domingo, agosto 31, 2008

Teatro campista perde Félix Carneiro

O blog recebeu e-mail da atriz Aucilene Freitas comunicando a morte do ator Félix Carneiro. O velório acontece no Teatro Municipal Trianon. Felinho, como era conhecido, passava por problemas de saúde e foi encontrado morto em casa.

O ator ficou conhecido pela dedicação ao grupo de teatro sacro, criado em 1982, que dirigiu por vários anos. Recentemente, também se destacou na organização do Festival Nacional de Teatro, em Campos.

Ficou ainda conhecido do público o seu trabalho de coordenação da programação de verão da praia do Farol de São Thomé, que, como informa o blog Aspectos, desenvolveu após 1989.

sexta-feira, agosto 29, 2008

Polarização confirmada

A pesquisa Ibope divulgada há pouco pela Inter TV confirma o quadro de polarização entre os candidatos Rosinha (PMDB) — 37% — e Arnaldo Vianna (PDT) — 36%. Embora sejam decisivos para levar as eleições para o segundo turno, os demais candidatos não se mostram com musculatura para configurar alguma surpresa na disputa. Feijó (PSDB) aparece com 4% e Odete Rocha (PCdoB) com 2%. Marcelo Vivório (PRTB) e Graciete (PCB) não pontuaram. Há ainda 12% de intecisos e 8% que declaram votar nulo ou branco.

Na simulação para segundo turno, Arnaldo venceria Rosinha com 43% contra 40%.

Ou seja: o quadro é absolutamente indefinido, mas limitado às duas principais opções.

Poucas chances de ascensão entre os menos conhecidos

O artigo “Recall, um processo sem mágica”, do caderno EU&Fim de Semana, do Valor de hoje, mostrou justamente que os candidatos menos conhecidos têm reduzidas chances de superar a baixa visibilidade durante a campanha. O político é avaliado apenas após uma longa trajetória de exposição pública. Com menos de 40% de reconhecimento, o candidato tem chances praticamente nulas de se eleger.

Para cada um ponto percentual de reconhecimento público, o candidato parte de um potencial médio de 0,6% de votos, de acordo com o autor, baseado nos resultados das eleições para prefeito em 2004.

Memorex

Enquanto todos os interessados na sucessão municipal em Campos aguardam a possível divulgação, hoje, da primeira pesquisa Ibope no município, é curioso lembrar a pesquisa Ibope divulgada em período semelhante nas eleições 2004. Naquela época, com entrevistas realizadas entre 31 de agosto e 2 de setembro, a situação era a seguinte na pesquisa estimulada:

Pudim - 15- PMDB 29%
Paulo Feijó - 45- PSDB 25%
Carlos Alberto Campista -12-PDT 20%
Dr. Makhoul -13-PT 6%
Branco/Nulo 8%
Não sabem/Não opinou 13%

O resultado o leitor sabe bem: Campista venceu no segundo turno. E depois teve o mandato cassado.

Índio quer abrigo

Foto: Leandro Cordeiro

O pessoal do blog do Instituto Historiar voltou a chamar a atenção para o abandono do monumento ao índio Goytacá. Desde que foi retirada em uma interinidade relâmpago de Roberto Henriques na Prefeitura, a estátua está no jardim do Arquivo Público Municipal, na estrada de Tocos. Tudo bem que o dito cujo é feio de doer, mas ninguém merece tal abandono.

Povo de comunicação no teatro

Foto: Emilene de Oliveira

Alunos de Comunicação Social da FSMA (Faculdade Salesiana Maria Auxiliadora), em Macaé, Diogo Avlis e Rodrigo Medeiros apresentam neste sábado, 30, às 17h, no Teatro Municipal de Macaé, a peça infantil "Ihhh! Seqüestraram a fada madrinha".

A peça tem texto de Diogo Avlis e coreografias de Rodrigo Medeiros. Na trama, a Fada Madrinha é misteriosamente seqüestrada, antes de transformar Cinderela em uma linda princesa. Para desvendar o caso, personagens dos contos de fadas formam uma divertida “força-tarefa”. Assim, entram em cena Branca de Neve, Aurora da Bela Adormecida, Magow – o mago de todos os reinos, e a menina Maria (personagem do mundo real) que pode ajudar Cinderela a ter um final feliz.

Os ingressos custam R$ 15 (R$ 10 para quem apresentar filipeta de divulgação). Estudantes pagam meia-entrada. O Teatro Municipal de Macaé fica na Av. Rui Barbosa, 780, Centro

quinta-feira, agosto 28, 2008

Mudanças diárias

Causou rebuliço nos bastidores da comunicação nesta semana, em Campos, o início da veiculação do programa “De Olho na Cidade”, de João Oliveira, na rádio O Diário FM. Em situações normais, não seria nada demais que uma emissora ganhasse o reforço de um programa que tem lá a sua tradição e audiência. Mas nestas questões as mudanças não costumam ser meramente ligadas ao mundo das comunicações. Sempre há a suspeita de que elas sejam, na verdade, sintomas de rearranjos políticos.

A saída de Garotinho da O Diário FM pode ter sido o prenúncio desta operação, que deve incluir também alterações no jornal O Diário.

Formalmente uma coisa não tem a ver com a outra. Mas pouca coisa pode ser explicada se ficarmos no plano das formalidades. Neste momento eleitoral, menos ainda.

“Exemplo da situação de desorganização em Campos é o Fundecam”

Foto: Gerson Gomes
Para a candidata da coligação Muda Campos, Rosinha Garotinho, o maior problema de Campos é a desorganização administrativa. Segundo ela, um exemplo disso é “o Fundecam, onde foram gastos quase R$ 200 milhões através de financiamento a empresas”, e gerados “algo próximo a quatro mil” empregos. Um número “insignificante”, afirma.

Confira abaixo outros temas tratados pela candidata nas respostas às cinco perguntas que o urgente! enviou aos concorrentes à Prefeitura de Campos.

urgente! - Na sua opinião, qual é o pior problema de Campos e como resolvê-lo?

Rosinha - Entendo que hoje o maior problema é a desorganização administrativa. Isso acaba por permitir que o dinheiro público seja desviado do seu objetivo primeiro que é de atender as necessidades básicas da população através de serviços de qualidade na saúde, educação, transporte e, principalmente, na geração de empregos. O exemplo dessa situação de desorganização administrativa em Campos é o Fundecam, onde foram gastos quase R$ 200 milhões através de financiamento a empresas. Mas quantos empregos foram gerados? De acordo com dados da prefeitura algo próximo a quatro mil. Um número insignificante. Existe uma situação ainda mais complicada, muitas empresas se habilitaram, receberam os recursos, mas nem chegaram a abrir suas portas.

Para resolver o problema da desorganização administrativa é necessário autoridade, acompanhada de competência e transparência e é isso que estamos propondo para Campos.

urgente! - Nos últimos anos, Campos tem sido varrida por denúncias, investigações e operações policiais que geram descrédito na política e nos políticos. No que a sua candidatura é diferente das demais neste cenário?

Rosinha - Eu posso afirmar que ninguém na historia política recente do Brasil sofreu tanta investigação quanto eu durante o meu governo no Estado do Rio. E o que encontraram de errado? Absolutamente nada. Tentaram de todas as formas envolver meu nome em situações de irregularidades. Friso bem, tentaram, mas não conseguiram, porque fiz uma administração correta e transparente e todas as minhas contas foram aprovadas com louvor pelo Tribunal de Contas do Estado. Quando a minha campanha em Campos começou a deslanchar, iniciaram um bombardeio contra mim e contra o Garotinho, mas bastou que apresentássemos um documento que estava sendo omitido pelas autoridades e pela imprensa para que todos se calassem imediatamente. Não quero comparar candidaturas, mas posso garantir à população de Campos que votar em mim é a garantia de que teremos um governo sério e transparente.

urgente! - Na sua avaliação, o que será de Campos depois da Era dos Royalties? A cidade está se preparando corretamente para quando este dia chegar?

Rosinha - Infelizmente nos últimos dez anos a cidade desperdiçou, literalmente, uma fortuna. Digo desperdiçou porque esse dinheiro, oriundo dos royalties do petróleo, não foi usado para melhorar a qualidade de vida da população. Campos está perdendo a grande oportunidade de se tornar grande para enfrentar uma era próxima do fim dos royalties ou mesmo a redução como já vem sendo discutida. E para agravar ainda mais o quadro, os últimos prefeitos, que governaram a cidade nos últimos dez anos, abriram mão da receita própria. Se Campos ficar um mês sem receber a parcela dos royalties, quebra. Para se ter uma idéia, do orçamento previsto de R$ 1,5 bilhão para esse ano, R$1,1 bilhão são de royalties, outros R$ 170 milhões de repasses do governo estadual e mais outras pequenas parcelas de repasse do governo federal. O que se arrecada hoje de tributos municipais é insignificante.

urgente! - Como mostra a história recente do município, os candidatos a vice-prefeito podem ter um papel destacado no governo. Quais foram os critérios para a escolha do vice em sua chapa? Quem ele (a) é e quais as suas qualificações para ocupar um cargo tão importante?

Rosinha - O meu vice é uma pessoa preparada. É um médico que tem uma visão ampla da saúde, é oficial do corpo de bombeiro e foi escolhido por representar bem o que entendemos com pessoa preparada para ajudar a administrar essa cidade.

urgente! - Na sua avaliação, qual foi o melhor prefeito de Campos em toda a sua história? E qual o pior?

Rosinha - Seria muita pretensão da minha parte analisar ao longo da nossa história qual teria sido o melhor prefeito de Campos, mas posso afirmar que nomes como Barcelos Martins, José Alves de Azevedo e o Garotinho, estariam em qualquer lista que destacasse a eficiência das suas administrações. Quanto ao pior, também não teria capacidade de avaliar toda a história, mas os fatos nos leva a crer que as administrações desses últimos dez anos poderiam estar nessa lista.


