldo Vianna (de Campos, por dois mandatos), Paulo Dames (Casimiro de Abreu) e Armando Carneiro (Quissamã). A luta pela manutenção das atuais regras de repasse dos royalties continua sendo a principal bandeira da organização.

Antes de passar o cargo, o ex-presidente fez uma balanço da gestão 2007/2008 e mostrou estudos que projetam a queda na arrecadação dos royalties na região. Juntos, os municípios podem perder mais de R$ 600 milhões em royalties e R$ 400 milhões em participação especial.

ACL faz homenagem a escritores

A Academia Campista de Letras realiza na próxima segunda, 23, o evento “...em trilhas da saudade!” para abrir os trabalhos de 2009. Será às 18h30, na sede da entidade, no Jardim São Benedito. Haverá apresentação de orquestra e homenagens aos acadêmicos Waldir Pinto de Carvalho, Álano Barcelos, Antônio Roberto Fernandes e Wilson Paes, que morreram entre 2007 e janeiro de 2009. Também será declarada aberta uma vaga na academia.

quarta-feira, março 18, 2009

Collor admite que bloqueio da poupança foi um erro

Foto: Fábio Rodrigues Pozzebom/ABr
Pedro Peduzzi / Da Agência Brasil

O ex-presidente e atual senador pelo PTB de Alagoas Fernando Collor de Mello admitiu que o bloqueio da poupança, medida adotada por ele em 1990 a pretexto de conter inflação, foi um equívoco, e que “tropeços aconteceram” quando esteve na Presidência da República. As revelações foram feitas hoje (18) durante a gravação do programa 3 a 1, da TV Brasil.

“Naquela época, querendo fazer os ajustes de forma rápida, equivoquei-me. Certamente, eu não teria adotado um programa econômico que causasse tanto desassossego”, disse. “Se tivesse outra chance, não teria bloqueado a poupança de pessoas físicas e jurídicas”, completou.

Collor se recusou a classificar a medida como confisco. “A meu ver o que fizemos foi bloqueio [da poupança]”, argumentou.

O ex-presidente admitiu ainda ter cometido outros “erros cruciais e fatais”. Entre eles, citou “a falta de diálogo com a classe política e com [políticos e empresários de] São Paulo".

O programa 3 a 1 vai ao ar hoje, às 22h, pela TV Brasil.

Secom desmontou com rapidez a bomba do MST

Em Campos, quando se fala em manifestação na Prefeitura, pensa-se logo em deposição do prefeito. Dado o histórico de instabilidade institucional pela qual já passou o município, não é absurdo pensar imediatamente em fatos de maior gravidade.

Hoje, quando o MST entrou no pátio do Centro Administrativo José Alves de Azevedo para cobrar uma audiência com a prefeita Rosinha, pensou-se que se daria algo mais tenso que mero protesto.

Mas até que o governo conseguiu desmontar bem a bomba. E foi muito rápido em divulgar texto e imagem da reunião dos integrantes do MST com os secretários municipais. Independentemente do que de fato foi discutido ou conquistado, a versão do fato foi favorável à Prefeitura.

Outra sutil habilidade da Secom (Secretaria de Comunicação) foi afastar a interpretação de que a manifestação tinha como alvo específico o governo Rosinha. O texto fala em representantes de outros municípios e em protestos também na Justiça, em um dia de mobilização.

Na guerra da mídia os dois saíram ganhando. O MST porque pautou a imprensa e se fez ouvir. E a Prefeitura porque se mostrou ágil em atender à repentina demanda.

Depois da Prefeitura, MST vai para a Justiça Federal

Foto: Gerson Gomes/Secom PMCG
Release da Prefeitura de Campos informa aqui que a ocupação da sede da administração do município, na manhã de hoje, pelo MST, faz parte de um dia de protestos do movimento para chamar a atenção para os temas ligados à agricultura familiar. Depois de recebidos por secretários municipais no auditório da Prefeitura, o movimento seguirá para a sede da Justiça Federal.

Segundo a Prefeitura, recebem, neste momento, os integrantes do MST os secretários Roberto Henriques (Governo), Paulo Hirano (Saúde), Nelson Daumas (Agricultura) e Auxiliadora Freiras (Educação).