Raio X da candidata

Nome completo: Rosangela Barros Assed Matheus de Oliveira
Coligação/Partidos: Muda Campos (PMN, PTB, PMDB, PSC, PR, PP e PRB)
Idade: 45 anos
Profissão: Professora, radialista e apresentadora de TV
Cidade onde nasceu: Itaperuna (RJ)
Cargos públicos pelos quais já passou: Secretária de Estado de Ação Social (1999-2002) e Governadora do Estado do Rio de Janeiro (2003-2006).
Site oficial da campanha: http://www.rosinhagarotinho15.can.br/

______________________________________________________
Entrevistas anteriores:
Paulo Feijó
Arnaldo Vianna

O urgente! enviou as mesmas cinco perguntas aos candidatos à Prefeitura de Campos. As respostas são publicadas na ordem de recebimento.

quarta-feira, agosto 27, 2008

Mais Parada

O sempre atento Cadê a Pedra Preta, informou aqui que está marcada para 21 de setembro, a partir das 12h, a I Parada gay de Itaperuna, no Noroeste Fluminense. "A concentração é na pista de skate, e a rapaziada vai caminhar até o Poliesportivo. O dia 20 terá a pré-parada, com “shows de drag”, anuncia a organização", informa o blog.

Em Campos, a III Parada Gay acontece no dia 14 de setembro, como informado aqui.

terça-feira, agosto 26, 2008

Prefeitura diz que tem dificuldade para atender população após demissões

A Prefeitura de Campos divulgou hoje release que afirma que o município está passando por dificuldades no atendimento à população em razão das demissões determinadas pela Justiça. Mais de seis mil contratatados indiretos foram desligados na semana passada.

"Lugares fechados, pessoas na rua e dezenas de solicitações que não poderão ser atendidas. Essa é a realidade do município, depois do desligamento em massa dos contratados, determinado recentemente pela Justiça. Na Saúde, o esforço tem sido para manter abertos os 150 postos, que continuam operando, mesmo com redução de pessoal. A Educação mantém escolas sem vigilância e a qualidade das merendas permanece aquém do necessário", informa o texto, que tem a íntegra disponível aqui.

Campos prepara III Parada Gay

Marcada para 14 de setembro, 14h, no final da Avenida Alberto Lamego, a III Parada Gay de Campos, com o tema “Liberdade de expressão – Homofobia não”. O evento é organizado pela ONG Grupo Esperança, com apoio da Prefeitura de Campos. A estimativa de público é de 20 mil pessoas. Mais informações aqui.

Delegado do NF conta como foi o 33º Congresso Nacional dos Jornalistas

"A principal preocupação dos jornalistas reunidos em seu 33º Congresso Nacional foi a questão da desregulamentação da profissão, que pode acontecer na prática com a sentença do presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Gilmar Mendes, que pode divulgar nos próximos dias ou semanas, a sua decisão sobre a obrigatoriedade do diploma para o exercício da profissão de jornalista. Esse julgamento é resultado de recursos a decisão de uma juíza de São Paulo favorável a uma advogada que reivindicou o exercício da profissão mesmo sem possuir o diploma de jornalista."

Do jornalista Paulo Thomáz, que representou o Norte Fluminense no 33º Congresso Nacional dos Jornalistas, e conta como foi em artigo aqui.

Relatos famintos

"Imagine que você estuda em tempo integral e não tem grana para comer fora de casa. Você fica com fome, emagrece, desregula os horários da sua alimentação e ainda assiste àquela aula chata do professor que fala chileno. Então, é por várias coisas e pelo Restaurante Universitário que os estudantes da Uenf, em Campos, se reuniram num ato que eles projetaram bonito. E consegiram os resultados".

Estudante da Uenf conta no CMI como foi a manifestação realizada hoje no campus. Aqui.

Notícias de Weimar

A coordenadora do curso de Relações Internacionais da UCAM, Maria Amelia Ayd Corrêa, divulga palestra com o tema "Política na Alemanha: da República de Weimar aos dias atuais", no auditório da universidade, com a estudante Cornelia Anna Körtl (Schwandorf/Alemanha), nesta quarta, 27 (às 19h), e na quinta, 28 (às 9h30).

segunda-feira, agosto 25, 2008

Puxadinhos

Depois do famoso banheiro de R$ 30 mil, em Goitacazes — e lá se vão alguns anos —, vem aí o abrigo de passageiro e sanitário público de precisos R$ 43.857,13 em Beira do Taí. Está orgulhosamente divulgado neste release aqui, que também fala das eternas promessas de reforma do Mercado, um lugar histórico que merece muito mais do que o tipo de ajeitadinha anunciada.

A virada da internet

Quando, lá pela segunda metade dos anos 90, alguns entusiastas da internet faziam elogios a um mundo em rede, a uma comunicação mais horizontal, a uma mídia mais interativa e menos impositiva, vez por outra também se ouvia o resmungo de que tudo isso era uma fantasia da globalização, uma bem arquitetada estratégia de dominação do mundo pelas grandes corporações.

Tem artigo novo na Gaveta. Aqui.

[programa urgente! - 25 a 31 de agosto]

Mostra Túnel do Tempo

Séries antigas e desenhos animados da TV. Teatro de Bolso Procópio Ferreira, neste domingo, 31, em duas sessões: 9h e 12h. Entrada: um quilo de alimento não perecível.

DVDteca Arte na Escola - UENF

Exibição do filme Rubem Valentim: Geometria Sagrada. Casa de Cultura Villa Maria. Sábado, 30, 14h. Mais informações aqui.

Concerto no Auxiliadora

Centro Cultura Musical de Campos promove concerto sinfônico neste sábado, 30, no ginásio do Centro Educacional Nossa Senhora Auxiliadora, às 18h. Entrada gratuita.

Chorinho no Cesta Cultural

Grupo de choro Nó em Pingo D'Água se apresenta no projeto Cesta Cultural, nesta sexta, 29, às 19h. O show acontece no jardim do Palácio da Cultura, com entrada gratuita. Mais informações aqui.

Café literário

Café Literário desta quinta, 28, faz homenagem ao poeta campista José Alexandre Teixeira de Melo. O evento acontece às 18h30, no Palácio da Cultura. Mais informações aqui.

Jazz e blues

Segue até o próximo dia 31 a terceira edição do Festival Internacional Imagem, Jazz & Blues, evento realizado pelo SESC Campos. As apresentações musicais e exibições de filmes têm entrada franca e a programação completa está aqui.

Samba e Jongo na Morada

O samba na Morada do Samba (28 de Março, 409 - Próximo ao JPS Móveis Rústicos) agora é toda quinta-feira, às 21h. Nesta quinta, 28, tem samba de Lene Mores com jongo de Neusinha da Hora.

Noite do vinil

No princípio era Bethânia, mas depois a organização da Noite do Vinil desta quarta, 27, decidiu ampliar a experiência para toda a produção da MPB vinda da Bahia. Resultado: vai rolar também Gilberto Gil, Caetano Veloso, Margareth Menezes, Simone, Moraes Moreira, Nana Caymmi, Danilo Caymmi, Gal, e quem mais aparecer em forma de vinil. A overdose acontece a partir das 22h, na Taberna Dom Tutti ( rua das Palmeiras, nº 13, próximo ao parque Alzira Vargas).

Teatro

"Nenhuma semelhança é mera coincidência". Comédia da Cia de Patifaria, com texto de Eugênio Soares e direção de Fernando Rossi. Peça trata dos últimos acontecimentos políticos de Campos, deflagrados pela Operação Telhado de Vidro, da Polícia Federal. Elenco: Alexandre Ferram, Pedro Fagundes, Fabrício Simoões, Lutte Oliveira e Elias Nascimento. De quinta a domingo, no período de 04 a 14 de setembro, às 21h, no Teatro de Bolso.

Festival de poesia

Termina no próximo dia 31 o prazo de inscrições para o X FestCampos de Poesia Falada, que acontece dias 24 e 25 de outubro. A realização é da Fundação Cultural Jornalista Oswaldo Lima. Serão distribuídos R$ 11 mil em prêmios a autores e intérpretes. Inscrições e regulamento aqui.

Concurso nacional de contos

Estão abertas até 30 de setembro as inscrições para o XVIII Concurso Nacional de Contos José Cândido de Carvalho, realizado pela Fundação Cultural JOrnalista Oswaldo LIma. A premiação de R$ 10 mil é dividida entre os cinco primeiros colocados. Inscrições e regulamento aqui.

Médicos memoráveis

Sociedade Fluminense de Medicina e Cirurgia promove a "Noite da Saudade", na sexta, 29, às 20h, no auditório da entidade. Serão homenageados os médicos Alfredo Cláudio Faria Diegues e Osmani Tavares Vasconcelos, que morreram recentemente. Também será reinaugurada a "Galeria da Saudade".

Artes plásticas

Mostra do artista Clausner Rodrigues Martins, com gravuras sobre lendas da região. Foyer do Trianon, das 14h às 18h, até 29 de agosto.

Tributo a Darcy Ribeiro

Evento comemorativo dos 15 anos da Uenf (Universidade Federal do Norte Fluminense), com o tema "Um tributo a Darcy e ao povo de Campos dos Goytacazes". Centro de Convenções da Uenf, dia 29, às 19h. Depois da solenidade, exposição e show da Mangueira, que tem Darcy como enredo em 2009.

Exposição de Nelcimar Pires

Exposição de fantasias carnavalescas de Nelcimar Pires. Parquecentro Shopping, até 31 de agosto, de segunda a quinta das 9h às 21h. Sextas até às 21h30 e sábados até 22h.

Palestra na Ucam-Campos

"Política na Alemanha: da República de Weimar aos dias atuais" é tema de palestra no auditório da Ucam (Universidade Candido Mendes), com a estudante Cornelia Anna Körtl (Schwandorf/Alemanha), nesta quarta, 27 (às 19h), e na quinta, 28 (às 9h30).

"Cultura no Armazém" em Varre-Sai

A Prefeitura de Varre-Sai promove nesta sexta, 29, 20h, o evento "Cultura no Armazém", com worshop de música com os professores de música Odair Ronaldo Miranda, Glaudiston Baptista Couto e o maestro da Lira Santa Cecília, Wildes José Ferreira. Haverá ainda apresentação da dupla Rimão e Débora Garatti, e das bandas Antimatéria e "No Fear". O evento é gratuito e acontece na Praça Antônio Camilo, centro da cidade.

Infantil em Macaé

Peça "Ihhh! Seqüestraram a Fada Madrinha". Neste sábado, 30, às 17h, no Teatro Municipal de Macaé. Texto e direção de Diogo Avlis.


[Com informações de Aucilene Freitas, Wellington Cordeiro, Sesc Rio, Eugênio Soares, Fundação Cultural Jornalista Oswaldo Lima, Assessoria da SFMC, Monitor Campista, Secom/PMCG e Secom Varre-Sai - Atualizado 29/08/08 às 15h19]

domingo, agosto 24, 2008

Aula de jornalismo

Reportagem de sete páginas, no caderno Mais da Folha de hoje, é uma aula de jornalismo. Os repórteres Mário Magalhães e Joel Silva passaram dois meses percorrendo canaviais do interior de São Paulo para contar como é o “submundo da cana”. Começam, magistralmente, assim:

“Pontualmente às 4h42, a canavieira Ilma Francisca de Souza parte para o trabalho com sua marmita fornida de arroz coberto por uma lingüiça cortadinha. Em outro bairro de Serrana, ainda antes do sol nascer, Rosimira Lopes sai para o canavial levando arroz com um só acompanhamento: feijão.

Durante o dia, elas vão dar conta da comida, que já está esfriando. A despeito do notável progresso que ergue usinas de etanol com tecnologia assombrosa, o Brasil segue sem servir refeições quentes aos lavradores da cana-de-açúcar.

A bóia continua fria.”

Parentesco

“Ainda que responda a um evidente clamor social, a disposição do Supremo de proibir o nepotismo não toca, e não poderia tocar, na principal causa do aparelhamento do Estado brasileiro. O setor público, em todos os seus níveis, continua a oferecer uma quantidade abusiva de postos de livre provimento. Por meio desse subterfúgio penetra grande parte da corrupção, do patrimonialismo e da ineficiência que maculam o serviço público”.

O trecho acima é do editorial “Só um passo”, da Folha de São Paulo de ontem. Por falar em nepotismo... Parece familiar, não?

Pra que discutir com madame?

Há vizinhos reclamando e o Zé Gotinha anda apreensivo. Mas a moçada do Samba no Mercado não quer saber de conversa e garante que o movimento vai continuar toda sexta, das 19h às 22h em ponto, em respeito à lei do silêncio. Veja abaixo fotos do encontro dessa semana, com o grupo Ébano:

Fotos: César Ferreira





sábado, agosto 23, 2008

Cronologia Suspeita

Fotografia: Alexandro F.

Tô com um novo curta no forno, terminaram as filmagens e agora começa a edição.
O "Cronologia Suspeita" é uma parceria ente Alexandro F. (esse que vos escreve) e Luiza Buchaul.
O filme, que tem uma temática existencialista, foi produzido e filmado durante a quinta (21/08) e sexta-feira (22/08), e foi realizado em 24 frames por segundo e em digital de alta definição.
O financiamento do filme saiu do próprio bolso (120 reais) e vários outros apoios (equipamento emprestado pela Gruamidia Comunicação, locação cedida pela República Maria Fumaça entre outras ajudas) permitiram que ele fosse realizado.
Enfim, realizado como manda o figurino da produção cinematográfica, muita correria, sem dormir, sem comer direito e com tempo disponível para execução curtíssimo, a correria costumeira de uma produção.

sexta-feira, agosto 22, 2008

Outro lado

A informação de que uma pesquisa teria colocado o candidato do PV à Prefeitura de Macaé, Dr Aluisio, em empate com Riverton Mussi (PMDB) e Silvio Lopes (PSDB) disparou a máquina de reação dos adversários. Uma outra pesquisa, supostamente do Ibope, tem pulado de e-mail em e-mail. Nela, as coisas são mais próximas da realidade política do município, com Lopes na frente, Riverton em segundo, e Aluisio num distante terceiro lugar. Mas não é possível confiar em nenhuma delas. Ambas não foram registradas e formalmente divulgadas.

O repórter e a fonte

Foto: Blog Saideira

Jornalismo isento, equilibrado e com a devida distância da fonte é outra coisa. Olha aí a felicidade do coleguinha Luiz Júnior, do Extra, ao lado da Carol Castro, na festa da Playboy. Ele contou como foi no Saideira, blog que mantém com João Paulo Arruda.

Terceira via engrena em Macaé

No dia 5 de junho, este blog disse aqui que Macaé encontrara a sua Terceira Via nas eleições para a Prefeitura. Lá, a coisa parece que engrenou, e os partidários do Dr. Aluisio (PV) se animaram nesta semana com os resultados de uma pesquisa — não registrada e que, portanto, não pode ter seus resultados divulgados — que o coloca embolado num empate com os adversários Riverton Mussi (PMDB) e Silvio Lopes (PSDB). Como o médico cresceu na parada, os ataques já começam a surgir. Mas o fato é que muitos setores organizados, especialmente da esquerda órfã do PT, estão arregaçando as mangas. E nas ruas, a campanha do verde começa a ganhar visibilidade.

Hoje tem Samba no Mercado

Hoje, às 19h, está de volta o Samba no Mercado, com o grupo Ébano. A aglomeração para ouvir samba de raiz acontece na rua João Pessoa, próximo ao Shopping Popular.

quinta-feira, agosto 21, 2008

Ajustamento de conduta

Foto: Danielle Brandão
Imagine que você receba uma determinação judicial para fazer algo. Independentemente do que seja. Você não faz. A Justiça então lhe dá uma espécie de segunda chance e diz: encontre uma forma de fazer o que determinei. Então, você e a Justiça firmam um acordo, onde está dito como e quando será feito o que se tem a fazer.

Chega então o dia de cumprir o acordado. E todos dizem que você é o culpado por ter feito o acordo. Mesmo estando sob ameaça de ser preso caso não o cumprisse.

Sim, claro, falo aqui do caso da Prefeitura de Campos e dos demitidos. Por mais que seja penoso o desemprego, é preciso que se diga que nenhuma pessoa minimamente sensata poderia concordar com o cabide gigante que se tornara a administração municipal. Incrível também que existam brechas na lei que tenham permitido, por tanto tempo, esta situação inusitada onde se tem mais contratados indiretos do que diretos.

A verdade é que todos estes contratados sabiam do risco que corriam. Dia desses li depoimento sincero e equilibrado de um deles, em matéria do Monitor, onde afirmava justamente isso: sabia que um dia poderia acontecer, não era concursado.

Agora, de modo infame, tentam a todo custo explorar a situação dos demitidos e a sua boa fé. O caso do vereador Geraldo Venâncio — outrora um bom parlamentar — é deprimente. Fosse mais cioso de seu papel de cuidar dos interesses do município, e não um despachante ávido por angariar votos entre os demitidos e suas famílias, jamais teria servido de fantoche para propor “soluções” jurídicas para a situação.

Quanto ao prefeito Alexandre Mocaiber... bom, já faz tempo que este não é um personagem a ser considerado com seriedade.

Também na imprensa, em alguns casos, as demissões foram utilizadas como elemento de disputa eleitoral, e poucos foram os momentos nos quais a informação foi dada com lucidez e correção.

A situação das contratações abusivas, irregulares e eleitoreiras é apenas uma das que o próximo prefeito ou prefeita, se tiver o mínimo de vontade de fazer uma boa gestão, terá que enfrentar. E provavelmente não é das piores.


[Na foto, manifestação dos demitidos realizada há pouco pelas ruas do centro de Campos - Post atualizado às 11h29]

quarta-feira, agosto 20, 2008

Começa hoje o Congresso Nacional dos Jornalistas

Daqui a pouco, às 20h, será aberto em São Paulo o 33º Congresso Nacional dos Jornalistas. O interior do estado do Rio conta com quatro delegados no evento. Entre eles está o representante do Norte Fluminense, Paulo Thomás. Antes da abertura solene, o participantes farão um ato em defesa da manutenção do diploma universitário para o exercício do jornalismo.

Trabalho escravo no NF

O Comitê Popular de Erradicação do Trabalho Escravo/NF e a Comissão Pastoral da Terra realizam nos próximos dias 26 e 27 o V Seminário Sobre Trabalho Escravo, com o tema "Os impactos do Agronegócio Sucro-Alcooleiro". O evento acontece na UFF/Campos, das 18h às 22h. Entre os palestrantes estão Ricardo Rezende Figueira (UFRJ), Roberto Novaes (UFRJ), José Luis Viana (UFF), Delma Pessanha Neves (UFF) e Marcelo Durão (MST).