"Há representantes de assentamentos não apenas de Campos, mas de Cardoso Moreira, São Francisco do Itabapoana, São João da Barra e Bom Jesus do Itabapoana", informou o release.

De acordo com a Secom, o secretário de Agricultura, Nelson Daumas, argumentou que a Prefeitura, "apesar de contar com menos de três meses, dá apoio e estrutura a três assentamentos, com suporte de maquinário, em ação que não foi levada ainda a outros núcleos pela ausência do cadastramento necessário dos trabalhadores."

Secretários vão se reunir com MST na Prefeitura

Secretários do governo Rosinha vão receber integrantes do Movimento dos Sem Terra em reunião no auditório da Prefeitura. Os manifestantes ocuparam a sede da administração municipal nesta manhã para forçar a prefeita Rosinha Garotinho a recebê-los em audiência.

O MST quer discutir temas que envolvem a produção agricola no município e reclama que tentava uma audiência, há várias semanas, sem sucesso.

Entre os secretários que se reunirão com o MST estão o secretário de Comunicação, Mauro Silva, da Educação, Auxiliadora Freitas, e de Goberno, Roberto Henriques.

MST ocupa sede da Prefeitura de Campos

Militantes do MST em Campos acabam de ocupar a sede da Prefeitura para reivindicar uma audiência com a Prefeita Rosinha Garotinho. O Movimento afirma que quer discutir questões agrárias com a administração municipal e, mesmo tentando há várias semanas, não conseguia uma reunião com o poder público.

Também há pouco a polícia foi chamada ao local. Cerca de 200 manifestantes participam do protesto.

Prefeitos da Ompetro se reúnem nesta quinta em Quissamã

Os prefeitos da Ompetro (Organização dos Municípios Produtores de Petróleo) se reúnem na próxima quinta-feira (19/03), às 10h, na sala de reuniões do Parque de Exposições. Em pauta, a apresentação de relatórios referentes aos dois anos de gestão da atual diretoria e a eleição dos novos presidente, secretário e tesoureiro da entidade.
Dez municípios do Rio são filiados à organização e seus respectivos prefeitos têm direito a voto e a serem votados. São eles: Carla Machado (São João da Barra), Rosinha Garotinho (Campos), Armando Carneiro (Quissamã), Sebastião Batista Messa (Carapebus), Riverton Mussi (Macaé), Carlos Augusto Balthazar (Rio das Ostras), Antônio Marcos Machado (Casimiro de Abreu), Mirinho Braga (Búzios), Marquinho Mendes (Cabo Frio) e Jorge Roberto Silveira (Niterói).

Tem circo, sim senhor!


No SESC Campos,  hoje, dia 18 de março.     

 Bate papo sobre a história do circo: a origem do circo, incentivos, produção de espetáculos e as escolas de circo do Brasil.

O bate papo será com Marcos Teixeira, Coordenador Nacional do Circo - FUNARTE


19 HORAS - ENTRADA FRANCA

terça-feira, março 17, 2009

Tire suas mãos de mim

Foto: Divulgação

Renato Russo e a Legião serão lembrados em dois eventos nesta semana. Amanhã, na Noite do Vinil (Taberna Dom Tutti, 22h), só vão rolar discos da banda. E na quinta-feira, 20h, tem apresentação da peça “Renato Russo” com o ator Bruce Gomlevsky (foto), no Sesi (Guarus).

Leitora diz que recadastramento não resolveu problema com bolsas no ensino fundamental

Em razão da gravidade da denúncia, reproduzo comentário, sem edição, colocado por uma leitora em post abaixo:

"Atenção blogueiros e imprensa!!!Rosinha anunciou neste fim de semana que resolveu o problema das bolsas de ensino fundamental. Que resolveu que nada. Tudo mintirinha, Tudo historinha... Depois de todo o sofrimento dos pais com recadastramento, demora e humilhação de alunos nas escolas foi aprovada uma lei que tem a única intenção de acabar com o programa. Sou uma mãe de aluna que teve o recadastramento aprovado e não adiantou de nada. A escola simplesmente não aceita pq não vão renovar o convênio com a prefeitura. Minha filha é aluna do João XXIII e fui chamada pra negociar a mensalidade com disconto já que eles não querem mais o convênio. Não sei se está acontecendo o mesmo com a outras escola mas com relação ao João XIII, posso garantir já que fui pessoalmente tratar do assunto. Se quiserem comprovar é só entrar em contato na escola."