Livros, livros e mais livros

A terceira edição do Publicom, a sessão de lançamentos do Intercom — que acontece de 2 a 6 de setembro em Natal (RN) —, superou as edições anteriores e terá 50 livros de autores de todo o país. O "Daqui" está entre eles. Será apresentado pelo professor Orávio de Campos Soares.

terça-feira, agosto 19, 2008

Esse pessoal é meio lento

Foto: Studio 3x/Divulgação
Reunidos no congresso da ANJ em São Paulo, donos e executivos de jornais impressos chegaram a conclusões "fantardigas", como diria o filósofo Tiririca:

"O antigo modelo do jornal da era industrial está morto. No seu lugar surge o jornal digital, adaptado a uma nova realidade tecnológica e às necessidades atuais dos seus leitores. O palestrante do painel "A (re)construção do jornal para a era digital", Rosental Calmon Alves [foto], Diretor do Knight Center for Journalismo in the Americas, da Universidade do Texas, foi enfático ao dizer que o atual momento de transição das mídias não se trata de outro processo de acomodação, a exemplo do que aconteceu quando surgiu o rádio e a televisão. “Não são tempos de simples evolução tecnológica, mas de mudanças radicais e transformadoras, comparáveis à invenção da imprensa e da revolução industrial”, enfatizou."
[Íntegra aqui].

E em outro painel, o pessoal "descobriu" outra coisa interessante:

"Os blogueiros e seus leitores podem se constituir num novo e interessante público para os jornais. Trazer o conteúdo de blogs que fazem sucesso na Internet para as páginas dos jornais impressos é uma experiência que está dando certo nos Estados Unidos e pode ser copiada pelos jornais do país. Esse foi o tema do painel "O novo consumidor de informação - como atrair e retê-lo", do Comitê de Mercado Leitor da ANJ no 7º Congresso Brasileiro de Jornais.Segundo o palestrante John Wilpers, Consultor Sênior de Innovation e especialista em circulação, o Boston Now, periódico de distribuição gratuita, teve um aumento no número de exemplares distribuídos, que passaram de 70 mil para 107 mil, em 11 meses, quando passou a inserir o conteúdo de blogs no seu noticiário."
[Íntegra aqui]

A Agência Gustavo Rangel Press informa:

Numa promoção do Orfeão de Santa Cecília, de parceria com a Casa de Cultura Villa Maria/Reitoria da UENF, apresenta-se quinta-feira próxima, 21 de agosto, na Sala do Espelho da Villa, o Trio Piano, Cello & Flauta, formado em Vitória-ES pelos músicos Cláudia Marques, Sanny Souza e Bruno Faria. O concerto, marcado para as 20 horas com entrada franqueada ao público, mostrará variadas peças do repertório erudito e popular (nacional e internacional), com destaque para três números do compositor campista Juca Chagas (1888-1956) – o primeiro ato de um projeto de resgate sonoro do acervo musical de autores campistas antigos, a ser executado pelo Orfeão a partir do ano de 2009, quando a Sociedade estará comemorando os seus 60 anos de atividades em favor da cultura e da arte em Campos.

Mais informações, no site do Orfeão, aqui.

Esquerda na praia

Foto: Luciano Di Paula

A candidata do PCdoB à Prefeitura de Campos, Odete Rocha, participou no domingo passado de caminhada em Copacabana. A atividade política era da candidata à Prefeitura do Rio, Jandira Feghali (PCdoB, PSB, PHS,PTN). No mesmo local, encontraram com os candidatos Fernando Gabeira (PV, PSDB e PPS) e Chico Alencar (PSOL). Voto não dá, mas dá boas fotos e melhora o bronzeado.

segunda-feira, agosto 18, 2008

Délio Rocha morre em BH

Foto: Adilson Sá / Coord. Com. PMQ

Morreu em Belo Horizonte, no sábado, 16, o jornalista Délio Rocha (na foto, com o microfone). Militante político, diretor do sindicato dos jornalistas de Minas e da Fenaj, Rocha esteve na região durante o I Encontro de Jornalistas do Norte e Noroeste Fluminense, em Quissamã, realizado em 2006. Seu corpo foi sepultado ontem.

Trenzinho caipira

O senhor George Gomes Coutinho postou aqui no Outros Campos um mini doc bacana, de seis minutos, sobre a Maria Fumaça. O vídeo fez parte da dissertação de mestrado de Gerson Tavares do Carmo, em Cognição e Linguagem, defendida em 2001 no CCH/UENF.

[programa urgente! - 18 a 24 de agosto]

Samba no Mercado

Sexta, 22, às 19h, está de volta o Samba no Mercado, com o grupo Ébano. A aglomeração para ouvir samba de raiz acontece na rua João Pessoa, próximo ao Shopping Popular.

Cinema na FMC

A Faculdade de Medicina de Campos realiza a sua 4ª Mostra de Cinema, com exibições e debates até a próxima sexta-feira, sempre às 18h e com entrada gratuita. Confira a programação:
20/08 - O CORTE. Debatedores: Aristide Sofiati, Sérgio Diniz e Jair Araújo.
21/08 - O CHEIRO DO RALO. Debatedores: Odila Mansur, Renato Moreto e Aluísio Barbosa;
22/08 – UMA RELAÇÃO PORNOGRÁFICA. Debatedores: Lucia Talabi, Paulo Pinho e Vera Marques.

Jazz e blues

Segue até o próximo dia 31 a terceira edição do Festival Internacional Imagem, Jazz & Blues, evento realizado pelo SESC Campos. As apresentações musicais e exibições de filmes têm entrada franca e a programação completa está aqui.

Instrumental na Villa

Trio Piano, Cello & Flauta. Local: Sala do Espelho da Casa de Cultura Villa Maria. Nesta quinta, 21, às 20h. Entrada gratuita. Promoção do Orfeão de Santa Celília e da Uenf.

Oficina do Artur

Oficina Cine Vídeo Teatro PoesiaHorário: sábado das 10h às 12h, na Fundação Municipal Zumbi dos Palmares. Direção de Artur Gomes.

Curtas de Cultura Popular

Mostra de curtas de Artur Gomes, com Capoeira, Jongo, Fado, Maculelê e Samba de Roda, filmados no Complexo Cultural Fazenda Machadinha em Quissamã e no Museu Olavo Cardoso em Campos dos Goytacazes.
Dia 21 de agosto, 13h, no Sesc Campos.

Samba e Jongo na Morada

O samba na Morada do Samba, lá na 28 de Março, agora é toda quinta-feira.E para o dia 28/08 está programada uma roda de samba em conjunto com jongo com a Neusinha da Hora.

Rádio Baranga no ar

Teatro de São João da Barra: 23 e 24 de agosto, 20h.
Teatro de Bolso, em Campos: 18 a 21 de setembro, 21h.
Blog da Rádio Baranga, aqui.

Noite do vinil

Com vinis de Chico Buarque de Holanda, quarta-feira, dia 20 de agosto a partir das 22h, na Taberna Dom Tutti ( rua das Palmeiras, nº 13, próximo ao parque Alzira Vargas).


[Com informações de Aucilene Freitas, Wellington Cordeiro, Gustavo Rangel, Sesc Rio e Elisabeth Gama - Atualizado 22/08/08 às 00h28]

De bem com a cidade

Motoristas de táxi quase sempre são sujeitos aborrecidos. Vivem no estresse do trânsito, convivem com as mazelas da cidade, são alvos constantes de assaltos e até de homicídios. Daí que, quando provocados a falar sobre o município onde vivem, quase sempre choram um rosário de lamentos.

Tem artigo novo na Gaveta. Aqui.

sábado, agosto 16, 2008

Debate bacana sobre o diploma

Foto: Thiago Macedo/Ascom Fafic
Evidentemente sou suspeitíssimo para emitir uma opinião, mas os comentários estão aí mesmo para os questionamentos. O fato é que achei muito bacana a mesa sobre a campanha da obrigatoriedade do diploma para o exercício do jornalismo, realizada na noite de ontem, na Fafic. Deu para esclarecer muitos pontos com a moçada e houve uma troca interessante de impressões e apreensões sobre o tema. Serviu para aproximar os estudantes do assunto que, ainda, parecia muito distante.

A mesa, formada por professores de jornalismo, entre os quais me incluía, e por jornalistas recém formados, era naturalmente favorável ao diploma. Como registrou o próprio release do evento, o objetivo era fazer um ato político a se somar à campanha nacional pela obrigatoriedade da graduação. O posicionamento do curso, portanto, é nítido quanto ao assunto.

Isso não impediu, no entanto, que alguns dos fortes argumentos contrários ao diploma fossem levantados, entre eles o que deu origem à sentença prolatada pela Juíza Carla Rister, acerca da liberdade de expressão garantida a qualquer pessoa, independentemente de ser ou não jornalista.

Eu mesmo lembrei que há países importantes, como os Estados Unidos e alguns europeus, onde não há obrigatoriedade do diploma para o exercício do jornalismo.

Também foi lembrada a atuação dos blogueiros, inclusive de Campos, que dão furos jornalísticos e por vezes se mostram mais atuantes do que os jornalistas.

Claro que contra-argumentos aos expostos acima igualmente foram apresentados. Mas o bacana é que ficou amadurecida a percepção de que não se trata de uma guerra do bem contra o mal, onde o certo e o errado são nítidos, mas de uma opção a tomar, tendo nossa história, nossos costumes e a nossa noção de jornalismo como guias.

Hoje é noite de jongo na Barrinha

Foto: Thiago Macedo
Hoje é noite de jongo na Barrinha, no interior do município de São Francisco do Itabapoana. É o quarto encontro de jongueiros da região. E o mestre Orávio de Campos Soares (foto) já partiu com seu ônibus de teatro popular ambulante. Que o som dos tambores leve ao céu o nosso mais profundo pedido de redenção para o povo do norte fluminense.

Mostra fotográfica na FSMA

Na terça, 19, Dia Mundial da Fotografia, às 19h, o Curso de Comunicação Social da FSMA (Faculdade Salesiana Maria Auxiliadora), em Macaé, promove coquetel de lançamento da mostra fotográfica "Agosto", reunindo trabalhos de alunos e ex-alunos da instituição.


A noite do lançamento acontece no Centro de Produções e Estudos Midáticos (Cepem) — Rua Rafael Francisco de Almeida, 115, Casa 2, Bela Vista (ao lado da Faculdade Salesiana). E a mostra ficará aberta à visitação até 30 de agosto, das 14h às 21h30, no hall de entrada da Faculdade.

Participam da mostra os fotógrafos Ana Chaffin, Bruno Campos, Cezar Fernandes, Cláudia Barreto, Éliton Coelho, Rui Porto Filho e Salvador Freitas.

sexta-feira, agosto 15, 2008

Diploma em debate hoje na Fafic


O Curso de Comunicação da Fafic e a AIC (Associação de Imprensa Campista) promovem hoje, às 19h, na sala 220 da faculdade, debate com jornalistas professores da área sobre a campanha pela obrigatoriedade do diploma de jornalista para o exercício da profissão. O evento se integra à mobilização nacional de entidades como a Fenaj, o FNPJ e a Intercom.

Entrevista urgente: Carlito Azevedo

Foto: Gerson Dudus
"Se alguém acha que a poesia é algo que já foi inventado, cuja invenção já foi terminada, só lhe resta seguir "escrevendo" poesia como manda o figurino. Mas eu tendo achar bem mais interessante pensar a poesia como algo que ainda está sendo inventado, cuja gramática e definição só vale para ler o que passou e não para reger e dirigir o que virá. De modo que a única definição que posso utilizar para a poesia é aquela mais abrangente de todas, usada uma vez pelo russo Mikhail Bakhtine: há poesia toda vez que algo nos ensina a ver diferenças onde antes só se via mesmice, homogeneidade."

Carlito Azevedo, em entrevista a Gerson Dudus, aqui nas entrevistas do urgente!.

quinta-feira, agosto 14, 2008

Aumenta o som da guitarra

Esse cara aqui arrebentou no show que acabou há pouco no Palácio da Cultura, na programação do Festival Internacional Imagem, Jazz & Blues. Antes dele, a Blues Band Vidro também tinha mandado ver. Daqui a pouco tem Jam Session com mais Felipe Cazaux e Vibratto no Piccadilly. Só não vou porque esse bar é muito mal freqüentado.

Sugestões urgentemente!

Este urgente! comeu mosca e está demorando para colocar no ar a enquete deste mês para a Rede Blog. Estão na vez de indicar temas os seguintes blogs:

25 – Fatos, fotos e afins - Gustavo Rangel - http://fotosfatoseafins.blogspot.com/

26 - Rafael Borba - http://rafaborba.blogspot.com/

27 - A Trolha - http://atrolha.blogspot.com/

28 - Diego Rangel - http://diegorangell.blogspot.com/

29 - Universo Paralelo Jornalístico - Coletivo - http://universoparaleloj.blogspot.com/

Vamo que vamo!

Como assim, provisório?

“No dia 6 de agosto o Ministério da Educação divulgou um até então desconhecido “Conceito Provisório de Curso” que classificou 508 dos 2.028 cursos avaliados pelo ENADE de 2007 como de qualidade insuficiente, 444 da rede privada (19,5% do setor) , e 64 da rede pública (12,2%). Embora “provisórios”, e aparentemente sujeitos a revisão, estes conceitos foram amplamente divulgados pela imprensa, afetando a reputação e provocando a reação indignada de muita gente.”

De Simon Schwartzman, aqui.

Eurosimpson


Parece até o enredo de mais uma das muitas confusões que Homer Simpson apronta nos desenhos animados ou nos quadrinhos. Mas, desta vez, ele foi o protagonista de um misterioso e não menos divertido episódio da vida real.


Na semana passada, José Martinez, proprietário de uma doceria na cidade de Aviles, na Espanha, encontrou em sua caixa registradora uma moeda de um euro na qual a efígie do Rei Juan fora substituída pelo inconfundível rosto de Homer. O outro lado, com a imagem do mapa da Europa, permaneceu inalterado. "A moeda deve ter sido feita por um profissional, o trabalho é impressionante", disse Martinez à agência Reuters, citada pelo portal de notícias Terra. "Já me ofereceram 20 euros por ela".


Como não há registro de outra moeda cunhada com a imagem do chefe da família Simpson, o doceiro espanhol tem em mãos um artigo raro que deverá ser alvo de muitas outras ofertas dos fãs do personagem.
Retirada do Universo HQ.

quarta-feira, agosto 13, 2008

Revendo amigos (e inimigos)

Foto: César Ferreira

Olha aí quem apareceu no Congresso dos Jornalistas, sábado passado, para "rever" amigos da política dos anos 60! É o bravo compositor Walter Alfaiate, flagrado por César Ferreira enquanto conferia a mostra fotográfica sobre a política nos anos de chumbo.

Curso intensivo de música popular brasileira

A Noite do Vinil de hoje vai espanar a poeira de uma coleção de Wellington Cordeiro que era vendida em fascículos na década de 70. Trata-se da "Nova História da Música Popular Brasileira", da Abril Cultural, que a cada quinzena trazia artistas como Cartola, Dorival Caymi, Ari Barroso, Paulinho da Viola, Jorge Bem Jor, Noel Rosa, Lamartine Babo, Vicente Celestino, Elivelto Martins, Lupicínio Rodrigues, Pixinguinha, Ataulfo Alves, Silas de Oliveira, Mano Décio e Dona Ivone Lara. Era uma espécie de intensivão da música brasileira.

Como já sabe o leitor do urgente!, a Noite do Vinil acontece toda quarta, 22h, na Taberna Dom Tutti.

terça-feira, agosto 12, 2008

Desavergonhados!

Todo mundo sabe que os jornalistas Ricardo André e Antônio Fernando Nunes são meus chapas, camaradas e brothers. E que os tenho na lista dos melhores profissionais que conheço. Mas pegou mal o artigo de hoje do Antônio, no Monitor, com uma história estranha de passarinho solto e de jornalista que "gosta de gente e se dá para o outro". O pior é que o cabra ainda tentou me envolver na avaliação disso. Francamente!

Jongo na Academia

Na noite de ontem teve tambor de jongo no ambiente normalmente sereno da Academia Campista de Letras. Foi depois da "vitrine", com o jornalista e professor Orávio de Campos Soares. A sessão destaca um intelectual para ter a obra revista e passar por uma entrevista feita pelos demais acadêmicos e convidados. Confira abaixo o registro de César Ferreira:

Fotos: César Ferreira












Os primeiros custos oficiais da campanha

O TSE colocou no ar a primeira prestação de contas dos candidatos nestas eleições. Para a Prefeitura de Campos, o maior gasto declarado até o momento é o da candidata Rosinha Garotinho (R$ 41.169,00), seguida de Arnaldo Vianna (R$ 34.100,00) e de Odete Rocha (R$ 473,33). Os candidatos Marcelo Vivório, Paulo Feijó e Vanderson Gama ainda não declaram gastos de campanha. Para acompanhar as contas dos concorrentes clique aqui.

“Gestor que usa a cidade como trampolim não pode ser considerado bom”

Divulgação
“Fui vice do Anthony Matheus na sua gestão de 1997, posso dizer que durante o pouco tempo em que ele esteve no comando da prefeitura, o pensamento estava voltado apenas para a campanha de governador”. A afirmação, do deputado federal Arnaldo Vianna (PDT), o segundo concorrente à Prefeitura de Campos a responder às perguntas do urgente!, revela quem, na opinião do candidato, foi o pior prefeito da cidade em toda a história.

Na entrevista ao blog, Vianna também fala da aprovação que teve à sua gestão na Prefeitura, sobre o vice Hélio Anomal, sobre royalties, Fundecam e, ainda, acerca do que chamou de “clima de indefinição que tomou conta da cidade”. Confira:

urgente! - Na sua opinião, qual é o pior problema de Campos e como resolvê-lo?

Arnaldo Vianna - Creio que o pior problema de Campos seja esse clima de indefinição que tomou conta da cidade. Sinto isso ao caminhar pelos bairros e distritos. De certa forma, após anulação de um pleito e outros problemas, estaremos concluindo o pleito de 2004 só agora, em 2008. Por isso, uma de minhas primeiras metas é tranqüilizar a população e mostrar que temos propostas sérias e realizáveis.

urgente! - Nos últimos anos, Campos tem sido varrida por denúncias, investigações e operações policiais que geram descrédito na política e nos políticos. No que a sua candidatura é diferente das demais neste cenário?

Arnaldo Vianna - Minha candidatura representa um governo que foi aprovado por mais de 90% da população campista. Pude realizar grandes obras durante o tempo em que estive na prefeitura e as pessoas reconhecem isso. Agora, o nosso objetivo é olhar para frente, fazer um governo ainda melhor e colocar Campos no cenário nacional como uma cidade que se destaca em várias frentes.

urgente! - Na sua avaliação, o que será de Campos depois da Era dos Royalties? A cidade está se preparando corretamente para quando este dia chegar?