O caso merece apuração.

Cine Jornalismo AIC no Monitor de hoje

Caderno maiscultura, do Monitor de hoje, traz matéria bacana da dona Alicinéia Gama sobre o projeto Cine Jornalismo AIC. A página ficou bonita com a edição da senhora Patrícia Bueno e design de Enockes Cavalar [clique na imagem para ampliar]. Para cadastrados no site, o texto completo está aqui. Vamo que vamo!

Como deve ser um curso de jornalismo?

O (FNPJ) Fórum Nacional de Professores de Jornalismo criou um e-mail para receber sugestões, de professores da área e demais interessados na qualidade do ensino de jornalismo, acerca das diretrizes dos cursos universitários que formam jornalistas.

Por sugestão da comissão do MEC que estuda as mudanças nos cursos de jornalismo, as sugestões podem obedecer ao seguinte roteiro:

1. O perfil desejável do jornalista diante das transformações política, culturais, sociais e tecnológicas contemporâneas.

2. As competências a serem construídas na formação superior desses profissionais em termos de conhecimento, habilidades, atitudes e valores. Além dessas questões, que dizem respeito diretamente ao conteúdo das diretrizes, a direção do FNPJ estimula o debate sobre outros aspectos, entre os quais:

3. Criação de cursos de graduação e mestrado e doutorado em jornalismo, e não meras habilitações ou linhas de pesquisa de cursos de comunicação. Qual a sua opinião sobre essa proposta?

4. Dupla diplomação: deve o exercício profissional do jornalismo ser permitido a profissionais de outras áreas após uma formação complementar em jornalismo? Em caso afirmativo, como deveria ser essa complementação?

5. Formação do profissional multimídia. Deve ser feita? Com que perfil?

6. O FNPJ deve insistir para que a Comissão do MEC ao menos sugira modificações:
a) nos processos de autorização e reconhecimento dos cursos? Quais?
b) no sistema de avaliação de cursos? Quais?

7. Que outras sugestões, propostas e avaliações você acredita que devam ser feitas à Comissão do MEC?

O e-mail para envio de sugestões é diretrizesjornalismo@fnpj.org.br .

segunda-feira, março 16, 2009

Cadastro mais parece obra eleitoral

Foto: Francisco Isabel/Secom PMCG
Sinceramente não entendo a necessidade deste cadastro para que a população usufrua da passagem a R$ 1, que começou hoje. Como uma espécie de imposto negativo, acho até que o programa tem o seu mérito. Mas o cadastramento, para mim, só atende a interesses eleitorais.

Qual é o problema de todos, indistintamente, poderem pagar R$ 1 nos ônibus? Se o argumento para cadastrar é o de que só quem precisa deve ter acesso ao direito, sugiro outra lógica: a de que seja incentivado que mais pessoas utilizem o transporte coletivo, independentemente das suas condições financeiras ou se são campistas ou não. Manter ônibus a R$ 1 pode ser um estímulo para todos, até para quem tem carro.

Do jeito que está, com este esquema de tendas e cadastramento, tudo parece aquela velha operação para que todos reconheçam o padrinho que está dando a benção. Política republicana, impessoal e universal não interessa a quem gosta de manter o povo sob tutela.

Queda nos royalties ameaça Garotinhos

"Em Campos dos Goytacazes, a redução dos repasses ameaça os projetos do casal Garotinho. O ex-governador Anthony Garotinho articula sua volta ao Palácio Guanabara, mas seu capital político dependerá do desempenho da mulher, Rosinha Garotinho, prefeita de Campos.

Ela deverá perder este ano 42% da receita de R$ 559 milhões dos royalties que a cidade recebeu em 2008. Nas participações especiais, Campos deve ficar apenas com R$ 372 milhões este ano, 33% menos do que em 2008. No total, a prefeitura já acusou o recebimento de R$ 121 milhões a menos nos dois primeiros meses do ano em comparação com os dois últimos de 2008. Rosinha determinou medidas de economia para não abrir mão de promessas, como passagens de ônibus a R$ 1."

Do Estadão, aqui.