Arnaldo Vianna - Venho, desde a minha gestão, estudando casos de municípios que tiveram tempos áureos devido a extração do petróleo e que depois que os royalties acabaram ficaram em situação difícil. Um exemplo é a cidade de Aberdeen, na Escócia, um local que tinha a pesca como principal atividade e que de repente se viu, na década de 70, recebendo milhões por conta da exploração de petróleo. Mas, antes do petróleo acabar, os governantes pensaram em alternativas na geração de energia, diversificaram a economia e investiram fortemente em educação. Aqui em Campos criamos o Fundecam, pois sabíamos que a cidade carecia de um instrumento capaz de fazer o melhor aproveitamento dos royalties do petróleo, de forma a assegurar no presente o desenvolvimento de Campos no futuro, quando se esgotassem as riquezas do petróleo. Hoje, o Fundecam é considerado o maior instrumento público montado em Campos para promover o desenvolvimento do setor industrial. E sem onerar os cofres públicos, já que os recursos colocados à disposição da iniciativa privada retornam ao próprio fundo para novos financiamentos. Nesta nova gestão pretendemos aprimorar o Fundecam e lançar projetos na mesma linha, sempre pensando nas próximas gerações.

urgente! - Como mostra a história recente do município, os candidatos a vice-prefeito podem ter um papel destacado no governo. Quais foram os critérios para a escolha do vice em sua chapa? Quem ele (a) é e quais as suas qualificações para ocupar um cargo tão importante?

Arnaldo Vianna - A escolha do vice é de suma importância, tanto que tivemos muita tranqüilidade e evitamos problemas como figuras que lançaram um vice e depois tiveram que trocar. Nosso vice é o Hélio Anomal, do PT, que conheço há muito tempo e sei que não será um vice decorativo, mas alguém que trabalhará ao meu lado em prol da população. Devido a nossa aliança com o PT, ficou combinado que o vice seria petista. O partido escolheu o seu representante e aceitamos de braços abertos, pois se trata de um amigo que não se nega a trabalhar e sabe que pode nos ajudar a transformar muitos anseios em ações. Já as qualificações necessárias, na minha opinião, são: espírito de grupo, determinação e a consciência de que aglutinando idéias podemos alcançar os nossos objetivos.

urgente! - Na sua avaliação, qual foi o melhor prefeito de Campos em toda a sua história? E qual o pior?

Arnaldo Vianna - Um prefeito que serve de exemplo para qualquer pessoa que assuma a prefeitura de Campos é o Dr. Barcelos Martins. Um médico, humanista, que se esforçava muito para melhorar a qualidade de vida da população. Sobre o pior, fui vice do Anthony Matheus na sua gestão de 1997, posso dizer que durante o pouco tempo em que ele esteve no comando da prefeitura, o pensamento estava voltado apenas para a campanha de governador. E um gestor que pensa mais na eleição do que na população, usando a cidade como trampolim político, não pode ser considerado bom.


Raio X do candidato

Nome completo: Arnaldo França Vianna
Coligação/Partidos: “Coração de Campos” – PDT PT PSL PSB PV PPS PTdoB PRP PSDC PTC
Idade: 61 anos
Profissão: médico
Cidade onde nasceu: Campos dos Goytacazes
Cargos públicos pelos quais já passou: Vereador (1993 a 1996), vice-prefeito (1996 a 1998), prefeito interino (1998 a 2000) e prefeito (2000 a 2004). Atualmente é deputado federal.
Site oficial da campanha: http://www.arnaldovianna12.com.br/




_______________________________________________
Entrevista anterior:
Paulo Feijó

O urgente! enviou as mesmas cinco perguntas aos candidatos à Prefeitura de Campos. As respostas são publicadas na ordem de recebimento.

Cangaço na planície

A incrível história do dia em que Virgulino Lampião veio dar com os costados na Terra Plana. Aqui.

[Atualizado em 18.08.08 para correção de erro de digitação no título]

Ratatouille campista

O Monitor do último domingo publicou foto chocante de um rato passeando na cozinha de um restaurante de Campos. O jornal atribuiu o crédito da imagem a um leitor não identificado — "Foto do Leitor". O estabelecimento, que também não teve o nome revelado, foi denunciado. A vigilância sanitária visitou o local e estranhamente nada encontrou de errado, recomendando apenas uma desratização e uma dedetização. Vai ver era apenas o Ratatouille fazendo um curso de culinária campista.

segunda-feira, agosto 11, 2008

Tempo de Jazz e Blues em Campos

Começa nesta terça, 13, e segue até o próximo dia 31 a terceira edição do Festival Internacional Imagem, Jazz & Blues, evento realizado pelo SESC Campos. As apresentações musicais e exibições de filmes têm entrada franca e a programação completa está aqui.

Ciência no rádio

Daqui a pouco, às 20h, será lançado o portal Toque da Ciência, produto desenvolvido pelo Laboratório de Estudos em Comunicação, Tecnologia e Educação Cidadã (Lecotec), da UNESP. O projeto produz pequenos programas de rádio para divulgação científica, que podem ser reproduzidos por qualquer emissora. "O Toque da Ciência se destina à divulgação da produção científica brasileira por meio de uma linguagem simples e atraente, com periodicidade diária, contando com um acervo de mais de cem programas. O formato é de um minuto e meio de duração, com o relato do processo de pesquisa pelo próprio pesquisador, aproximando público e cientista e tornando eficaz a comunicação e os fins da divulgação científica", explica o coordenador do projeto, Juliano Maurício de Carvalho.

O tal espírito das leis

Em tese, estão certos os ministros do Supremo Tribunal Federal quando decidem por permitir as candidaturas de políticos com a “ficha suja”. E até mesmo este termo, “ficha suja”, que não existe na Justiça, mas apenas na imprensa e no uso cotidiano, não é apropriado. Em razão da presunção da inocência, não é justo atribuir a alguém esta designação antes que todas as possibilidades de defesa tenham sido utilizadas, com sentença condenatória em última instância.

Tem artigo novo na Gaveta. Aqui.

Vendendo os anéis


A diretoria do Goytacaz reúne o Conselho Deliberativo do clube nesta terça, 12, às 19h, para discutir a proposta de venda, por R$ 5 milhões, da Vila do Curumim. Trata-se da área de lazer dos sócios, que fica na Avenida Alberto Lamego, ao lado do Saldanha da Gama.

Enfim, algo interessante no Turismo

Matéria bacana de dona Danilóide Brandão dá conta hoje, no Monitor, da existência de um roteiro turístico criado e pela senhora Iara Lima, em proposta encampada pelo Sesc. Trata-se do “Os passos de Dom Pedro II na cidade de Campos dos Goytacazes”. Há paradas no Canal Campos-Macaé, no Asilo da Lapa, no poste que simboliza a instalação de energia elétrica na cidade (pela primeira vez na América Latina e terceira vez no mundo), na Casa do Barão de Muriaé (Bombeiros), no Solar do Visconde de Araruama (aquele em ruínas, na Praça São Salvador), na Igreja Nossa Senhora do Carmo, na Igreja de São Francisco, no Asilo Nossa Senhora do Carmo e no Solar do Colégio.

Quanto vale ou é por quilo


Convenção firmada entre o Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado do Rio de Janeiro e o sindicato patronal, em vigor desde 1º de julho, prevê os pisos da tabela ao lado para a categoria no RJ (excluindo a capital, que tem outro sindicato). Apesar dos valores irrisórios, muitas empresas ainda não cumprem o acordado.

Carta de Niterói

Abaixo, a Carta de Niterói, documento que registra as principais preocupações dos presentes do I Congresso de Jornalistas do Estado do Rio de Janeiro, realizado na sexta e sábado passados:

CARTA DE NITERÓI

Os jornalistas profissionais e estudantes de Jornalismo do Estado do Rio de Janeiro, reunidos em Niterói, dias 8 e 9 de agosto de 2008, no I Congresso Estadual dos Jornalistas do Rio de Janeiro, reafirmam sua função social de oferecer à sociedade um jornalismo de qualidade, plural, responsável, ético e voltado ao interesse público. Um ano após a aprovação do novo Código de Ética dos Jornalistas Brasileiros, ratificam como primeiro e essencial o compromisso com a informação como direito fundamental do cidadão, que em hipótese alguma pode ser ameaçado.

No ano em que são comemorados os 200 anos de Imprensa no Brasil, o I Congresso Estadual dos Jornalistas do Rio de Janeiro enfatiza que a divulgação da informação correta e precisa é direito e dever dos veículos e dos profissionais de comunicação. A manipulação, a distorção e a deturpação devem ser denunciadas como atentados à cidadania. Ao mesmo tempo, condena o abuso do poder econômico, a imensa concentração da mídia, a censura por pressões política e econômica e a violência contra os trabalhadores de comunicação - ameaças ao interesse público, à liberdade de imprensa e à democracia.

Os jornalistas fluminenses somam-se à luta pela transparência e controle público dos processos de concessão e renovação de outorgas de radiodifusão, o que inclui a revisão criteriosa das atuais concessões, a regulamentação dos artigos constitucionais referentes ao tema e também a observância de critérios democratizantes na transição do modelo analógico para o digital de transmissão de rádio e TV, garantindo a participação de novos protagonistas na produção e veiculação de conteúdos nos espaços midiáticos que se abrem, além do fortalecimento do caráter público da TV Brasil, com a correção das atuais distorções para evitar o seu aparelhamento por governos. Nesse sentido, defendem a imediata convocação pelo Governo Federal da Conferência Nacional de Comunicação, precedida de amplos debates nos estados e municípios, como referência para a elaboração democrática de um novo marco regulatório da Comunicação Brasileira.

O I Congresso Estadual dos Jornalistas do Rio de Janeiro reafirma como fundamental a exigência do diploma superior de Jornalismo para o exercício profissional, defendendo a melhoria substancial dos cursos de Comunicação Social e denunciando a prática irregular da profissão, principalmente no interior do Estado. Em relação à proposta de criação do Conselho Federal dos Jornalistas, entende que deverá ser precedida de amplo debate nas bases da categoria nos estados e municípios e nos cursos de Jornalismo, culminando com a realização de um plebiscito em 2009, que delibere a posição dos jornalistas brasileiros.

Os jornalistas fluminenses manifestam ainda, de forma inequívoca, o reconhecimento do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado do Rio de Janeiro como o único, legal e legítimo representante da categoria no interior, repudiando quaisquer projetos divisionistas que na verdade servem aos interesses da exploração patronal. Defendem também a unificação das lutas da categoria nas bases dos Sindicatos do Estado e do Município do Rio de Janeiro, levando ao conjunto dos jornalistas, de forma ampla e democrática, o debate sobre o processo de fusão entre as duas entidades.

Não poderiam concluir a Carta de Niterói sem parabenizar o Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado do Rio de Janeiro, que após 54 anos de existência, realizou o seu I Congresso Estadual, abrindo um novo período de sua história, cujo sucesso demonstrou que o caminho correto para o movimento sindical é a democratização e ampliação dos espaços de debates e participação, fortalecendo a luta, a mobilização e a organização em defesa dos interesses da categoria, do Jornalismo de qualidade e do povo brasileiro.

Niterói, 09 de agosto de 2008

sábado, agosto 09, 2008

NF tem maior delegação no Congresso Estadual de Jornalistas

Foto: César Ferreira
Doze coleguinhas do Norte Fluminense formam a maior delegação de jornalistas no I Congresso Estadual da categoria, aberto ontem em Niterói e que segue hoje com a programação de mesas, grupos e plenária. O congresso elegerá, na parte da tarde, quatro delegados para o Congresso Nacional, que acontece em São Paulo, a partir do próximo dia 20.

Na foto, a jornalista Elis Regina Nuffer fala ao plenário sobre a realidade dos "estágios" em jornalismo na região.

sexta-feira, agosto 08, 2008

O fanatismo indeciso de Rodrigo Manhães

"Das duas uma: ou os juízes de primeira instância são uns ineptos que não conhecem nada de direito (o que não acredito, a despeito da opinião do Excelentíssimo Senhor Doutor Gilmar Mendes), ou os juízes de altas cortes têm uma desmesurada predileção, que está por senhores de colarinho branco."

Do professor, músico e bom espírito de porco Rodrigo Manhães (foto), que está com blog recém saído do forno. Aqui.

quinta-feira, agosto 07, 2008

Mais debate sobre o diploma

O Observatório da Imprensa organizou um bom debate sobre a obrigatoriedade do diploma universitário para o exercício do jornalismo. Há contundentes artigos contrários e favoráveis ao diploma. Confira:

Os defensores do diploma e seus debates imaginários
Maurício Tuffani

A necessidade da formação universitária
Muniz Sodré

O STF e o jornalismo de qualidade
Alfredo Vizeu

A titulação é necessária?
Sérgio Murillo de Andrade e Maurício Tuffani

Jornalista não precisa estudar?
Thaís Raeli

Ninguém acredita em indeferimento

Escolado em idas e vindas judiciais, o eleitor não deve mais se abalar com notícias como a do indeferimento do pedido de registro dos candidatos à Prefeitura de Campos Arnaldo Vianna (PDT), Paulo Feijó (PSDB) e Rosinha Garotinho (PMDB) [aqui, para cadastrados no site do Monitor]. E a campanha deve seguir do mesmo jeito que está até que a decisão da juíza Márcia Alves Succi seja revista.

A decisão ontem, do Supremo, de garantir a candidatura de políticos com a “ficha suja” também contribui para que o efeito destes indeferimentos seja apenas passageiro.

Duas boas pedidas para este final de semana

No sábado, 9, 22h, tem a "Festa Cafona na Noite do Brega", na Danceteria Two Two Four (Álvaro de Barros número 224, Turf Club), com renda revertida para a montagem da peça "Nenhuma semelhança é mera coincidência ou quem tem telhado de vidro não joga pedra no telhado dos outros", que tem estréia prevista para 4 de setembro. Ingresso a R$ 10,00 no horário do evento.

E na tarde do domingo, 10, tem feijoada com roda de samba com Lene Moraes e Bando e a "Turma do Saboya mas não afunda", na Morada do Samba (Tarcísio Miranda, 409, Turf Club). Ingressos antecipados a R$ 20,00 na Morada do Samba e na Arpoador Escola de Música.

O sentido do jornalismo


"...antes de ser jornalista eu sou cidadão e eu não acredito em jornalista que não queira melhorar a esquina da rua onde mora, a cidade onde vive, o país onde nasceu, e, com o perdão da pretensão, melhorar o mundo."


De Juca Kfouri, em entrevista à Revista do Brasil que está nas bancas.

quarta-feira, agosto 06, 2008

Prometer é um negócio perigoso

Não é só político que promete e não cumpre. Pode acontecer com qualquer um. O TSE (Tribunal Superior Eleitoral) prometeu para às 21h de hoje o início do acesso à primeira prestação de contas dos candidatos nas eleições deste ano. São 22h e, por enquanto, nada. Na tela onde estaria a informação sobre as doações e gastos dos concorrentes aparece um aviso de que o serviço está "temporariamente indisponível" e que estão sendo tomadas providências para reestabelecê-lo. Mas até que é compreensível. O tráfego na página deve estar muito grande.

Ricardo André deixa o Monitor

O coleguinha Ricardo André tornou pública hoje, em seu blog, a sua saída do Monitor Campista. É realmente uma pena. Vai fazer muita falta na cobertura destas eleições. Veja abaixo a sua nota com os motivos da decisão:

"Nota pessoal

A partir de hoje não sou mais o responsável pela Editoria de Política/Economia do jornal Monitor Campista, depois de cinco anos e dez meses de um trabalho que, acredito tenha acrescentado muito à minha carreira de jornalista.

Estava difícil conciliar o horário com a minha outra atividade profissional (sou, há cinco anos, servidor do Instituto Nacional do Seguro Social - INSS). Por isso, acertei de forma consensual o meu desligamento da empresa. Nos últimos anos vinha me equilibrando entre as duas funções, mas chega um momento que, apesar de sobrar vontade, falta vigor. Então, vou "dar um tempo" no jornalismo diário. Uma pausa depois de 25 anos. Quem sabe em 2009...

Agradeço à direção e aos meus colegas do Monitor pelo companheirismo, profissionalismo e a garra que aquela turma tem para enfrentar os mais diversos obstáculos para colocar um jornal decente nas bancas todos os dias.

Este Blog, mesmo desfalcado do ambiente mágico e farto de notícias como a Redação, vai seguir seu caminho."

Suplicy nesta quinta em Macaé

Foto: Antônio Cruz / ABr
A convite do Diretório Municipal do PT, o senador Eduardo Suplicy (PT-SP) visita Macaé nesta quinta, 7. Ele cumprirá compromissos da campanha de candidatos do partido e, às 19h30,fará palestra sobre renda básica de cidadania no Teatro do Sindipetro-NF.

Simonal: Tributo a Matin Luther King

O youtube é mesmo uma ferramenta bacaninha né?
Adorei ter encontrado esse vídeo! Na verdade foi uma amiga, a biAh weRTHer, que me enviou. Não conhecia essa música, e o discurso do Simonal é muita bacana rsrs.
Olha ae!

Os caras estão correndo desde oito da manhã

Fotos: Alexandro F.





Enquanto os ciclistas continuam no esforço, Deisinho fatura um bom troco e o povo monta até mesa nas calçadas...
tá bonito! rsrs

Sua majestade hoje na Noite do Vinil


A Noite do Vinil de hoje é dedicada a um dos mais idiossincráticos cantores do Brasil: o rei Roberto Carlos. Há rumores de que ele não virá. Maria Rita também não. Mais informações aqui.

terça-feira, agosto 05, 2008

Carlito Azevedo em Macaé dia 12

Na próxima terça, 12, 18h, Carlito Azevedo, um dos poetas mais importantes da atualidade brasileira, estará na Biblioteca Municipal de Macaé. O autor vai falar de poesia contemporânea e lançar a revista Inimigo Rumor número 20. Lançada em 1997, esta é a melhor e mais antiga revista de poesia do país em circulação.

Candidatos enfrentam rejeição nas ruas

Uma caminhada de apoiadores do candidato Chico da Rádio, hoje pela manhã, experimentou a rejeição da população à política e aos políticos. Ao passar próximo ao Palácio da Cultura, por volta das 9h30, e provocar uma certa confusão no trânsito, os militantes ouviram um festival de buzinas indignadas dos motoristas. Nem de longe parecia a tal festa democrática das eleições.

De modo geral, os candidatos, inclusive à prefeitura, estão enfrentando grande rejeição nas ruas, e são bajulados apenas pelos que dependem dos seus favores. O difícil é saber o que este cansaço da política e esta condenação aos políticos é capaz de produzir nas urnas.

segunda-feira, agosto 04, 2008

Aluna sofre seqüestro-relâmpago na Fafic

Estudantes, professores e funcionários da Fafic ficaram apreensivos na noite de hoje com um caso de seqüestro- relâmpago. Às 18h30, uma aluna do curso de Artes Visuais foi levada por dois assaltantes armados, quando estacionava o carro numa rua ao lado da instituição. Um caminhoneiro viu a abordagem e comunicou à segurança da faculdade, que chamou a polícia.

Os bandidos levaram a vítima até um caixa eletrônico para fazer o saque máximo permitido de R$ 1 mil. Depois roubaram o carro, o celular, e a abandonaram no Parque Rosário.

A vítima estacionava o carro após ter deixado a filha, também aluna, na entrada principal da faculdade.

Tranqüilo e em campanha

Foto: Antônio Leudo / Secom PMCG
O prefeito de Campos, Alexandre Mocaiber, que foi absolvido na tarde de hoje pela Câmara de Vereadores em relação às denúncias da Operação Telhado de Vidro, anuncia para amanhã a inauguração de uma das pistas da ponte Alair Ferreira.

Como previsto, tudo segue tranqüilo.