Comentando os comentários

"Custo a acreditar. Será mesmo que só há jumentos acessando blogues na internet? Onde está a vida inteligente? Aquela que busca referências diversas para buscar informações. Que prima pela diversidade de idéias e opiniões. Só há, aqui, bibliomaníacos! Será possível?Acho que o urgente! está passando pela pior fase dos comentários pobres (pelo menos desde que comecei a acompanhar). espero que não dure muito..."

Reproduzi acima comentário do blogueiro Yuri Amaral, que foi colocado em post abaixo, justamente para destacar o problema que ele levanta e que também tem me incomodado.

Diferentemente do que já foi sugerido, no entanto, não cabe nenhuma censura às "jumentinhas" e "patetas" da vida - no caso específico destes dois apelidos, trata-se da mesma profícua e obstinada criatura. Ela tem o direito de dizer o que diz, a quantidade de vezes que quiser, e nós temos o direito de achar um saco.

Como essas coisas são malucas, não demora muito e essa criatura vai virar cult, uma espécie de Profeta Gentileza do mundo religioso. Aguardem só (rs).

O único antídoto que conheço para isso é mais participação dos demais comentadores, trazendo temas pertinentes e ignorando essa espécie de política de spam dos inconvenientes.

Discussão para a platéia

Por vezes, o debate na cultura é mais retórico do que pra valer. O artigo de hoje do secretário de cultura de Campos, o jornalista Orávio de Campos Soares, no jornal Folha da Manhã, é mais emocional do que resposta objetiva às críticas de integrantes do conselho de cultura. Há trechos duros, como o que diz "O assunto, pela sua importância institucional, ganha contorno de natureza política e o grupinho, antes ligado às manhas e aos vícios mocaiberianos, - que nada fez de concreto durante governos anteriores, a não ser se alimentar do leitinho das tetas do poder, mas ditava regras de um jogo de cartas marcadas, - agora se arvora como dono de um discurso oposicional, sem definir quais as razões de suas queixas e reclamações", e outros de necessidade duvidosa, como o que diz que "o presidente da Academia Pedralva Letras e Artes, que é um potiguar feio e deselegante e, por isso, a antítese dos fundadores da casa...".

Também na edição de hoje, o diretor e produtor de teatro Antônio Kapi reclama da falta de reuniões do conselho e defende a implantação do polo de cinema.

Ambos figuras com grande contribuição à cultura campista. E ambos, no fundo, fingindo que brigam. Devem estar é curtindo a cena.

domingo, março 15, 2009

UFF - Norte Fluminense, três novos cursos.

Atenção vestibulandos, serão criados mais três novos cursos na UFF - Norte Fluminense: 

- Geografia (licenciatura e bacharelado - noturno); 
- Ciências Sociais (licenciatura e bacharelado - noturno); 
- e Economia (bacharelado - diurno).
Fiquem espertos que logo logo o vestibular será anunciado!!!

Pós em tecnologia na educação

A Universo em Campos está com inscrições abertas para o curso de pós-graduação em Tecnologias e Mídias na Educação. O objetivo é capacitar para a utilização da tecnologia como ferramenta pedagógica. Mais informações pelo telefone (22) 30549963.

Para ler o folder, clicar nas imagens abaixo.




Ainda falta transparência

Quando, naquele 11 de março de 2008, um avião da Polícia Federal desceu em Campos para levar secretários do governo municipal e, por uma destas firulas jurídicas não levou o próprio prefeito Alexandre Mocaiber, acreditou-se estar vivendo uma ruptura importante na política local, com a perspectiva de que todo o submundo das maracutaias municipais viessem à tona.
Alguns envolvidos foram detidos, mas, aos poucos, começaram a ser agraciados pela soltura. Claro que ainda responderão a processo, mas, dado o histórico brasileiro, há motivos para manter-se cético em relação à possibilidade real de punição. Não são poucos os que foram fartamente acusados na época e que, agora, ostentam seus sorrisos de impunidade.

No início do governo Rosinha, prefeita eleita apenas em razão do desgaste do governo anterior e beneficiada pelo previsível discurso da mudança e da moralidade, a administração apresentou denúncias em vários setores. No entanto, misteriosamente, começou a se calar sobre vários outros.

O leitor deve se lembrar, por exemplo, que dois dos principais focos das denúncias de corrupção no governo anterior eram as fundações Trianon e Jornalista Oswaldo Lima. Neste novo governo, no entanto, nada mais foi revelado sobre o que supostamente ocorria de errado nestes locais.