"A cidade vive uma das suas piores crises"

Divulgação
Para o candidato à Prefeitura de Campos Paulo Feijó (PSDB), a cidade passa hoje por uma das suas maiores crises. Segundo ele, esta situação "tem origem na falta de valores e princípios dos governantes que passaram pela administração municipal nos últimos vinte anos".

A declaração foi dada ao urgente!, em resposta a cinco perguntas que o blog enviou a todos os concorrentes. As entrevistas serão publicadas na ordem de envio das respostas pelos candidatos. Feijó (PSDB) foi o primeiro a encaminhar as suas. Confira abaixo:

urgente! - Na sua opinião, qual é o pior problema de Campos e como resolvê-lo?

Paulo Feijó - Os problemas da saúde, da educação, da falta de emprego, já são conhecidos de todos. A cidade vive uma das suas piores crises, que tem origem na falta de valores e princípios dos governantes que passaram pela administração municipal nos últimos vinte anos. Não se pode mais pensar em grupo A ou grupo B, tem que se pensar na cidade. Nós sabemos como fazer isso, é preciso competência e uso correto dos recursos. Quem já teve a oportunidade e não fez, não pode pedir voto e fingir que não faz parte disso.

urgente! - Nos últimos anos, Campos tem sido varrida por denúncias, investigações e operações policiais que geram descrédito na política e nos políticos. No que a sua candidatura é diferente das demais neste cenário?

Feijó - Vítor, em vinte anos de vida pública fui vereador por dois mandatos, presidi a Câmara Municipal nesse período, tive três mandatos como deputado federal. Em tanto tempo de carreira, de lutas em prol do desenvolvimento da nossa região, do nosso município, quantos processos tenho contra mim? E os outros candidatos com menos tempo de atuação? Respondo a um
processo de uma denúncia que foi extensiva a 232 deputados e tenho a consciência tranqüila que ficará provado que eu não tive participação nesse fato.

urgente! - Na sua avaliação, o que será de Campos depois da Era dos Royalties? A cidade está se preparando corretamente para quando este dia chegar?

Feijó - A cidade não está se preparando para quando acabarem os royalties. Os gestores vêm perdendo muitas oportunidades ao longo desses anos. Quando corajosamente em 1997 votei a favor da quebra do monopólio estatal do petróleo, imaginei que os royalties iam ser bem empregados para o desenvolvimento da nossa região, e infelizmente não é o que vejo hoje em Campos. Um governo responsável tem a obrigação de planejar a nossa cidade para os próximos vinte ou trinta anos com ou sem os royalties.

urgente! - Como mostra a história recente do município, os candidatos a vice-prefeito podem ter um papel destacado no governo. Quais foram os critérios para a escolha do vice em sua chapa? Quem ele (a) é e quais as suas qualificações para ocupar um cargo tão importante?

Feijó - O nosso vice é o professor aposentado Flávio Jorge, um antigo parceiro nosso, que agora tenho a honra de estar junto comigo na chapa, apoio do PHS, do professor Wainer Teixeira. Flávio Jorge é graduado em Ciências, estudioso da Ciência Política, fundador do PMDB e PDC em Campos. É também fundador nacional do PHS, onde exerceu dois mandatos na Presidência
Executiva Municipal.

urgente! - Na sua avaliação, qual foi o melhor prefeito de Campos em toda a sua história? E qual o pior?

Feijó - Na minha opinião o melhor prefeito da história de Campos foi Zezé Barbosa. E o pior com certeza, foi Dr.Alexandre Mocaiber.
Raio X do candidato

Nome completo: Paulo Fernando Feijó Torres
Coligação/Partidos: Campos: vamos reagir e mudar!
Idade: 52 anos
Profissão: Engenheiro
Cidade onde nasceu: Santa Maria Madalena
Cargos públicos pelos quais já passou: Vereador por dois mandatos, presidente da Câmara (93/94), deputado federal por três mandatos.
Site oficial da campanha: http://www.feijo45.can.br/
[Atualizado em 11/08/08 para incluir "Raio X"]

O jornal em suas mãos

Se você me lê aqui, num jornal impresso, imagino que também se interesse pelo futuro deste meio que escolheu para se informar. Daí que vez por outra gosto de bater papo neste canto sobre as perspectivas de sobrevivência deste antigo, charmoso e, para muitos, mais denso veículo de informação jornalística.

Tem artigo novo na Gaveta. Aqui.

Três exemplos em um só projeto

Foto: Margarida Neide / PMS
A Prefeitura de Salvador acaba de oferecer, em um só projeto, três exemplos que deveriam ser observados atentamente por prefeituras como a de Campos. No final de julho, dia 28, foi inaugurada uma passarela que custou R$ 1,050 milhão e teve 80% deste custo financiado pela Petrobras.

Por aqui, inúmeros projetos poderiam ser desenvolvidos em parceria com a empresa, se houvesse profissionalismo e seriedade nas propostas do poder público.

A passarela se integra a outras três que foram construídas igualmente em parcerias entre a prefeitura e empresas privadas. Participaram um shopping e uma instituição de ensino superior.

Por aqui, a iniciativa privada é que se acostumou a viver das benesses do dinheiro público.

Finalmente, uma deliciosa vingança histórica. A passarela se chama Jorge Antônio França, um jovem sindicalista petroleiro que morreu tragicamente em um acidente em 2006. O Sindicato dos Químicos e Petroleiros da Bahia pediu à Petrobras que encaminhasse à Prefeitura o pedido de que fosse dado o nome do militante à passarela. A empresa aceitou, e a Prefeitura também. O curioso é que a passarela fica sobre a Avenida Antônio Carlos Magalhães.

Por aqui, cogita-se chamar Alair Ferreira a nova ponte sobre o Paraíba.

domingo, agosto 03, 2008

Frases de efeito

Engraçado como algumas máximas têm efeito retórico mas não guardam qualquer relação com a verdade. A frase do telegiz que ilustra matéria de hoje de O Globo sobre a aplicação dos royalties do petróleo, como mostrado aqui pelo coleguinha Ricardo André, é um desses casos. "Os grandes culpados são os royalties!" parece com aquela piadinha do sofá. Obviamente os recursos não são culpados por nada (coitados, sempre tão generosos!). Os responsáveis são os integrantes das máfias políticas e empresariais, amparados pela passividade da cidadania.

O tal programa de governo

A candidata Rosinha Garotinho (PMDB), única com site oficial de campanha no ar até este momento na disputa pela Prefeitura de Campos, também é a primeira a tornar público o seu programa de governo. Lentos na internet, outros candidatos igualmente demonstram pouca importância à sistematização de propostas para os eleitores. É possível que o desinteresse da cidadania seja a razão para isso. Entre muitos políticos, é comum a afirmação de que programa de governo é um calhamaço que não dá voto e ninguém lê.

Estudantes de comunicação em Pequim

Seis estudantes de comunicação, um professor do curso e uma jornalista formada na Universidade Católica de Brasília embarcam hoje para a China, onde vão cobrir os jogos Paraolímpicos de Pequim. O projeto da UCP é realizado em parceria com o Jornal de Brasília,
com a Empresa Brasil de Comunicação (EBC) e com a Rede Vida de Televisão.

Além de produzir conteúdo para estes veículos, os estudantes manterão um blog com a cobertura.

sábado, agosto 02, 2008

Artistas se unem para show no Trianon


A atriz Adriana Medeiros e todo o povo do teatro e de outras artes em Campos estão convidando para o show "Toda Forma de AMOR", na próxima sexta, 8, às 20h, no Trianon. Vão se apresentar Anamosca, Kamikase 80, Lene Moraes e Banda, Som de Sukata, Lolô e Banda, Coral da FDC, Gilsinho e Ronaldo e MPB Bossa. E nos intervalos haverá performances de Toninho Ferreira, Arthur Gomes, Grupo Chamart e da própria Adriana Medeiros.
O ingresso, à venda na Banca do Coliseu, custa R$ 20,00 e toda a renda será destinada às cirurgias plásticas necessárias ao filho de Adriana, Caiã, que foi vítima de grave acidente de trânsito.

sexta-feira, agosto 01, 2008

Cristovam quer royalties para a educação

Foto: Rooselwelt Pinheiro / ABr

Na próxima terça, 5, com a retomada dos trabalhos legislativos, será realizada a primeira reunião da Comissão de Educação, Cultura e Esporte (CE) do segundo semestre de 2008. Entre as matérias em pauta, está projeto de lei do senador Cristovam Buarque (PDT-DF) determinando que os royalties recebidos por estados e municípios pela exploração de petróleo sejam aplicados exclusivamente em ações e programas públicos de educação de base e de ciência e tecnologia (PLS 116/08).

Na justificação da proposta, Cristovam Buarque lembra que os recursos oriundos dos royalties do petróleo já foram destinados por lei à produção de energia elétrica, à pavimentação de rodovias e ao saneamento, entre outras determinações. Mas, destaca, desde 1997, com a sanção da chamada Lei do Petróleo (Lei 9.478/97), deixou de haver determinação legal sobre onde os recursos deveriam ser aplicados. As aplicações dos royalties ficaram "ao sabor do uso discricionário dos gestores".

Cristovam lembra, porém, que o valor total dos royalties subiu 40 vezes nos últimos dez anos, chegando, em alguns municípios, a superar as transferências constitucionais e legais.
- Para onde estão indo esses recursos, não renováveis, se não é possível perceber quaisquer benefícios às comunidades às quais deveriam servir? - questionou o senador.

Para Cristovam, a aprovação do projeto de sua autoria garantirá que esses recursos passem a ser atrelados a ações na área de educação de base e ciência e tecnologia, "conferindo uma aplicação mais nobre" aos royalties do petróleo.

(Da Agência Senado)

users online