Se é verdadeira a disposição do governo Rosinha em investigar todas as mazelas do passado, é preciso prestar contas à população acerca do andamento destas investigações. Do jeito que está, o silêncio da gestão municipal pode fazer desconfiar de que, na verdade, há camadas mais profundas que não poderão ser atingidas, sob pena de atingir alguns dos próprios atuais ocupantes do poder.

Outra desconfiança que se torna plausível é a de que uma proteção, inclusive ao ex-prefeito, poderia ter sido negociada – o que, em política, não seria novidade alguma.

Somada a este recuo no ânimo investigatório que marcou os primeiros dias do governo, tem-se uma disposição muito abaixo do satisfatório em mostrar com transparência as contas públicas – a julgar pelo pífio “Portal da transparência” que foi colocado no ar.

O governo Rosinha dá sinais de que começa a se acomodar com a falta de uma cidadania ativa no município, e caminha para repetir a mesma lógica de tutela, clientelismo e marketing que caracteriza a prática política do seu principal mentor, o ex-governador Garotinho.
Depois daquele histórico 11 de março, a cidade merecia melhor destino.
[Artigo publicado na edição de hoje do Monitor Campista]

sábado, março 14, 2009

Jornal Multimídia faz cinco anos

O Jornal Multimídia completa hoje cinco anos. A idéia de um calouro de comunicação, que queria de todo jeito fazer um jornal com cara de impresso na internet, se mantém ao longo do tempo com os seus fiéis adeptos. Parabéns urgentísticos!

sexta-feira, março 13, 2009

De malandro a exemplo varguista

Aqui no blog do samba campista, a incrível história da letra que exaltava o malandro e a boemia, que não era trouxa de ser operário para entrar “no bonde de São Januário” e, por força da ditadura Vargas, virou “: “Quem trabalha é que tem razão/eu digo e não tenho medo de errar/ O Bonde de São Januário/leva mais um operário:/sou eu que vou trabalhar. //Antigamente eu não tinha juízo/Mas resolvi garantir meu futuro/Vejam vocês:/Sou feliz, vivo muito bem/ A boemia não dá camisa a ninguém...”.

O samba é do campista Wilson Batista, em parceria com Ataulfo Alves.

quinta-feira, março 12, 2009

Delegado da PF mira a região

A coisa esquentou para muitas cidades da região no depoimento do delegado Mário Veloso Aguiar (foto) aos deputados da CPI do TCE, na última quarta-feira. Segundo ele, investigações sobre pagamento de propina a conselheiros do Tribunal de Contas levaram a suspeitas em prefeituras do Norte Fluminense.

Da boca do próprio delegado: Rio das Ostras, Campos, Macaé, São Pedro da Aldeia [entre outras que eu não lembro pois estava com sono quando assisti o depoimento dele na TV Alerj]. O interessante, porém, foi o que o delegado falou de Carapebus, cidade que seria a porta de entrada à empresa SIM no Estado. Esta empresa teria feito o meio-campo entre conselheiros do TCE e prefeituras. Dois ex-prefeitos de Carapebus foram já indiciados pela PF [Rubem Vicente e Eduardo Cordeiro]. Ambos foram convocados pela CPI para depor.

Foto: Érica Ramalho/Assembléia Legislativa

Polícia Federal joga m... da região no ventilador da Alerj

Uma história das Galáxias

Foto: Francisco Isabel / Secom PMCG
A escritora campista Dirceia Farias lança no próximo dia 26, às 18h, no Palácio da Cultura, o livro "A ciranda do Faísca", uma história de ficção que envolve "Alienígenas provenientes da Galáxia Ramanak" que "invadiram a Galáxia Milky Way e, sem nenhuma compaixão, confiscaram as riquezas do planeta", de acordo com a descrição feita pela Secom da Prefeitura de Campos.


"Travaram-se duras batalhas, cujos heróis foram reconhecidos por reconquistar o planeta. Os heróis desta estória colocaram suas bandeiras em cada planeta que conquistaram, com dores de cabeça, nos braços, nas costas e pernas. Mas, nem por uma fração de segundo perderam as esperanças, porque maior do que todas as Galáxias estava o amor de Deus em seus corações", continua o material de divulgação.


A íntegra do release está aqui.

“Mulher Higth Tec” no Palácio da Cultura

Da Secom/PMCG

Acontece hoje, às 19h, no Auditório Amaro Prata Tavares, do Palácio da Cultura, o espetáculo “Mulher Higth Tec”, finalizando o primeiro evento literário “Mulheres em Prosa e Verso”. A apresentação vai reunir poesia, música e textos que tratam do universo feminino, com doses de humor e Música Popular Brasileira.

No repertório, letras de Chico Buarque, Tom Jobim e Zeca Baleiro. O texto foi adaptado por Dedé Muylaert. No elenco, Maria Fernanda Gomes, Fernanda Campos, Eliana Carneiro, Tim Carvalho, Katiana Rodrigues e Neuzimar da Hora.

quarta-feira, março 11, 2009

Manifestações culturais de Campos habilitadas para o Ponto de Cultura

Foto: Yuri Amaral

O senhor Yuri Amaral informa aqui que foram habilitadas para o programa Ponto de Cultura, uma parceria entre os governos Federal e do Estado do Rio, as seguintes manifestações cultrais de Campos: Cavalhada de Santo Amaro (foto), Lira de Apolo, Mana Chica do Caboio e de Gargaú e a Liga de Capoeira Municipal. A relação completa do estado está aqui no site da Secretaria de Cultura.

Noite do Vinil volta hoje

Foto: Wellington Cordeiro

A Noite do Vinil, projeto de Wellington Cordeiro e mais um bando de gente fanática por esse negócio de disco na agulha, volta hoje, às 22h, na Taberna Dom Tutti (Rua das Palmeiras, 13). O som será de Roberto Carlos, comandado pelo fã Beto Siqueira (foto). Cordeiro lembra que o projeto continua recolhendo doações de vinis. Contatos pelo telefone (22) 99697840.

Hoje tem Black Party na Pepper`s

É hoje! Lívia Amorim e Simone Pedro animam a primeira Black Party de 2009. O som vai ser dos Djs Samurai e Juca, que prometem rolar clássicos do skate rock e "várias das antigas". Toda quarta, na Pepper`s. Mais informações aqui.


[Clique no cartaz para ampliá-lo]

terça-feira, março 10, 2009

Isso é até falta de decoro!

Foto: Gerson Gomes/ Secom PMCG
É preciso ter muita cara-de-pau para posar para uma foto entregando uma ambulância. Políticos fazem isso como se estivessem prestando um favor extraordinário para a comunidade. Quando é que compra de ambulância será mera reposição rotineira de uma frota? Precisa soltar foguete para isso? E isso é papel de deputado?

Ontem foi a vez do deputado estadual Wilson Cabral, secretário de Saúde no governo Mocaiber, posar ao lado da prefeita Rosinha e do atual secretário da pasta, Paulo Hirano, exibindo o seu grande feito (foto).

Houve até direito a release comemorativo. Francamente!

Prefeitura cadastra para cartão "Campos Cidadão"

Começa na próxima segunda, 16, o cadastramento para o que a Prefeitura de Campos está chamando de cartão "Campos Cidadão", que reunirá as informações de todos os programas assistenciais do município, inclusive a prometida passagem a R$ 1 (que na campanha era vendida como se fosse para todos os usuários, e depois se soube que não é bem assim).

Release da Prefeitura informa que uma tenda para cadastramento será montada na Praça São Salvador (atenção imprensa: preparar para fotografar a longa fila sob o sol escaldante e sobre a pedra inclemente).

"O cadastro prosseguirá até o dia 22 de abril, dividindo o atendimento conforme inicial do nome do interessado, que deverá apresentar documento de identidade, certificado de reservista e comprovante de residência, além de uma foto 3x4. Na hora, é confeccionada uma ficha cadastral e, a partir do dia 25, quem se inscreveu poderá retirar o cartão no posto onde realizou a inscrição", explica a Prefeitura.

Silvio Lopes tropeça no CQC



O ex-prefeito de Macaé, deputado federal Silvio Lopes (PSDB-RJ), foi uma das vítimas do CQC de ontem. Ele foi um dos parlamentares que não souberam responder aonde fica a prisão de Guantânamo. A idéia do novo quadro do programa é mostrar que muitos políticos opinam sobre o que não sabem. Alguma surpresa?

Secretaria negocia compra do Solar dos Ayrizes

Foto: César Ferreira / Secretaria de Cultura PMCG
Nelson Lamego (d), o proprietário do Solar dos Ayrizes, o belo casarão que fica à margem da BR 356, a caminho de São João da Barra, esteve na manhã de hoje reunido com o secretário de Cultura de Campos, Orávio de Campos Soares (e), e com outros representantes da administração municipal na área cultural, para propor a aquisição do patrimônio pelo município. Não foram revelados valores, mas a proposta é a de que a Prefeitura pague apenas o equivalente às terras.


A intenção de Orávio de Campos é a de instalar um museu no local, que seria integrado a um roteiro turístico na região. Está prevista para a manhã do próximo sábado uma visita ao solar.

É amanhã: Sandra de Sá no SESI - Campos

Show de Sandra de Sá, dia 11 de Março às 20h no Teatro SESI - Campos.

Ingressos - R$15,00 

Estudantes. 3ª Idade e socios do SESI Clube - R$ 7,50.


Sandra de  e a Música Preta Brasileira 

Considerada a "Rainha do Soul Brasileiro", Sandra de cantora e compositora, é considerada a maior representante da Soul Music brasileira da atualidade. Após o seu último CD, "AO VIVO – Música Preta Brasileira", lançado em 2005, Sandra viajou pelo Brasil e exterior, já ganhou novos prêmios e estreiou no cinema e na tv, sempre com o astral "SANDRA de ser!".

Música Preta Brasileira, nome deste show/CD/DVD, é um termo criado por Sandra há mais de 10 anos, brincando com a sigla MPB da Música Popular Brasileira.  Sandra afirma:

"A nossa música é essencialmente preta, pois começa e termina no tambor, no suíngue. Não há ritmo que cantemos ou toquemos que não contenha este toque de brasilidade. Isto é a nossa 'pretitude'. Até porque se é popular, é do nosso povo, que é altamente miscigenado."

É esta atitude que ela coloca em tudo que faz nestes mais de 26 anos de carreira. MPB também é o tema que Sandra carimba em tudo, desde um programa de rádio que apresentou na ONG "Viva Rio" até o projeto musical alternativo que fez, por mais de quatro anos, ao lado de Toni Garrido (da banda Cidade Negra) e do parceiro Zé Ricardo. (Projeto com Capítulo 1 – Tim Maia Racional e Capítulo 2 – Jorge Benjor).

Sandra está sempre realizando projetos paralelos, ao lado de grandes amigos como Nana Caymmi, Luiz Melodia, Elba Ramalho, Zezé Motta, Lecy Brandão, Margareth Menezes, Leila Pinheiro, entre muitos outros importantes nomes da nossa Música, pois ela acha fundamental estas parcerias e experimentações dentro e fora do palco.

Como descendente direta de caboverdianos, tem desenvolvido um trabalho em Portugal com shows e eventos, que resultou em apresentações como o Reveillon da Ilha da MadeiraOptimus Open Air e o Rock in Rio Lisboa. Além de participar, em Paris, do Brasil na França e, na Alemanha, da Copa da Cultura de Berlim, como um dos grandes símbolos da nossa música.  Esteve presente também noFestival de Gambôa 2007, na África.

Mas não é só no exterior que Sandra tem desenvolvido projetos de grande representatividade cultural. A artista acaba de ser eleita como presidente da "Academia Afro Brasileira de Artes", onde realizará projetos que visem aprimorar e desenvolver a cultura negra no Brasil; e tem sido com freqüência, escolhida para realizar o show de abertura de importantes eventos culturais, tais como a Conferência dos Intelectuais da África e da Diáspora, a CIAD (subsidiada pelo Ministério das Relações Exteriores), evento social da Petrobrás Loucos por Música (também como diretora musical) e na Feira Música Brasil (em Recife realizada pelo MINC).

Em 2007, Sandra também brilhou nas "telinhas e telonas", estreando como atriz no filme e seriado "Antônia", da Rede Globo. Em 2008, já, agitou a Bahia, no Carnaval elétrico de Salvador, noExpresso 2222 de Gilberto Gil e no Bloco Skol D+!, E também já está em estúdio, na pré produção do seu novo CD e DVD, com lançamento previsto para 2009. Sandra de Sá não só continua realizando shows, "Ao Vivo", por todo Brasil, destaca-se o projeto experimental BATUCOFONIA, que é seu grande xodó e sua aposta através da interação com o público pra movimentar a Música Preta! 
 

É possível que seu navegador não suporte a exibição desta imagem.

Para ter acesso a fotos dos últimos eventos e áudios de suas músicas, acesse: 

www.sandradesa.com.br

www.bloglog.globo.com/sandradesa

www.myspace/sandradsa


Novo blog para o samba campista

Reprodução
O senhor Wellington Cordeiro e a dona Lene Moraes manda avisar que colocaram no ar o blog Samba Campista, bem aqui. "O samba é uma tradição muito forte na cidade de Campos dos Goytacazes. Grandes sambistas surgiram aqui na terra goytacá: Roberto Ribeiro, Aluizio Machado, Delcio Carvalho, Eli Miranda. Mesmo assim há uma dificuldade de se encontrar informações sobre o samba de Campos, por isso o blog será atualizado sempre com novas notícias. Seja a história, biografias, agenda de shows atuais e até trabalhos acadêmicos", explicam os sambistas blogueiros.

O que Jesus faria, segundo Fábio Reynol

A abortadora

Por Fábio Reynol

Estava lá Jesus dando um curso motivacional gratuito para uma população de baixa renda quando os mestres da Lei e os bispos da CNBB trouxeram uma mulher surpreendida no meio de um aborto. Colocando-a no meio deles, disseram a Jesus: “Mestre, esta mulher foi flagrada no meio de um aborto. O artigo 1398 do código de direito canônico manda excomungar automaticamente tais mulheres. Que dizes tu?”

Continua aqui.

Experimento em jornalismo

Alunos do 6º Período do Curso de Jornalismo da PUCPR colocaram no ar uma revista digital experimental sobre cinema. Aqui.

segunda-feira, março 09, 2009

Qualquer semelhança...

"Depois de quase dois meses de trégua e nenhuma reivindicação atendida, jornalistas e gráficos voltam a promover paralisações nos jornais para denunciar que a responsabilidade social e a “concidadania” que os empresários da comunicação tanto apregoam não passam de um discurso inconsistente, pois não é válido para os funcionários destas empresas. Na relação com os empregados, os donos dos jornais ignoram as necessidades básicas para uma família sobreviver, se recusam a oferecer reajustes salariais minimamente dignos e abandonam a mesa de negociação com os trabalhadores em plena campanha salarial."

O texto é da Fenaj, sobre as reivindicações dos jornalistas do Ceará. Íntegra aqui.

Pós em TV, Cinema e Mídias Digitais na UFJF

Estão abertas até o próximo dia 31 as inscrições para o Curso de Pós-Graduação Lato Sensu em Televisão, Cinema e Mídias Digitais, do curso de comunicação da UFJF (Universidade Federal de Juiz de Fora). Documentos necessários: comprovante do pagamento da taxa de R$50,00; curriculum vitae e carta de apresentação que destaque a motivação para a escolha do curso, a experiência acadêmica e profissional do candidato, seus interesses de pesquisa e trabalho, além da disponibilidade de tempo e recursos para a conclusão do curso (não há modelo padrão). Mais informações no site www.postv.ufjf.br ou (32) 3229 3601.

Lene na Lapa

Tem samba de Lene Moraes nesta terça, 10, e na quarta, 11, no Rio Scenarium (Lapa/Rua do Lavradio), a partir das 22h. O show terá participação especial de Zezé Motta.

Inauguração camarada

Um partido de quase 90 anos inaugura no próximo dia 20, sexta-feira, a sua primeira sede própria. Trata-se do PCB. "Em outras épocas, o PCB já teve outras sedes próprias, mas sempre em nome de pessoas físicas, em razão da clandestinidade ou da falta de registro legal", explica a militante Graciete Santana, que foi candidata à prefeita de Campos.

A sede do partidão, que abrigará o seu "Comitê Central", fica no número 180 da Rua da Lapa, Centro do Rio, conjundo de salas 801. O evento de inaguração, que começa às 18h, terá lançamento do Congresso Nacional da sigla, de livros e um "singelo coquetel".

users online